São Paulo vai investir em bicicletários com vestiário e chuveiro

Bicicletário do Largo da Batata, em São Paulo: guarda segura, água e ferramentas à disposição do ciclista. Foto: Willian Cruz

Bicicletário do Largo da Batata, em São Paulo, com guarda segura, água e ferramentas à disposição do ciclista – um espaço que ficaria ainda melhor com vestiário. Foto: Willian Cruz

A prefeitura de São Paulo tem investido na criação de 400 km ciclovias (até o fim de 2015) e recentemente anunciou a instalação de 18 bicicletários nos terminais de ônibus da cidade em um total de 500 novas vagas.

Tendo em mente que estrutura gera demanda, o prefeito Fernando Haddad (PT) tem articulado o envio de um projeto de lei à Câmara Municipal para criar a Ação Municipal de Incentivo ao Uso de Bicicleta, com o propósito de instalação de estacionamentos para bicicletas na cidade.

O PL prevê que os bicicletários deverão ter, além de vagas para bicicletas, estrutura para banho, vestiário e bebedouro. Ainda não está certo como funcionaria o modelo de administração e se haveria cobrança ou não. Os espaços deverão ficar preferencialmente próximos a estações do metrô e terminais de ônibus.

Bike pod, na Austrália, é um bom exemplo para a prefeitura de São Paulo. Foto: Divulgação

Bike pod, na Austrália, é um bom exemplo para a prefeitura de São Paulo. Foto: Divulgação

Exemplos no Brasil e no mundo

A proposta da Ação Municipal de Incentivo ao Uso de Bicicleta é semelhante ao “park and shower” (estacionamento e banho em uma tradução livre) que já ocorre na iniciativa privada, como o Aro 27 Bike Café, no bairro de Pinheiros, em São Paulo, entre outros.

Esse formato foi inspirado em exemplos já comuns na Europa, Estados Unidos e Austrália. E da terra dos cangurus vem uma inovação quando se fala em conforto para ciclistas. Em Melbourne, a prefeitura investiu em vestiários automatizados e gratuitos para ciclistas: o Bike Pod fica instalado em um estacionamento em City Square, boulevard no centro empresarial da cidade.

O ciclista tem à disposição dois chuveiros independentes, sendo que em cada um dos espaços há uma pia e um espelho, trocador, ganchos para roupa, um banco, piso aquecido para o conforto e secagem da pessoa e piso de aço inoxidável para a higiene. O espaço funciona de segunda à sexta das 5h às 19h. No fins de semana permanece fechado.

Um exemplo que pode inspirar a prefeitura de São Paulo.


10 comentários para São Paulo vai investir em bicicletários com vestiário e chuveiro

  • Essa iniciativa é um sonho que sempre quis ver concretizado.

    A todos que estão à frente desse projeto, não se desviem do propósito, essa ação mudará radicalmente nossa sociedade. Parabéns, tenha fé..

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Renato

    Acho ótima a iniciativa. Eu mesmo vou trabalhar 2 vezes por semana de bike e iria mais se tivesse uma infra-estrutura assim. mas acho que bicicletários públicos não são a solução!

    Acredito que a prefeitura deveria sim é estimular as empresas a terem seus bicicletários e chuveiros, que poderiam seguir um projeto padrão e serem incentivado por descontos no iptu, ou contas de agua ou algo assim…

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Isabel Fogaça

    Também gostei do comentário do Edson. É muito bom ver quando admitimos que nós mesmos não contribuimos tanto quanto cobramos dos outros, seja do serviço público ou privado. Exigimos melhor educação, mas o que eu mais vejo são alunos de universidades federais matando aula. São disponibilizados recursos e melhorias, mas em pouco tempo é tudo destruído. Um exemplo é a falta de água em SP. A falta de chuva pode ser um fator, mas a população não ajuda. Moro em Curitiba e estive em SP neste final de semana. Nos banheiros que utilizei sempre tinha uma descarga ou torneira vazando água. O brasileiro exige coisas para si e não para o bem comum. A educação que falta é esse senso de comunidade.

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

  • Julio

    Eu concordo com o comentário do Edson. A iniciativa é ótima, mas temos que admitir que a educação do brasileiro em relação ao patrimônio público é vergonhosa. Esperamos que haja um planejamento e uma atenção adequada para essa brilhante ideia.

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

    • ALEKSANDRO

      Concordo também, muitos paulistas não tem a mentalidade do “público para todos”……

      Thumb up 2 Thumb down 1

      • RAfael

        Vergonhosa sim, mas as atitudes podem ser mudadas!
        Um belo exemplo é a utilização em massa do bicicletário da linha 4 Amarela no Terminal Butantã!
        As pessoas respeitam atitudes de respeito. Desde que sejam projetos de qualidade feitos de forma racional, vamos ter sim respeito!

        Thumb up 2 Thumb down 0

  • Edson

    É muito útil um vestiário e chuveiro num bicicletário, mas desde que estejam em condições aceitáveis de higiene. Dúvido que isso vá acontecer num modelo gratuito… É necessário haver uma limpeza constante, até porque sabemos que muitos por aí esquecem a boa educação em casa constantemente, o que se verifica em qualquer banheiro público na cidade. Então que haja uma cobrança justa e a manutenção constante da limpeza desses vestiários, assim quem precisar pode utilizá-los sem receio. E que haja muito mais que 500 vagas espalhadas pela cidade, principalmente no centro.

    Comentário bem votado! Thumb up 9 Thumb down 0

  • Bom mesmo. A prefeitura em parceria com o governo do estado (a CPTM ou o Metrô) poderia aproveitar e fazer algo semelhante ao que acontece na Holanda, onde cada estação do metrô tem uma pequena oficina para reparos básicos. Os profissionais são pessoas de inclusão, que passam por um curso de capacitação para trocar pneus, cabos, etc, nada muito elaborado. As oficinas públicas (com preços acessíveis) poderiam ficar ao lado dos bicicletários, trabalhando a inclusão social, a prestação de serviços, o incentivo e a melhoria na infra-estrutura cicloviária da cidade.

    Comentário bem votado! Thumb up 15 Thumb down 0

  • thais

    vou rezar para ter no meu bairro…palmas pra sp

    Comentário bem votado! Thumb up 12 Thumb down 0

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>