São Paulo ganha prêmio internacional de mobilidade sustentável, com destaque para pautas propostas pela Ciclocidade

Arte: Ciclocidade

Arte: Ciclocidade

Influenciaram na decisão medidas como o Plano Diretor Estratégico, a expansão das ciclovias e as faixas exclusivas de ônibus

Por Ciclocidade

A 10ª edição do Sustainable Transportation Award (STA) reconheceu os avanços feitos nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte para a consolidação de políticas públicas que priorizem o transporte coletivo e os “modos ativos” de deslocamento, notadamente as bicicletas e os pedestres. O prêmio é uma iniciativa do ITDP – Institute for Transportation and Development Policies – em parceria com outras organizações internacionais dedicadas ao tema.

Segundo o site da Prefeitura de São Paulo e a própria organização da homenagem, o Plano Diretor Estratégico foi uma das iniciativas que renderam o prêmio à cidade, com destaque para a vinculação de 30% do Fundo de Desenvolvimento Urbano (Fundurb) para o transporte coletivo, sistema cicloviário e de circulação de pedestres e para a limitação de vagas em garagem para novas construções.

Velocidade média dos ônibus aumentou 45,1% com a implantação das faixas exclusivas. Bicicletas continuam mais rápidas que os carros. Imagem: Rachel Schein

Velocidade média dos ônibus aumentou 45,1% com a implantação das faixas exclusivas. Bicicletas continuam mais rápidas que os carros. Imagem: Rachel Schein

Estas medidas, amplamente propostas e defendidas pela Ciclocidade ao longo do processo de revisão do Plano Diretor, tiveram também o reconhecimento dos mais importantes tomadores de decisão deste que é o principal marco regulatório urbanístico da cidade. O inédito vídeo (apresentado abaixo) mostra a importância do papel da Ciclocidade nos rumos da cidade e na priorização de políticas que favoreçam a mobilidade por bicicletas.

Além do Plano Diretor, o Plano dos 400 km de ciclovias e a implementação das faixas exclusivas de ônibus foram as ações em São Paulo mais destacadas pela organização do prêmio. No Rio de Janeiro e Belo Horizonte, os destaques foram, respectivamente, para a implantação de BRT’s (Bus Rapid Transit) e priorização da circulação de pedestres.

Com este prêmio São Paulo se iguala às seguintes cidades, agraciadas nas edições anteriores: Buenos Aires (Argentina); Cidade do México (México); Medelim (Colômbia); São Francisco (EUA); Guangzhou (China); Ahmedabad (Índia); Nova York (EUA); Londres (Reino Unido); Paris (França); Guaiaquil (Equador); Seul (Coréia do Sul); e Bogotá (Colômbia).

Confira o vídeo produzido pela Rachel Schein, do Vá de Bike, sobre a participação dos ciclistas na elaboração do novo Plano Diretor Estratégico para a cidade de São Paulo:


2 comentários para São Paulo ganha prêmio internacional de mobilidade sustentável, com destaque para pautas propostas pela Ciclocidade

  • Anderson

    Isso por que, segundo alguns motoristas, a prefeitura não tem planejamento pra fazer o que tem feito. E ainda ganha um premio, intrigante.

    Thumb up 3 Thumb down 0

    • Geisy Arruda

      Num estado onde a população elege no primeiro turno um governador que agridiu familias em pinheirinho, gastou 35 milhões em caminhões anti-protestos, corrupção bilhonária do metro, falta d’agua, Quanto mais um prefeito fizer coisas contra a vontade do povo melhor, sinal que está fazendo algo de bom. E olha que eu odeio o PT, mas pelo menos aqui em SP (nao sei pq) o PT foi muito bom, se não fosse Haddad e Marta, estariamos até hoje pegando ônibus com passe de papel, todas as feitorias “futuristas” como bilhete unico, CEUs (serra, kassab ensinar musica clássica pra crianças da periferia? puff nunca) e agora as ciclovias e o plano diretor… foi coisas do PT. Eu ainda continuo odiando o PT, mas meu voto para prefeito na cidade continua neles. O PSDB eu não odeio, não consigo nem ter sentimento por esse partido atrasado, covarde e que não deixa São Paulo evoluir.

      Thumb up 2 Thumb down 0

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>