São Paulo realizou primeiro passeio inclusivo pelas ciclovias

Pessoas com deficiência e mobilidade reduzida utilizaram as ciclovias. Objetivo do passeio foi tornar essa prática mais comum. Foto: Rachel Schein

Pessoas com deficiência e mobilidade reduzida utilizaram as ciclovias. Objetivo do passeio foi tornar essa prática mais comum. Foto: Rachel Schein

Com o objetivo de promover a inclusão de pessoas com deficiência nas ciclovias, a Secretaria da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida organizou, no primeiro domingo de fevereiro, o primeiro passeio inclusivo pelas ciclovias de São Paulo.

Segundo Marianne Pinotti, secretária à frente do órgão municipal, o passeio é um ato simbólico, um incentivo. “Acho que é um primeiro movimento. É emblemático o que estamos fazendo hoje. Nós gostaríamos que isso fosse um processo natural, que as pessoas com deficiência se sentissem convidadas a usarem as ciclofaixas com naturalidade, mas é um começo”, diz Marianne.

O passeio teve apoio de associações como Bike Tour SP, Skate sem Limites, Cão Inclusão, Dream Bike e outras. Cerca de 200 pessoas com e sem deficiência participaram do evento.

Marcos Rossi, que faz o projeto Skate sem Limites, conta que as ciclovias têm facilitado seu deslocamento na cidade. “Às vezes você precisa chegar num lugar e perde muito tempo procurando as rampas nas calçadas. Com a ciclovia você vai embora.” Marcos garante que nunca se sentiu ameaçado por nenhum ciclista.

“A gente está tendo todo apoio dos ciclistas, dizendo que podemos compartilhar deste movimento, que a cidade é pra todas as pessoas e a cadeira de rodas também é uma forma de locomoção por rodas. Isso é um passo muito positivo”, diz Marianne, que afirma que não deixará de lutar por calçadas melhores apesar desta medida.

O passeio seguiu pela ciclovia da praça da Sé até a Praça das Artes, no Vale do Anhangabaú, onde os participantes puderam ver a exposição “O mundo segundo Mafalda”, do cartunista argentino Quino.

Assista nossa videorreportagem e veja também a galeria de fotos.

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>