Ônibus de São Paulo agora têm suporte interno para bicicletas (com vídeo)

Bicicleta é apoiada pela roda e presa a um suporte vertical com uma cinta. Foto: SPTrans/Divulgação

Bicicleta é apoiada pela roda e presa a um suporte vertical com uma cinta. Foto: SPTrans/Divulgação

A SPTrans apresentou na sexta-feira, 17 de junho, o primeiro ônibus do sistema de transporte coletivo equipado com suporte interno para bicicleta. Todos os veículos do modelo superarticulado terão o suporte, além de wifi, tomadas USB para carregar celular, terminal para recarregar o Bilhete Único, ar-condicionado, painéis de itinerário eletrônico e sistema de monitoramento das portas por microcâmeras.

O novo modelo começa a circular até o final de junho. Todos os ônibus dessa frota receberão o equipamento, chegando mil ônibus em julho, de acordo com a SPTrans. O secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto, afirmou que novos ajustes podem ser realizados, para que cada ônibus possa receber até cinco bicicletas. O sistema vinha sendo testado desde 2014.

Ciclistas testaram a iniciativa na sexta-feira 17 de junho. Foto: Sidnei Santos/SPTrans

Ciclistas testaram a iniciativa na sexta-feira 17 de junho. Foto: Sidnei Santos/SPTrans

O músico e ciclista Luciano do Pífano mora em São Paulo há cinco anos e aprovou a iniciativa. Natural do interior de Minas Gerais, ele disse que quanto mais iniciativas como essa, melhor. “Principalmente para diminuir a frota de automóveis e reduzir a poluição”, afirmou o músico, antes de acrescentar que é preciso contar com a conscientização e aceitação das pessoas para que a bicicleta seja ainda mais usada.

“Se tiver que ir muito longe o ônibus facilita”, diz o vendedor Alex Mendes, que estava com a filha na garupa da bicicleta. Alex acredita que a iniciativa também vai ajudar em trechos com muita subida ou para transportar crianças em longas distâncias.

Treinamento para motoristas

O ciclista Roberson Miguel, morador da Zona Norte ficou feliz com a iniciativa, que foi estabelecida por decreto municipal, mas lembrou de um ponto importante: “por que via decreto também não é possível obrigar as empresas de ônibus a fazerem treinamento do comportamento do motorista com o ciclista em São Paulo?”

A iniciativa já foi realizada na cidade em 2009, mas apenas com multiplicadores, e com o tempo a informação já se perdeu. Várias cidades vêm realizando esse tipo de treinamento, como Rio de Janeiro/RJVitória/ESManaus/AMSalvador/BARecife/PE (com vídeo), Porto Alegre/RS e Florianópolis/SC. O ideal seria ter esse treinamento como parte d capacitação obrigatória dos motoristas para conduzir ônibus na cidade.

Regras para utilização

O embarque das bicicletas é autorizado nos dias úteis entre 10h e 16h e das 19h às 6h. Aos sábados, a liberação é a partir das 14h. Nos domingos e feriados, o dia todo.


3 comentários para Ônibus de São Paulo agora têm suporte interno para bicicletas (com vídeo)

  • Raphael

    Bruno e Renata, quanta mesquinharia e egoísmo. Os ônibus superarticulados são grandes o suficiente pra caber todo mundo que precisa, seja pedestre ou ciclista, ainda mais FORA DO HORÁRIO DE PICO. E mais: são 1000 numa frota de quantos milhares de ônibus que circulam em SP? Mais ainda: um ciclista numa bike é um carro a menos rodando e entupindo o trânsito; nós, como usuários de ônibus, deveríamos é torcer para haver cada vez mais ciclistas (também usando o ônibus caso necessário) e menos carros na cidade, o que diminuiria os irritantes congestionamentos. Vamos pensar mais no coletivo, na cidadania, e menos no individual? Beijos.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Bruno

    Ônibus é pra levar gente dentro, não bicicleta!

    Thumb up 0 Thumb down 2

  • Renata

    A iniciativa é maravilhosa, mas onde cabe uma bicicleta cabem duas. Não precisa de espaço para cinco: para duas pessoas está ótimo, pois muitas pessoas preferem (ou, por serem iniciantes, até precisam) pedalar junto com alguém.

    Thumb up 1 Thumb down 2

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>