Placas nos EUA orientam ciclistas a ocuparem toda a faixa de rolamento

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!
Placa em Santa Cruz, California (EUA), avisando a ciclistas e motoristas que as bicicletas podem ocupar a faixa. Foto: Richard Masoner/Cyclelicious (cc)

Placa em Santa Cruz, California (EUA), avisando a ciclistas e motoristas que as bicicletas podem ocupar a faixa. Foto: Richard Masoner/Cyclelicious (cc)

"Bicicletas podem usar toda a faixa - mude de faixa ao ultrapassar". A placa da cidade de Ferguson, no Missouri (EUA), tem a informação mais completa. - Foto MoBikeFed (cc)

“Bicicletas podem usar toda a faixa – mude de faixa ao ultrapassar”. A placa da cidade de Ferguson, no Missouri (EUA), tem a informação mais completa. – Foto MoBikeFed (cc)

A cidade de Columbus, capital do estado norte-americano de Ohio, é uma das mais recentes a instalar placas de trânsito orientando os ciclistas a ocuparem toda a faixa de rolamento, não apenas as extremidades. Placas semelhantes existem em diversas outras cidades, em estados como Califórnia, Texas e Missouri, como mostram as imagens que ilustram esta página.

Placa em Los Angeles, California (EUA). Foto: LADOT Bike Blog (cc)

Placa em Los Angeles, California (EUA). Foto: LADOT Bike Blog (cc)

A placa com os dizeres “bicicletas podem usar a faixa completa” tem como objetivo aumentar a segurança de quem pedala. “Nós acreditamos que é mais apropriado para os ciclistas e com menor perigo”, explica Scott Ulrich, da prefeitura de Columbus. Ele esclarece ainda que a mudança foi elaborada com base em um longo e extenso estudo, que levou em consideração o consenso com a comunidade de ciclistas local.

A ação é substitutiva a outra, que pedia aos motoristas para “compartilharem a rua”, sem obter resultado: ao ver um ciclista ocupando a faixa, muitos buzinavam até que ele saísse de sua frente. A polêmica se instaurou na cidade depois que um dos carros participantes de uma parada do dia da independência norte-americano estampou em sua porta os dizeres “vou compartilhar a estrada quando você seguir as regras”, com um par de pernas saindo pelo teto do carro, supostamente representando um ciclista atropelado. A organização do evento foi fortemente criticada.

Ocupe a faixa

A regra converge com atitudes de ciclistas experientes que preferem andar no centro da faixa, evitando o perigo de abertura de portas de veículos estacionados, aumentando a sua visibilidade e evitando a aproximação demasiada de carros em situação de ultrapassagem.

Outra vantagem apontada pela comunidade de pessoas que pedalam é que esta conduta leva o motorista a mudar de faixa antes de ultrapassar a bicicleta, sem que ambos os veículos tenham que dividir uma mesma faixa quando um transpor o outro, evitando o contato próximo de um equipamento que pesa toneladas contra uma pobre magrela.

Placa postada pelo Vá de Bike no Facebook gerou polêmica entre os leitores.

Placa postada pelo Vá de Bike no Facebook gerou polêmica entre os leitores.

Polêmica

Defender esse comportamento sempre causa polêmica aqui no Brasil. Em setembro, o Vá de Bike compartilhou uma imagem no Facebook seguindo a mesma linha de raciocínio da campanha americana e a repercussão foi imediata, tanto do ponto de vista positivo, como negativo. Leitores questionaram  a segurança dessa atitude em meio ao trânsito, chegando a afirmar que os ciclistas estariam “atrapalhando o trânsito”. Veja um dos comentários:

Print da página do Vá de Bike.

Sobre o questionamento de quem de fato atrapalha quem, os próprios leitores responderam à questão:

vdb3

Veja também
Bicicletas podem trafegar no corredor entre os carros?
Vídeo mostra que convivência entre ciclistas e motoristas é possível no Brasil
CET-SP recomenda que ciclista ocupe a faixa
Vídeos de campanha paulistana de respeito a ciclistas recomendam ocupar a faixa

Vale lembrar que carros ocupam cerca de 80% do viário, mas não levam nem um terço de quem se desloca (tomando como base dados da cidade de São Paulo). Por este cenário, dá para ter uma pista de quem realmente atrapalha.

O Código de Trânsito Brasileiro de fato especifica que o ciclista deve trafegar pelo bordo da pista, mas sem esclarecer a distância certa que deve ser mantida do meio fio. Este texto do Vá de Bike esclarece os aspectos legais e práticos desse comportamento no trânsito, explicando por que deve ser adotado.

Placa em Richardson, Texas (EUA) . Foto: Dickdavid (cc)

Placa em Richardson, Texas (EUA) . Foto: Dickdavid (cc)

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

7 comentários para Placas nos EUA orientam ciclistas a ocuparem toda a faixa de rolamento

  • Orleans Farias

    País decente é outra coisa. Me pergunto quando a civilização chegará nesta pocilga…

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Rogério

    Há mais de 2 anos utilizo antena corta pipa com uma fita refletiva para os carros verem, coloco no lado contrário à calçada e isto faz com que os carros distancie do meu guidão da bike, assim fiquei com sensação de mais segurança, mesmo em vias que o limite é de 60km/h, em vias muito rápidas estico mais a antena e nem chega nos 1.5 metros, mas está ótimo porque estou mais seguro. Antes de colocar a antena que custa cerca de R$20,00 tinha carros que passavam rente ao meu guidão oque achava perigoso.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Fabrício José Barbosa

    Corrigindo, a tradução não é pista. “Lane” em inglês significa “Faixa”. Pista é tudo de guia a guia, incluindo o sentido contrário quando for em mão dupla. Faixa é a subdivisão da pista em 1 ou mais espaços de rolamento.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • bruno

    acho certa esta conduta, temos que pensar no futuro. as cidades não vão suportar tantos carros. com o transporte público de qualidade e a magrela podemos resolver isso e pra que isso aconteça precisamos de uma legislação e conduta dos motoristas que dêem mais segurança para o ciclista.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Andre

    Infelizmente alguns motoristas passarão perto demais independente da sua posição na rua. Portanto, é melhor tomar uma fina com um espaço adicional ao lado do que tomar fina sem espaço algum.

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • maria luciani

    Bom, vou continuar sempre a pedalar do meu jeito mais seguro. Eu jamais andaria no meio dos carros; iria me atrapalhar e, atrapalhar os carros.Não sou lerda; aliás, pedalo muuuito! Mas sei que um carro ao frear, dependendo da velocidade, demora para parar. Ciclistas profissionais, tudo bem. Tendo espaço próprio para ônibus, carros e bikes, todos podem conviver numa boa! Bom senso é a tônica da questão.

    Thumb up 0 Thumb down 0

Enviar resposta para bruno Cancelar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>