Projeto de Bicicletário

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

(Publicado em 13 de maio de 2005. Leia aqui uma opinião mais atual sobre bicicletários. Hoje eu já não recomendo mais o modelo de gancho e surgiram opções bem mais eficientes e elegantes que uma simples grade.)

Algum tempo atrás, em uma das listas de ciclismo que eu freqüento, alguém pediu ajuda para montar um bicicletário no condomínio e eu dei minha opinião. Resolvi colocá-la aqui para facilitar a consulta de alguém que esteja pesquisando o assunto na internet.

Revisando o texto, notei que eu assumi que o cara queria montar um bicicletário na garagem de um edifício e não numa área aberta, mas como ele nunca respondeu a mensagem eu não pude confirmar essa informação. O texto foi escrito pensando em um bicicletário de garagem, mas boa parte do texto atende também a uma área aberta.

De qualquer modo, resolvi repassar para cá a mensagem original sem alterá-la. Apenas tenham em mente as duas ressalvas acima ao ler o texto.

Coloco também logo abaixo da minha mensagem uma definição dos termos bicicletário e paraciclo, que encontrei vasculhando as mensagens antigas dessa mesma lista de discussão (uma lista de ciclistas e cicloativistas de Floripa).

—–

De: liberatobisneto [mailto:liberatobisneto@globo.com]
Enviada em: quinta-feira, 3 de março de 2005 15:35
Para: bicicleta@yahoogrupos.com.br
Assunto: [bicicleta] Projeto de bicicletário

Boa tarde,

Estou querendo fazer um bicicletário no condomínio e gostaria de
saber se alguém tem um projeto.

Sds,

Liberato

From: Willian Cruz
To: bicicleta@yahoogrupos.com.br
Sent: 7/3/2005 15:39
Subject: Re: Projeto de bicicletário

Liberato, geralmente os condomínios optam por montar um bicicletário vertical, por ocupar menos espaço horizontal. É geralmente um gancho ou suporte em que você pendura a roda da frente e tem algum jeito de passar uma corrente com cadeado. Infelizmente não tenho nenhuma foto pra te mandar, porque no meu prédio as bicicletas ficam encostadas na parede mesmo e a minha eu guardo dentro do apartamento.

Também pode-se optar por fazer como o pessoal lá de fora faz para guardar a bike dentro de casa sem ocupar muito espaço: colocam-se dois ganchos na parede, mais ou menos na altura da sua cabeça ou um pouco mais alto, e pendura-se a bike pelo quadro. Se você assiste Seinfeld vai ver a bicicleta dele na parede da sala, dentro do apartamento (só não lembro agora se no caso dele são dois ganchos para pendurar pelo quadro ou um só para pendurar pela roda). Como no seu caso é na garagem, tem que adaptar um jeito de passar uma corrente nesse suporte. Se fizer assim dá pra colocar uma em cima e uma embaixo no chão, pode ser uma opção, só que acaba ocupando muito espaço na parede.

Você pode também fazer uma grade para amarrar a bicicleta. Dá pra colocar várias grades uma do lado da outra com um metro de distância entre elas, prendendo parar uma bike de cada lado. O bicicletário “convencional”, onde você tem um espaço pra enfiar a roda da frente, não atende a bicicletas de pneu mais largo (e não precisa ser muito não, meu pneu 1.9 já não entra).

Depende do espaço que você tem disponível, acho que dá pra adaptar um pouco de cada solução: ganchos para pendurar bicicletas na parede na vertical (devem caber três onde apoiada na parede caberia só uma) e grades no espaço que ficar mais longe da parede, se você tiver esse espaço físico disponível. Eu diria que em uma vaga de carro dá pra parar umas 10 bicicletas fazendo assim (quatro na parede e seis em três grades dispostas paralelas à parede). Talvez caibam até mais.

Quanto ao fornecedor, talvez valha a pena fazer o desenho e mandar montar numa ferraria, serralheria, sei lá como chama. Explique o peso que você quer pendurar nos ganchos da parede (estime até 20 quilos por bicicleta) e não esqueça de reservar um vão no meio do suporte para passar a corrente.

Depois conta pra gente…

Abraço,

Willian Cruz

—–

De: Fabrício
Data: Qua Set 1, 2004 9:29 pm
Assunto: Paraciclos e Bicicletários

Galera,

Socializando as informações solicitadas pelo Rafael a título de curiosidade.

Abs
Fabrício

Outra informação bem interessante quanto à definição de bicicletário e paraciclo, vejam:

“…Outra observação a fazer diz respeito à nomenclatura utilizada no país para o estacionamento de bicicletas. Desde o primeiro manual, banalizou-se o uso da palavra bicicletário. No entanto, essa nominação propiciou algumas confusões, em especial no desenvolvimento de políticas públicas. Para corrigir esse problema, em Encontro Técnico havido em março de 2000, em Brasília – DF, cunhou-se um novo termo para distinguir um estacionamento de grande capacidade e longa permanência (bicicletário) de um de curta e média duração, com baixa e média capacidade (paraciclo). Vale dizer, porém, que as principais características físicas das vagas, tanto em um como em outro caso, são idênticas, pois dependem do tamanho da bicicleta.”

Em outro trecho inicial temos a definição:

“Paraciclo
Estacionamento para bicicletas em espaços públicos, equipado com dispositivos capazes de manter os veículos de forma ordenada, com possibilidade de amarração para garantia mínima de segurança contra o furto. Por seu porte, número reduzido de vagas e simplicidade do projeto, difere substancialmente do bicicletário.

Bicicletário
Estacionamentos com infra-estrutura, de médio ou grande porte (mais de 20 vagas), implantados junto a terminais de transporte, em grandes indústrias, em áreas de abastecimento, parques e outros locais de grande atração de usuários da bicicleta. Esse equipamento, geralmente de média ou grande capacidade, pode incluir: controle de acesso, cobertura, bomba de ar comprimido e borracharia.”

Fonte: Manual de Planejamento Cicloviário – GEIPOT (2001)

—–

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>