Por uma melhor convivência entre ônibus e bicicletas

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!
Ônibus ultrapassando ciclista
na Av. Paulista
Foto: CicloBR

Domingo agora, dia 07 de junho, multiplicadores de todas as empresas de ônibus da cidade de São Paulo participarão do curso “Motoristas convivendo com bicicletas”, que tem por objetivo mostrar que é possível uma convivência pacífica no trânsito e reduzir o número de acidentes envolvendo ônibus e bicicletas.

No curso, o cicloativista André Pasqualini falará sobre diversos assuntos relacionados à convivência entre ônibus e bicicletas nas ruas, passando por legislação, estatísticas, comportamentos dos ciclistas, situações de risco e como evitá-las, a convivência entre ônibus e bicicletas lá fora e outros assuntos pertinentes.

Longe de ser uma palestra-reclamação, o curso esclarece ao motorista como é a vida de um ciclista, o que ele pensa e por que ele está ali, pedalando na frente do ônibus e tendo certas ações e reações, além de mostrar atitudes simples que o motorista pode ter para proteger aquela vida que está ali, equilibrada fragilmente em duas rodas sem motor.

André ainda leva os motoristas para dois passeios em bicicleta para experimentar a realidade de um ciclista nas ruas. O primeiro é virtual, durante o curso, com um vídeo onde se acompanha de perto o percurso de três ciclistas ao trabalho, cada qual com um perfil e atitudes diferentes no trânsito. O segundo é real, na prática, em uma volta de bicicleta pelas ruas do entorno do Parque do Ibirapuera.

Segundo Pasqualini, o curso já vinha sendo montado há bastante tempo e, depois de longa negociação com a Prefeitura e graças à ajuda da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, finalmente foi possível organizar com a SPTrans a realização do evento.

É importante ressaltar que esse é um curso para multiplicadores de todas as empresas de ônibus, previamente cadastrados para o evento, que repetirão as informações recebidas ali para cerca de 60 mil motoristas e cobradores de toda a cidade.

O curso, que acontecerá na Umapaz, no Parque do Ibirapuera, é uma iniciativa do site CicloBR, com o apoio das Secretarias Municipais do Verde e do Meio Ambientede Transportes, da SPTrans, do Instituto Parada Vital e da Porto Seguro. E conta com os aplausos de todos nós.

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

11 comentários para Por uma melhor convivência entre ônibus e bicicletas

  • Marcelo Xavier

    Boa tarde André Pasqualini,

    Inicialmente parabenizo-o pela iniciativa.
    Represento a entidade trilhacapixaba.org que atua no desenvolvimento do ciclismo e do cicloturismo no estado do Espírito Santo desde a 1994 (19 anos).

    Gostariamos de obter maiores informações sobre a possibilidade de nos tornarmos facilitadores/multiplicadores do curso “Motoristas convivendo com bicicletas”, no estado do Espírito Santo.

    Atenciosamente,

    Marcelo Xavier.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Finalmente oficializado: bicicleta é transporte em São Paulo | + Vá de bike! +

    […] cerca de um mês, durante um curso para motoristas de ônibus em São Paulo, o Secretário de Transportes da cidade, Alexandre de Moraes, assumiu o compromisso […]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • São Paulo terá Coordenadoria de Bicicletas na Secretaria de Transportes do município | + Vá de bike! +

    […] o curso para motoristas de ônibus, ministrado ontem a multiplicadores de todas as empresas de ônibus da cidade de São Paulo, O […]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Humberto

    Excelente iniciativa! Assim, os motoristas de ônibus podem passar a enxergar os ciclistas…

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Lou

    Que bom saber que isso está programado. Como eu pedalo na mesma velocidade que os ônibus que param nos pontos da Sabará, e quando eles páram, eu os ultrapasso, sou fechada várias vezes pelo mesmo motorista. Sim, é revoltante. Eu não grito pra ofender o motorista, porque percebo que o problema não é pessoal, mas de falta de instrução. Imagino que o motorista de ônibus pense que a bicicleta deva trafegar pela calçada ou no parque, sei lá.
    Os motoristas que não me fecham brutalmente a 2m do ponto de ônibus simplesmente páram na altura do ponto, mas a 2m de distância dele, como que me oferecendo passagem entre o ônibus e a calçada. Mas desconsideram completamente as pessoas que saem e entram no ônibus, com as quais eu colidiria se aproveitasse aquele espaço.
    Muito poucos motoristas de ônibus usam o freio para aproximarem-se do ponto atrás de mim. Muito poucos deles acreditam que eu posso atingir velocidades de 32km/h pedalando.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • O Bicicletista

    Olá William. Parabéns pelo post e parabéns a vocês cicloativistas paulistanos pelas vitórias nas manifestações de vocês. Escrevi ainda ontem um post falando que o maior perigo para o ciclista carioca é o ônibus. Essa iniciativa de vocês merece aplausos pela inteligência da proposta. Coloquei um link sobre esse post no meu blog, se puder dê uma olhada.
    Abs!
    Paulo

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Ruberval

    Uma atitude bem mais racional do que sair pelado ou pertubar os motoristas em plena Marginal do Rio Pinheiros no horário do pico noturno.

    Agora uma pergunta básica ao Pasqualini: – Isto é Prestação de Serviços Comunitários?

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • paulo

    excelente iniciativa!! mais do que apenas ficarmos xingando os motoristas de ônibus, devemos orientá-los, porque infelizmente a maioria deles desconhece as leis (e o bom senso).

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Wlad

    que fantástico… não consigo dizer mais nada.

    🙂

    Thumb up 0 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>