Ciclovias intermunicipais são anunciadas e indicam tendência em SP

Em estradas sem ciclovia, ciclistas tem direito de usar o acostamento, previsto no Código de Trânsito. Foto: Vá de Bike

O Governo do Estado de São Paulo anunciou a implantação do Plano Cicloviário Metropolitano, que pretende ligar com ciclovias sete cidades da Região Metropolitana de São Paulo: Guarulhos, Santa Isabel, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Ferraz de Vasconcelos e Suzano. Um estudo da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) revelou que a região conta com 305 mil viagens diárias de bicicleta.

O plano, elaborado também pela Dersa, prevê a implantação de 13km de vias exclusivas para bicicleta, baseado em estudo sobre os caminhos percorridos pelos moradores dos municípios. As ciclovias, que ligarão as cidades entre si e à capital paulista, terão o investimento de R$ 2,6 milhões e prazo de conclusão até 2014. Elas passarão por universidades, pontos de ônibus, estações de trem e centros comerciais.

Mogi das Cruzes será a primeira cidade atendida

De acordo com o levantamento, Mogi das Cruzes é o município onde há mais deslocamentos diários de bicicleta, com mais de sete mil viagens/dia. Por isso, a cidade foi escolhida para receber o primeiro trecho da ciclovia, com 3,5 km de extensão e um estacionamento de bicicletas com mil vagas.

“A ciclovia deve estimular os trajetos curtos e, por isso, terá como destino terminais de trens e ônibus, universidades e centros comerciais. A Secretaria de Desenvolvimento Metropolitano e a Dersa acreditam que, com a nova ciclovia, o uso da bicicleta em São Paulo pode superar 4% de todas as viagens diárias realizadas”, segundo informação do Portal do Governo. O restante da infra-estrutura ainda não tem custo definido.

“Estrada velha de Itu” terá a primeira ciclovia do Estado a margear uma rodovia

A Estrada Velha de Itu, SP-79, será duplicada e ganhará pista exclusiva para bicicletas em uma faixa lateral da rodovia. A ciclovia será construída em toda a extensão da estrada e vai cortar os distritos industriais de duas cidades, Itu e Sorocaba. A ideia é proteger e facilitar a vida de quem precisa pegar a rodovia para ir ao trabalho, além de estimular que mais trabalhadores usem a bicicleta, já que ambas cidades são famosas pela infra-estrutura cicloviária e pela quantidade de ciclistas.

O trecho da estrada que pertence a Sorocaba já foi duplicado e liga a área urbana ao bairro do Éden. Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), as obras, agora, serão dos km 47 ao 70. Esta será a primeira ciclovia do Estado a margear uma rodovia.

A Prefeitura de Itu também já deu início a um plano cicloviário que interligará a cidade com o município vizinho de Salto. Com a conclusão dos dois projetos, as ciclovias de Sorocaba, Itu e Salto somarão 150 km de pistas interligadas.

A assessoria do DER  explicou que a ciclovia ficará a alguns metros da estrada, separada por um canteiro. A previsão é que as obras sejam concluídas em 18 meses. O orçamento é de R$ 120 milhões e a verba virá do Governo do Estado.

O edital de licitação para contratação da construtora deve ser publicado em maio no Diário Oficial. Vamos ficar de olho!


12 comentários para Ciclovias intermunicipais são anunciadas e indicam tendência em SP

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>