Crescimento espantoso do uso da bicicleta no Chile obriga governo a construir ciclovias

 

Mulheres já são responsáveis por mais de 30% dos deslocamentos em Santiago. E nem o frio da capital chilena desanima quem escolhe a bicicleta para se deslocar. Foto: Claudio Olivares Medina, via Flickr

Nos últimos seis anos, Santiago ganhou um milhão de novos ciclistas. Incentivos governamentais? Infraestrutura adequada? Sinalização das vias? “O que mudou foi a percepção social da sociedade em relação a bicicleta”, antes vista como “coisa de quem não deu certo na vida”.

Quem afirma é Amarilis Horta Tricallotis, diretora do Centro de Bicicultura, organização cidadã que promove a cultura da bicicleta em Santiago. Leia no Ir e Vir de Bike.

Nas ciclovias, nas ruas: em Santiago, as bicicletas estão por toda parte. Foto: Claudio Olivares Medina, via Flickr

Aumento exponencial

Em uma população estimada em 7 milhões, essa quantidade de novos ciclistas representa um número surpreendente. Alguns dos fatores que causaram esse crescimento foram o aumento das tarifas de transporte público e os congestionamentos, que causaram grande aumento no tempo de viagem. Nenhuma novidade para nós.

Outro fator que fez os chilenos optarem por esse meio de deslocamento foi a preocupação com o meio ambiente. Em São Paulo, o veneno no ar continua sutil e, apesar de hospitalizar crianças e idosos, ainda é quase imperceptível para quem acredita que a culpa é do ar seco ou que basta fechar as janelas; em Santiago, as características geográficas agravam o problema e fazem com que os alertas ambientais sejam comuns.

Durante esses alertas, a circulação de automóveis se torna ainda mais restrita (nesse 19 de julho, 40% dos carros sem catalisador – 4 dígitos finais das placas – estão proibidos de circular o dia todo). Barreiras como essa ao uso do automóvel fazem os cidadãos buscarem outras maneiras de se locomover, ajudando a diminuir poluição, congestionamentos e acidentes de trânsito (e é por isso que há tanta gente por aqui defendendo a implementação do pedágio urbano).

A contagem foi realizada em duas das ciclovias mais utilizadas da cidade. Foto: AyT/Divulgação

Levantamento e saturação

A consultoria Urbanismo y Territorio (UyT), em ação conjunta com a organização Cuidad Viva, realizou contagens de ciclistas em alguns pontos da cidade, com equipamento automatizado. Enquanto o fluxo de bicicletas no final de semana se manteve praticamente estável, o crescimento de seu uso nos dias úteis cresceu de forma espantosa.

A página da UyT com os resultados da pesquisa afirma que, tomando como base determinado ponto em uma das principais ciclovias da cidade, verificou-se uma taxa de crescimento anual do fluxo de bicicletas de 18,2%, no período entre 2005 e 2012. Ou seja, em pouco mais de 5 anos a demanda duplicou. A empresa afirma ainda ser urgente revisar o desenho das ciclovias, pois estão chegando ao limite de sua capacidade.

Reação do governo

O Governo chileno afirma que não teve tempo de reagir, pois o crescimento foi repentino. Alega que há planos de ciclovias para médio prazo e que, agora, são necessários  “planos de segurança, normas e programas de educação”. Mas cicloativistas e urbanistas desconfiam e denunciam que o investimento ainda é insuficiente, se comparado ao aumento de usuários de bicicleta.

O poder público afirma haver hoje 550km de ciclovias em Santiago – infraestrutura questionada por organizações de ciclistas, já que muitas delas não cumprem padrões de segurança, não se conectam entre si e, em muitos casos, são voltadas apenas ao lazer. É como quando, aqui em São Paulo, contam as ciclovias dentro de parques como parte da infraestrutura cicloviária da cidade (e, ainda assim, não chegamos a um terço do que há em Santiago).

Agora, o poder público local vai ter que pedalar atrás do prejuízo, já que mais de um sétimo da população estará insatisfeita dentro de um ano, quando as ciclovias estiverem saturadas. E boa parte dessas pessoas vota.

Algumas fotos utilizadas aqui são de Claudio Olivares,
do ótimo blog chileno Ciclismo Urbano. Vale a visita.


21 comentários para Crescimento espantoso do uso da bicicleta no Chile obriga governo a construir ciclovias

  • Wilton Dourado

    Sou ciclista de final de semana e costumo fazer ciclo viagens. Em 2014 pretendo fazer uma ciclo viragem pelo o Chile juntamente com mais 10 amigos. Pretendo saber qual o melhor roteiro e o mês que devo programar?
    Abraço a todos!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Carlos

    Eis outra matéria complementar a esta, que contém mais informações sobre este fenômeno:
    http://thecityfixbrasil.com/2013/06/17/bicicletas-e-pedestres-a-importancia-dos-numeros/

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Carlos

    Falando no Chile, nas minhas leituras sobre inclusão digital e governança local e as tecnologias de informação e comunicação, deparei com este país como referência de governo eletrônico. Que pode explicar o impacto que teve o aumento de cicilistas naquele país no governo chileno. Como estamos anos, senão década, atrasados em aritculação pública em forma eletrônica, um aumento expressivo em ciclistas não vai ter esse mesmo impacto no nosso governo. Temos muito trabalho a fazer até chegar o ponto em que estão os chilenos.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Carmem

    Olá

    Sou motorista, motociclista e ciclista. Cada dia mais aderindo a bike. Tenho a visão das três situações para falar com propriedade. Já vi e já vivi situações absurdas, nas três situações. E hoje chego a conclusão de que as pessoas precisam aprender a respeitar mais o próximo, aprender a ter mais educação!!! O principal que está faltando em nosso mundo em nosso trânsito é a educação!!! Como motorista, motociclista e ciclista já presenciei situações absurdas!!! Um desrespeito, pura falta de educação!! Outro dia fui literalmente atropelada em plena ciclovia por um ciclista amador ou não, pq pra mim se está em uma bicicleta é um ciclista, pois fui atropelada, porque ele simplesmente tentou fazer uma ultrapassagem na contra mão e se chocou comigo, quase causando um desastre, além do choque ter sido muito forte, me projetou a quase três metros a frente, quase que eu quebrei meus dentes na guia da calçada, fiquei super machucada cheia escoriações, e ainda por cima detonou com a minha bicicleta, agora você acha q ele se importou?? Não saiu andando, nem me prestou socorro!! Como eu disse o respeito a educação tem que ser mútua!!!! De todos os lados!!! Educação!!! Respeito!!!

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

    • Carlos

      Essa foi um exemplo clássico de Massa Crítica, e, sem muito esforço. :-).
      Falando em educação, a educação chilena é muito boa. A economia e a sociedade chilena é um bom exemplo para os países da AL, lá os pessoal pensa em comunidade.
      Voltando à realidade, por mais que a gente peça por educação e respeito da forma tradicional, isto é, pedir para autoridades criar programas de educação, etc …, primeito temos que dar exemplo, e exigir educação e respeito … não das autoridades … mas da pessoa que está próximo a você … sem tutelagem. Nós reclamamos da impunidade, mas o principal culpado na história é da cada um de nós, que não cobramos do próximo a educação e o respeito, que por si só pode ser considerado uma punição, uma desaprovação do comportamento irresponsável e até mesmo criminoso. Pois se não há esta ação, as pessoas que as cometem vão se sentir impunes, e prontas a fazer ações piores, que é hoje, comum. Com essa idéia de Massa Crítica, e ações punitivas ( não significa prisão, multas ou que seja mais drástico ), com o tempo o comportamento geral irá mudar. Faça como os chilenos, exijam os direitos de ir e vir, e cobrem.
      Carmem, sinto muito pelo seu acidente, mas em última análise a culpa pelo seu acidente foi nossa, nós como sociedade. Tem todo direito de ficar indignada, mas não pode ficar só nisto. Essa pessoa que te abandonou sem prestar ajuda é o reflexo do que estivemos fazendo nos últimos anos desde o fim da ditadura militar, a de ficar omisso. Chile apesar de ter saído de um período ditatorial, voltaram a exercer os seus direitos e serem mais atuantes na vida pública.
      Vale a pena uma leitura da história do Chile de pelo menos 50 anos atrás.

      Thumb up 1 Thumb down 0

  • Cezar Lemos

    Imagine que lá as pessoas precisam pedalar cobertas por muitas camadas de roupa. E aqui, que temos muito mais liberdade e ainda podemos fomentar a criação de espaços de convivência pelo fato de várias pessoas pedalarem juntas?

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Valdemir Avila

    Desculpa mas eu discordo!

    Acho assim tanto o Motorista como o Ciclista que desrespeita a lei de transito é um verdadeiro IMBECIL, isto sim! Pois a lei é criada justamente para que a coisa não vire bagunça, se ninguém cumpre vira bagunça mesmo e consequentemente tragédia! Ciclista imprudente que morre atropelado ou um Motorista,Motociclista que avança o sinal vermelho em um cruzamento e é pego por outro veiculo e acaba morrendo, infelizmente é uma coisa que vemos diariamente. E para isto não tem desculpa, de pressa, azar ou outra coisa qualquer, é IMPRUDENCIA mesmo, simples e pura!
    Se a pessoa tiver bom senso, e lembrar que não está sózinha no mundo, e que o mundo também não foi feito só para ela, pode ter certeza que dificilmente se envolverá em um acidente, seja Ciclista, Motorista,Motociclista ou mesmo Pedestre, se cada um enchergar seu limite, seu espaço seguro, seu risco e principalmente enchergar o que está a sua volta e respeitar,Pode ter certeza que dará perfeitamente para se transitar por ai pela cidade de boa!
    Sou Motorista e Ciclista, portanto sei bem os dois lados da moeda, por isto nunca dirijo a bike como se fosse um carro, e nem o carro como se fosse uma bike, agora respeitar os outros e procurar seguir as leis de transito, sempre faço, a unica que não sigo concientemente quando estou de bike, é de não subir em calçada, quando não dá para trafegar na via e a mesma é perigosa e não tenho uma rota alternativa ou uma Ciclovia,ai eu subo sim ,só para minha segurança !, Mas sempre respeitando o Pedestre, de resto quando estou na rua no asfalto, respeito todas as leis de transito, como qualquer veiculo, e dá sim perfeitamente para fazer, é só ter boa vontade e educação!
    Sempre que estou de carro dou passagem e preferencia a um Ciclista, e eu com a bike já parei e dei passagem para um carro que estava dando seta e querendo entrar em uma rua, a pessoa entrou, buzinou e com um sorriso e um sinal de positivo, agradeceu, eu respondi idem, e continuei minha pedalada de boa! Simples assim! É um habito que acaba se criando!
    São atitudes como estas que mudam o comportamento e a visão das pessoas, se cada um fizer sua parte todo mundo convive em Paz, desde que tenha bom senso, educação e limite, tudo é possivel!

    Bom Pedal a todos!

    Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 0

  • XpK

    Luiz,

    Os motoristas quando desrespeitam uma lei de trânsito, normalmente é para chegar antes no seu destino, quando dá errado, tomam multa ou seu carro fica amassado.

    Os ciclistas quando desrespeitam uma lei do trânsito, normalmente é para evitar se expor a um perigo maior, quando dá errado, pagam na própria pele, ou com a vida.

    Ambas atitudes: avançar na faixa de segurança e driblar um o outro semáforo normalmente tem a ver com evitar ser atropelado pelo ‘estouro da boiada’ que vem lá trás.

    Abraços!

    XpK

    Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 0

  • Luiz

    [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 0 Thumb down 9

  • Guilherme Caldas

    É que os chilenos não são como nós, curitibanos, que enriquecemos e – nas palavras do nosso prefeito – por isso agora podemos comprar carros.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Estive lá há coisa de 3 meses e é IMPRESSIONANTE a quantidade de ciclistas nas ruas!

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • […] Crescimento espantoso do uso da bicicleta no Chile obriga governo a construir ciclovias […]

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Rosana

    Espantoso também é o post do “Autoentusiastas” (17 de julho) sobre… BICICLETAS! Dando DICAS pra andar nas vias com segurança JUNTO COM OS CARROS! E comentários POLIDOS (na maioria)! =)

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Rosana

    E essa bicicleta feminina linda da foto ajuda mais ainda!

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Rose Herculano

    Mesmo com todos os problemas em relação a infraestrutura,a população chilena está de parabéns!O mais importante eles já fizeram,agora é se organizar e cobrar das autoridades competentes.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Valdemir Avila

    Parabéns aos nosso Hermanos! Espero que tanto lá quanto cá, ambos Governos invistam massissamente em Ciclovias e em uma infraestrutura DIGNA para as bicicletas e para os Ciclistas, que não param de crescer!
    Aliás este negócio de que bicicleta é para quem não deu certo, para quem não tem carro,grana etc, É uma baita BABOSEIRA,este argumento deve ser esquecido, enterrado, eu mesmo por eexmplo tenho carro , ia ao trabalho de carro todo dia, e por pura opção minha, o meu carro agora vai ficar mofando na garagem, e vou começar a ir de bike ao trabalho, já tracei rotas bem seguras e tranquilas, inclusive uma boa parte por uma Ciclovia aqui do meu bairro, o resto do tyrajeto por ruas segiras e com transito baixissimo, onde chegarei mais rápido e mais feliz do que com o carro e com a droga dos congestionamentos, estress, poluição e o escambau ! UHUUUUUU !
    Antes usava a bike só de fim de semna, mas agora que já estou pedalando bem e voltei a boa forma fisica estou pretendndo usá-la realmente no dia a dia! E carro mesmo só em dia de chuva, ou lazer e afazeres com a familia! A economia que farei vai ser ótima, fora o exercicio de brinde ! KKKKKK
    Espero que cada vez mais as pessoas andem de bicicleta, respirem bicicleta, vivam bicicleta, porque
    andar de bicicleta realmente é tudo de bom!
    Para isto acontecer nossos Governantes tem de parar de enrolar, ficar fazendo Ciclofaixa e fazer mais e mais Ciclovias seguras mesmo, para que todos possam trafegar tranquilo, de bairro a bairro, se tivessemos a garantia de um trajeto tranquilo e seguro para as bikes dentro da Cidade, tenho certeza que a maioria das pessoas trocariam carro por Bicicleta, muita gente não sai na rua de Bike por medo!
    É só o Governo incentivar e trabalhar mais que a coisa anda, tanto aqui quanto em qualquer lugar do mundo! Pois a Bicicleta sempre desde sua criação foi o meio de transporte mais inteligente, não polui, não gasta dinheiro e faz bem a saude!
    Na minha opinião além da Televisão e da Internet, a bicicleta é uma das maiores invenções PARA USO PÚBLICO E COLETIVO que o homem já criou, sem sombra de dúvidas!

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Fernando Silva

    Já sei onde vou morar, será que demora muito pra isso acontecer aqui????

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Antonio

    Lindo isso hein!?

    Thumb up 3 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>