Cidadãos promoveram inauguração popular da Ciclofaixa de Lazer da Av. Paulista

Ciclofaixa de Lazer funcionando sem necessidade de cones. Foto: João Paulo Labeda

Quem passou pela Av. Paulista no domingo 26 de agosto teve a oportunidade de ver uma das cenas mais lindas desde que a Ciclofaixa de Lazer começou a operar em São Paulo: centenas de ciclistas coexistindo pacificamente entre carros e ônibus, sem nenhum cone separando-os fisicamente, em plena Avenida Paulista!

Inauguração foi adiada por duas vezes

Foto: João Paulo Labeda/2Rodas

Nem a ausência dos cones, nem as tentativas dos agentes da CET foram capazes de impedir que as pessoas pedalassem pela faixa vermelha, pintada recentemente pela prefeitura em toda extensão da Avenida.

Até o momento não houve nenhum relato de acidente grave envolvendo ciclistas na região, apesar do comportamento ainda agressivo de alguns motoristas que, com o pretexto de afirmar o risco em se pedalar ali, jogavam o carro e davam a famosa “fina educativa” para mostrar que a Ciclofaixa ainda estaria “fechada” – segundo relatos publicados nas redes sociais.

Apesar das exceções, o fato, por si só, já nos traz algumas reflexões importantes e mostra caminhos possíveis para São Paulo:

1- Existe uma demanda reprimida cada vez maior na cidade, pessoas dispostas a pedalar pelas ruas e, eventualmente, trocar o carro ou o transporte público pela bicicleta.

Uma cidade para pessoas, de todas as idades! Foto: João Paulo Labeda/2Rodas

2- Os motoristas também se mostram dispostos a compartilhar a via e respeitar o ciclista; a educação vem de campanhas, multas, seriedade na aplicação das Leis e incentivos para repensar comportamentos coletivos.

3- Uma simples faixa pintada no chão, sinalização vertical e horizontal são capazes de promover o uso seguro da bicicleta e, em muitos casos, sem necessidade nenhuma de separação física nem estrutura de cones.

4- A Companhia de Engenharia de Tráfego, mais uma vez, demonstrou seu total despreparo na ‘gestão de crises’. Em um episódio como esse, onde centenas de pessoas se apropriaram de uma estrutura ainda “desativada”, a prioridade deveria ser garantir a segurança dos ciclistas. Havia inclusive crianças com bicicletas de rodinhas e casais de idosos pedalando livremente na faixa que a própria CET pintou!

Aprender a respeitar as diferenças e compartilhar o espaço público com motoristas, pedestres e ciclistas é um exercício diário

Também fiz parte da inauguração popular: passei pela Av Paulista às 9:30 da manhã e já tinha muita gente curtindo a cidade! Foto: Aline Cavalcante

Somos o trânsito

Ao contrário do que muita gente pensa, a bicicleta é sim uma das partes integrantes do trânsito de qualquer cidade e deve ter seu espaço garantido com segurança e respeito. Por isso, o ato de “invadir” a Ciclofaixa de Lazer da Paulista não é ilegal, nem ilegítimo. É apenas a resposta ao estímulo que São Paulo (e o mundo inteiro) está promovendo, permitindo aflorar a vontade de experimentar uma nova cidade, uma nova maneira de se transportar, se divertir e viver.

Obrigada aos motoristas que passaram pela Av Paulista ontem e respeitaram os ciclistas que pedalavam na Ciclofaixa, por que acima de tudo ali estavam pessoas de carne e osso, seres humanos, gente com uma vida e uma família esperando em casa! Atitudes como a desses muitos motoristas garantem uma cidade mais harmônica e menos violenta.

Entenda por que os ciclistas insistem em usar a Av. Paulista

E lembre-se: com ou sem ciclofaixa, ciclorrota ou ciclovia todo motorista tem o dever (legal e moral) de proteger o ciclista, só o ultrapassando quando estiver a uma distância segura e reduzindo a velocidade. Conheça e entenda o Lei do 1,5m.

E você? Fez a sua parte?

Veja mais fotos desse domingo na página da “2 rodas”, no Facebook

A primeira inauguração popular: pai e filha pedalam numa Ciclofaixa de Lazer sem cones, em plena Ponte da Cidade Universitária.

Você sabia?

Uma inauguração popular já aconteceu em um dos trechos da Ciclofaixa, em situação muito semelhante: no primeiro final de semana de pintura pronta, sem inauguração oficial, cidadãos foram à rua exercer seu direito de uso do espaço público, amparados pela sinalização. Veja aqui como foi.


14 comentários para Cidadãos promoveram inauguração popular da Ciclofaixa de Lazer da Av. Paulista

  • Marlene

    Irei está neste domingo dia 11/11 e vai ser massa!!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Anônima

    O assunto meio ambiente e poluição é algo muito sério, não podemos perder tempo, temos que lutar por resultados, sou super a favor da ciclofaixa mas não somente aos domingos como passeio, para isso existem parques e ruas paralelas. São Paulo já tem problemas suficientes de excesso de excesso de carros. Enquanto passarem uma imagem de ”passeio aos domingos”muitos motoristas nunca levarão à sério a ciclofaixa.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Marcia

    Porque as coisas acontecem apenas na avenida Paulista e Ibirapuera? Onde a maioria das pessoas que usam o fazem apenas por passeio e não por necessidade de trabalho ou meio ambiente. Sou a favor de ciclo faixa em todas as regiões, principalmente ruas de acesso às estações de metrô e principais avenidas , incluindo a ”radial leste”. A foto da imagem acima onde há um adulto com uma criança é um desperdicio de espaço, lugar de criança andar de bicicleta é nos parques. ciclofaixa deveria ser destinada à assuntos sérios, pessoas trabalhadoras,as que precisam se locomoverem no dia a dia. Fazer ciclofaixa para passeio é tirar espaço de Ambulâncias, Carro do Corpo de Bombeiro, Viaturas Policiais…estes sim merecem uma faixa exclusiva.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • […] da Avenida Paulista, mas como você pode ver na foto acima, de João Paulo Labeda para a 2Rodas, e ler neste texto, a ciclofaixa da avenida mais querida e importante da cidade já aconteceu na semana passada por […]

    Thumb up 0 Thumb down 1

  • Fabio NG

    A “ocupação espontânea” foi mesmo uma coisa linda!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Leo Niizu

    Hehe, na primeira foto, sou eu de camiseta azul clarinha =D

    Eu queria que fosse uma ciclovia permanente, mas já é um pequenino início de possíveis mudanças futuras. Algo bastante curioso foi que os carros não invadiram a faixa por mais que não houvesse isolamento físico algum.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • João

    Acredito, também, que o respeito vindo dos motoristas é que eles não sabem ao certo o dia da inauguração, geralmente quem se liga mais e vai atrás são os usuários, no caso os ciclistas. Eu passei domingo na Paulista e percebi que a maioria dos motoristas respeitavam pois acreditavam realmente que a ciclofaixa estava funcionando, seja dividida por cones ou não.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Excelente post. Concordo plenamente com o item: “3- Uma simples faixa pintada no chão, sinalização vertical e horizontal são capazes de promover o uso seguro da bicicleta e, em muitos casos, sem necessidade nenhuma de separação física nem estrutura de cones.” No trânsito diário isso faria uma grande diferença.

    Comentário bem votado! Thumb up 8 Thumb down 0

  • A incompetente CET escondeu a sinalização vertical com sacos de lixo e fita isolante. Amadores! Cães adestrados, adiando a inauguração para uma data mais próxima da eleição. Que vergonha!

    Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 0

  • Foi genial usar o termo “Cidadãos” no lugar de “ciclistas”, genial. Sugiro fazer isso no máximo possível de oportunidades, assim diminuímos as diferenças, afinal, deixamos de ser ciclistas no momento que saímos de cima da bicicleta, já cidadãos, continuamos sendo.

    Comentário bem votado! Thumb up 14 Thumb down 0

  • Erick Frota

    O gestor público não é o dono da cidade, mas sim, a população. Uma obra para a sociedade não carece de corte de faixa colorida com político querendo aparecer. Temos que acabar com esta mentalidade retrograda de esperar o político permitir que o povo uso o que é seu. São nossos impostos que pagaram a ciclofaixa. Defendo que o usuário cuide bem do seu patrimônio!!!

    Comentário bem votado! Thumb up 14 Thumb down 0

  • Jorge

    Eu particularmente acho um absurdo ter que demarcar a ciclofaixa com cones para indicar que ali os carros não podem entrar. Isso simboliza a total falta de respeito, educação e civilidade do motorista, para não dizer dificuldade em ler mesmo (pois o que não falta são placas e avisos até no chão). Mas não dá pra esperar nada disso de babacas (que se acham espertos) que ultrapassam pela direita, não dão seta, invadem faixas exclusivas de ônibus, atropelam faixas de pedestres, vendo um semáforo amarelo ao invés de frear aceleram, e por aí vai. E só pra constar: sou muito mais motorista que ciclista (isto é: dirijo muito mais que pedalo), mas ao contrário de muitos respeito as leis.

    Comentário bem votado! Thumb up 26 Thumb down 0

  • Francisco

    Gostaria de pabemizar esta atitude da prefeitura. De Sampa pois nois ciclistas estamos carente de ciclovia em uma cidade de só tem transito. Obrigado..

    Thumb up 1 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>