Um novo acesso da Ciclovia Rio Pinheiros estaria sendo construído?

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

Ciclovia Rio Pinheiros: falta de acessos e horário de funcionamento reduzido ainda dificultam sua utilização para deslocamentos durante a semana.

Ao longo dessa semana (22 a 26 de outubro) recebemos diversos e-mails e comentários no siteno Facebook de leitores avisando sobre obras na Ciclovia Rio Pinheiros, em São Paulo, que poderiam ser referentes ao novo acesso no Parque do Povo – aquele que a empreiteira WTorre não tem pressa de construir. O Vá de Bike decidiu investigar.

Veja o mapa dos acessos atuais da Ciclovia e saiba onde serão construídos os próximos

Posicionamento oficial

Perguntamos à Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), responsável pela Ciclovia Rio Pinheiros, sobre as obras no local. Fomos informados de que seriam obras da AES Eletropaulo, que está realizando a conversão da rede elétrica aérea existente para o sistema subterrâneo.

Durante a realização dos serviços, o trecho da ciclovia entre as estações Hebraica-Rebouças e Cidade Jardim tem meia pista interditada, ficando a outra parte liberada para os ciclistas. Os trabalhos iniciaram na segunda-feira 22 de outubro e a previsão para conclusão é de 45 dias.

Ainda assim, achei estranho tantos usuários da ciclovia terem relatado que a obra seria referente ao acesso ao parque. Como ele é de responsabilidade da WTorre, como uma das contrapartidas viárias ao complexo comercial que está sendo construído na Vila Olímpia, decidi visitar o local para entender melhor o acontecido.

Visitando a obra

Entrei pelo acesso da estação Vila Olímpia e pedalei até a altura do parque do povo. Nada. Mas como alguns leitores tinham afirmado que a obra estava próxima à estação Cidade Jardim, pedalei até um pouco além dela. Nada também. Veja nas fotos abaixo:

Nada desse lado da estação...

...e nada desse lado também.

Voltei um pouco, até a altura do Parque do Povo, procurando algum sinal de início da obra, mas não encontrei nada sendo construído. Nem canteiro, tapumes, alteração no gradeamento que isola a ciclovia dos trilhos, nada que indicasse a construção de uma passarela.

Na altura do Parque do Povo, nada que indicasse a construção de uma passarela.

A única obra por ali estava do lado de lá da marginal, mas também não é a passarela para ciclistas. É um viaduto para os automóveis – outra das contrapartidas viárias que WTorre se comprometeu a executar.

Obra de viaduto, próxima ao Parque do Povo. Mas ainda não é o acesso à ciclovia.

A única coisa diferente na ciclovia desde a última vez que eu havia passado por ali eram aqueles trechos de asfalto preto. No meio de cada um, uma tampa redonda de metal. Parecia alguma coisa referente a esgoto, Sabesp, sei lá. Mas fui ver de perto:

Isso bate com a informação passada pela CPTM: a obra é mesmo da Eletropaulo, portanto não tem nada a ver com o acesso ao Parque do Povo. Esse lado da ciclovia devia estar interditado em outro horário, quando os leitores que nos alertaram passaram por ali.

E, antes que alguém se anime sem motivo, essa intervenção da Eletropaulo não tem nada a ver com iluminação da ciclovia, que infelizmente continua sem nenhuma previsão.

Mas, então, por que a confusão?

Por que será que todos que passaram ali se confundiram, acreditando que seria o acesso ao parque?

De início achei que os ciclistas que passam por ali, ávidos por novos acessos e com a pressa de quem precisa chegar logo ao trabalho, teriam acabado por incorrer em engano.

Mas então, logo após publicar essa matéria, o leitor Cesar Rocha nos enviou a imagem abaixo:

Aviso na obra da Ciclovia Rio Pinheiros. Foto: Cesar Rocha

Estranho, não?

Há duas possibilidades. Uma é a de que esse trabalho da Eletropaulo seja uma preparação para a construção da passarela, tirando fiação do caminho, por exemplo. A outra é que as faixas avisando sobre a construção do acesso já estavam prontas e foram utilizadas por engano pela equipe que sinalizou… 🙂

De qualquer forma, ainda não há o menor sinal de início da construção da passarela em si.

Ampliação do horário

Uma boa notícia pra quem usa a ciclovia durante a semana e precisa sair correndo do trabalho para conseguir entrar nela – e também para quem não a utiliza porque não consegue chegar a tempo no final do expediente. Com o horário de verão, a ciclovia agora está funcionando até mais tarde, das 5h30 às 19h. Não resolve, mas ajuda.

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

15 comentários para Um novo acesso da Ciclovia Rio Pinheiros estaria sendo construído?

  • fernandes

    Estive neste final de semana na nova pista da marginal pra quem vai para Santo Amaro e a decepção foi grande pelo descaso do METRO além do acesso ser muito perigoso já que as escadas são improvisadas a pista de rolamento com cascalhos, barro, areia e muita sujeira, com isto corremos nos os ciclista riscos de acidente constante e foi o que acontenceu mas graças a Deus sem gravidade, mas vai aqui um alerta a todos vamos continuar a precionar para termos pistas em melhores condições.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Rafael

    E aí, novidades nos acessos? Ou nada mudou?

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Alex

    Passei lá hoje pela manhã e as mesmas faixas estão lá.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Cesar Rocha

    E hoje pela manhã, novas obras e novamente a mesma faixa nos dois sentidos da via, parece estar descartada a possibilidade de engano no uso dessas faixas. Acredito realmente serem obras para adequação.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Bruno Taiar de Carvalho

    Olá, William.

    Nos encontramos na 6a feira quando você estava tirando as fotos do viaduto da WTorre. Que bom que alguém conseguiu tirar a tal foto da placa que se referia ao acesso.

    Bom, a novidade é que hj pela manhã encontrei 4 pessoas ligadas à CPTM, justamente naquele pedaço das obras da semana passada.

    Dois senhores mais velhos, um da CPTM e outro de uma concessionária ligada à CPTM. Um deles comentou a respeito das obras, mas disse que não poderia falar pois não sabia se a nova gestão da prefeitura daria continuidade ao projeto.

    Havia também uma moça, bem mais nova, com camiseta vermelha com o logo da CPTM. Ela disse que trabalha na parte ambiental e estava ali para verificar o que seria feito com as árvores que estão na área destinada à passarela. Portanto, assim como o Leo Niizu disse, o estudo das intereferências, ou seja, as imcompatibilidades entre a passarela e o seu entorno imediato, já está sendo feito.

    Perguntei sobre a possibilidade de a nova gestão da prefeitura comprometer a construção da passarela (apesar de eu realmente acreditar isso não vai acontecer) e ela disse que as coisas já estão encaminhadas e que, pra ela, a passarela vai sair. O projeto está pronto e muita coisa já está contratada. O quarto elemento era um rapaz, também mais novo, com uma planta na mão, um desenho de CAD (desenho técnico mesmo…talvez a planta do projeto).

    Perguntei sobre o acesso ao Parque vila Lobos e todos (os quatro) afirmaram que vai ser feito, mas talvez só seja concluido no meio do ano que vem.

    Sobre a data do acesso no Parque do Povo eles disseram que há grandes chances de ficar pronto no início do ano.

    As afirmações foram bastante vagas, nenhuma data específica.

    Perguntei como eu poderia extrair alguma informação oficial da CPTM quanto ao assunto. A moça disse que devemos ligar na ouvidoria da CPTM, lá eles poderão responder as perguntais mais precisamente.

    é isso ai, acho que vai demorar…mas vai sair.

    Essa parceria com a WTorre é uma piada.

    abraço!

    Thumb up 0 Thumb down 0

    • Willian Cruz

      Oi, Bruno. Obrigado pelo relato! As informações que citamos aqui como provenientes da CPTM foram obtidas com a assessoria de comunicação da CPTM, que é o canal oficial para atender à imprensa. Abraço!

      Thumb up 0 Thumb down 0

  • Wadilson

    Uma coisa é fato, amigos, em relação a esse governo e seus órgãos públicos aqui em São Paulo: não dão a menor pelota para a população, não estão nem aí.

    Contrário fosse, não só iriam informar a todos do que está sendo feito como haveria algum tipo de consulta popular para o que se pretende fazer.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Leo Niizu

    Boa noite Willian Cruz, tenho uma parente que trabalha na Ciclovia, e uma das suas suposições estava certa, essa interdição era da Eletropaulo para rebaixar as linhas elétricas para a construção da passarela.

    Mas realmente, a sobre própria passarela ainda não se tem exata previsão de ficar pronta, infelizmente.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Cesar

    As faixas estavam, inclusive, nos dois sentidos da via.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Coluna Corinthia

    [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 0 Thumb down 7

    • Sergio

      Pelo menos o Palmeiras não utiliza dinheiro público como o Corinthians, dinheiro esse que poderia ser utilizado na construção de estrutura cicloviária.

      Comentário bem votado! Thumb up 9 Thumb down 3

  • William Antônio

    Eu também vi as placas que o Cesar está falando, eu só não consegui tirar foto por que fui trabalhar usando o trem na sexta.

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Cesar

    Havia nos tapumes uma faixa com dizeres bem nitidos fazendo referência ao acesso. Estou enviando as imagens que fiz para o email do Vá de bike.

    Comentário bem votado! Thumb up 8 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>