Testemunha afirma que Alex Siwek estava em alta velocidade e na Ciclofaixa

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

A Folha de São Paulo entrevistou uma testemunha que afirma ter visto Alex Siwek trafegando pela Ciclofaixa de Lazer, em alta velocidade, cantando pneus, fazendo zigue-zague e atropelando cones.

O psicólogo Felipe Farinelli Lima Brito, de 33 anos, voltava de uma balada de táxi quando viu o Honda Fit de Siwek dentro da ciclofaixa, já segregada por cones. Felipe conta que o motorista acelerava forte parado no sinal e, quando abriu, saiu cantando os pneus e acelerando.

“Arrancou igual maluco”, afirmou. O psicólogo diz ainda que ele prosseguiu entrando e saindo da Ciclofaixa de Lazer, fazendo zigue-zague e atropelando cones, e que não havia necessidade de passar por ali, pois a avenida estava vazia.

Vale lembrar que a Ciclofaixa de Lazer é tecnicamente uma ciclovia operacional, uma estrutura segregada para uso exclusivo de ciclistas. A presença de carros ali é inadmissível. Tanto que o Código de Trânsito equipara esse ato com o de trafegar sobre a calçada, pois o risco à vida das pessoas é o mesmo.

Leia também
Solidariedade e indignação mobilizam cidadãos em apoio a ciclista atropelado

Decretada prisão preventiva de Siwek; MPE contesta juiz sobre dolo

Delegado comenta atropelamento do ciclista David na Av. Paulista

Atropelamento na Av. Paulista choca pela frieza do crime

Por que os ciclistas continuarão usando a Avenida Paulista

Não recomende “mais cuidado” quando ocorrem tragédias com ciclistas

Ciclista caído

Pouco depois, ao passar pelo ciclista atropelado, Brito perguntou a quem estava ali se quem havia feito isso fora o Honda Fit, ao que as pessoas confirmaram. “Vi o ciclista no chão, ensanguentado. Uma pessoa fazia massagem cardíaca nele”. Ligou para o Samu e prosseguiu, certo de que o ciclista não sobreviveria, dada a cena que viu.

O psicólogo se arrependeu de não ter dito nada a Siwek e seu amigo: “você não se sente muito no direito”. Portanto, se vocês têm amigos que exageram na velocidade ou que dirigem depois de “só uma cervejinha”, conversem com eles. Essa conversa pode salvar vidas.

E ainda aparece gente atribuindo culpa ao ciclista por estar na contramão. Ora, façam-me o favor.

Para a defesa, testemunha está mentindo

Um dos advogados que defende o atropelador, Pablo Naves Testoni, diz que se Siwek tivesse mesmo acelerado seu carro desde a Augusta, a ação teria sido captada por alguma câmera da avenida. As afirmações da testemunha seriam “subjetivas”, já que não nenhum registro disso. Em outras palavras, se não pode ser provado é porque é mentira.

Para a defesa, que tenta um habeas corpus para liberar Siwek, não há motivo para que ele continue preso, já que possui residência fixa e não tem antecedentes criminais.

O juiz Kleber Leyser de Aquino, do Dipo (Departamento de Inquéritos Policiais), determinou que o atropelador deve permanecer preso, por ter demonstrado ”uma personalidade fria, cruel e insensível” ao jogar o braço de David Santos de Souza no córrego Ipiranga.

Aquino afirma que soltar o atropelador “passaria a imagem de impunidade e inércia do Estado diante de fato criminoso tão importante, podendo gerar sentimentos de revolta, cujas consequências não teríamos condições de avaliar, podendo levar a risco o próprio indiciado”.

Leia tudo que já publicamos sobre o caso aqui no Vá de Bike


12 comentários para Testemunha afirma que Alex Siwek estava em alta velocidade e na Ciclofaixa

  • Plínio

    Finalmente um juiz sensato. Concordo plenamente com a justificativa dele.

    Thumb up 0 Thumb down 0

    • jpliberdade

      Desembargador Breno, você é um incompetente, gostaria que alguém da sua família estivesse no lugar da vítima. É lógico que o cara tentou matar o ciclista, o farol tava fechado, tinha cones e ele foi com tudo para cima do ciclista. ISSO É REVOLTANTE.

      Thumb up 1 Thumb down 0

      • jpliberdade

        Como a justiça tá tão fraca, se eu ver alguém atropelando algum ciclista, juro que corro para cima do desgraçado e faço justiça com as minhas próprias mãos :(

        Thumb up 1 Thumb down 2

        • Rafael

          Esse tipo de declaração dá munição aos advogados de atropeladores para justificar a omissão de socorro. “Ele fugiu para não ser linchado”. A defesa do Sisek alegou isso. Eu acho que é balela, que ele não seria atacado na Av. Paulista.

          De qualquer forma, esse papo da justiça com as próprias mãos é a desculpa que eles precisam para fugir. Melhor não dar isso a eles, não?

          É lógico que sentimos raiva, mas devemos pensar nas conseqüências de nossos atos. Barbárie gera barbárie.

          Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 0

  • Ricardo Laudari Neves

    Rafael,

    Usar a interpretação das nossas leis para reduzir a pena ao mínimo é o trabalho dele. Mentir não.

    Se é normal para você, para mim não…

    Thumb up 2 Thumb down 2

    • Rafael

      Quando eu disse que é normal para mim mentir? Esse tipo de ofensa falaciosa não cola.

      O trabalho do advogado é usar todos os meios LEGAIS e LÍCITOS para defender seu cliente.

      Se o cliente mente, não cabe ao advogado julga-lo. Esse dever é do juiz. É do judiciário que devemos esperar a punição justa do criminoso. E para ser justa, ele deve ser processado com direito a defesa plena.

      Thumb up 2 Thumb down 0

    • dmmg

      Ricardo,

      O advogado de defesa só está cumprindo seu papel. Uma das funções da defesa é justamente contestar as provas e testemunhas apresentadas pela acusação, que aí recebe o ônus de provar serem elas verdadeiras e confiáveis. Eu nem sou advogado, mas assim como o Rafael, me sinto incomodado quando direcionam a raiva injustamente ao defensor quando deveriam estar contestando a justiça ou as leis.

      Thumb up 2 Thumb down 0

  • Ricardo Laudari

    O que mais me irrita é a dissimulação dos advogados de defesa. Juro que gostaria de acreditar mais nesta raça, mas é difícil…

    Thumb up 3 Thumb down 2

  • David

    Chego a conclusao que hoje em dia, aqui no Brasil, é fácil matar alguém e sair impune: basta pegar um carro, tomar uns bons goles a mais, e atropelar a pessoa. Nao pega nada. Pode matar atropelado até em cima da calçada (vide o caso do Vitão).

    Na minha cabeça, é tão absurdo como se eu pegasse uma faca bem afiada e saisse rodopiando com ela no meio do metro. Se eu acertar alguem e matar, foi sem querer… Afinal, a culpa é de quem estava ali perto, por que nao saiu da frente…

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Cb Messias/pm de trânsito

    Não há justificatva plausivel para o condutor,pois sendo uma ciclofaixa,morador dessa cidade sabendo do trânsito de ciclistas seja ou não na contra mão,a direção defensiva deve ser primordial, pois jamais vai conseguir devolver uma vida ou um braço,depois que acontece.tem que se feito a própria ciclovia com separação de meio-fio,para que evite que o veículo não possa transitar na ciclovia,que as cobranças sejam feitas junto a administração,estamos lutando aqui em Campo Grande MS,por segurança e pedindo ao pode público que na costrução de avenidas já venha com ciclovia,temos mais de 70% de diminuição de mortes com ciclista,detalhe não se pode computar o ciclista que pedala alcoolizado,na contra mão e em faixas não destinada a eles,e para isso fazemos trabalho educativo junto as escolas,nas vias e locais de trabalhadores onde tem muitos ciclistas,sou PM de trÂnsito ha masi de 20 anos e só uso a bike ou ônibus para ir ao serviço só não vou fardado por motivo de segurança,não piloto moto nem dirijo carro espero ter colaborado para preservação de vidas,ADORO A BIKE POIS É TRANSPORTE DE SAÚDE E SUSTENTABILIDADE.

    Thumb up 2 Thumb down 0

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>