Até van escolar coloca ciclista em risco em Vitória (ES)

Mesmo com duas faixas para ultrapassagem, van escolar ameaça ciclista em Vitória. Consequência da campanha equivocada da Prefeitura? Imagem: Reprodução

Mesmo com duas faixas para ultrapassagem, van escolar ameaça ciclista em Vitória. Consequência da campanha equivocada da Prefeitura? Imagem: Reprodução

E quando até uma van escolar, transportando crianças, desrespeita o ciclista e adota conduta agressiva no trânsito? É o que aconteceu em Vitória, no Espírito Santo, como mostra o vídeo gravado pelo Ciclista Capixaba, Rafael Darrouy.

Espera-se que alguém que carrega consigo os filhos de outras pessoas deva dirigir de forma segura e com tranquilidade. Mas a senhora que conduz a van dá farol, buzina e manda o ciclista sair da rua, como se lhe fosse possível desaparecer instantaneamente de sua frente – tudo isso com várias outras faixas disponíveis para ultrapassagem.

Para piorar o mal exemplo para os futuros motoristas que carrega consigo, ainda faz com que as crianças que estão no banco da frente (aparentemente sem o cinto de segurança) filmem ou fotografem o ciclista com o celular, sabe-se lá para quê.

Com sua atitude, a responsável pelo transporte escolar ensina os filhos dos outros a desrespeitarem o ciclista nas ruas e a colocarem vidas em risco. Dessa forma, que motoristas eles se tornarão? Tomaram que não façam um dia uma bobagem como essas dirigindo, pois atitudes impensadas e agressivas podem tirar a vida de alguém. Que não carreguem para a vida a impaciência aprendida com esse péssimo exemplo.

Para piorar, a condutora ainda admite ao telefone que não sabe nada do tal do Código de Trânsito (veja no vídeo). Mesmo sendo uma motorista profissional e responsável pela vida das crianças que transporta. Que papelão, hein, tia?

E você, sabe quem realmente é a pessoa que leva seus filhos para a escola? Já perguntou se ela respeita ciclistas nas ruas, mudando de faixa para ultrapassar? Pois pergunte.

Critérios para transporte escolar não incluem avaliação

Vá de Bike procurou o Detran do Espírito Santo para saber os critérios para registro de vans de transporte escolar. O órgão informou que os condutores devem preencher os requisitos dispostos na Instrução de Serviços nº 18/2010 (veja aqui). O documento, no entanto, não estabelece nenhuma avaliação psicológica ou perfil do condutor, apenas a adequação do veículo, categoria correta de habilitação, não ter registro de crimes de “homicídios, roubo, estupro e corrupção de menores” e nem infrações gravíssimas, entre outras questões documentais.

O Detran informa que o cidadão que presenciar conduta inadequada pode encaminhar sua denúncia através do e-mail transporteescolar@detran.es.gov.br, ou em casos de infração de trânsito ligar diretamente para o Ciodes (Centro Integrado Operacional de Defesa Social), no telefone 190.

Em relação aos cuidados na contratação do transporte, a recomendação do órgão é que os cidadãos observem se o veículo e os condutores estão regularizados, “verificando o número de registro da faixa junto ao veículo, o termo de autorização vigente do semestre, o selo de conformidade e a credencial de condutor vigente”.

Além desse cuidado, é muito importante buscar recomendações sobre o motorista com outras pessoas, verificar o estado e as condições de segurança do veículo e obter o endereço e o telefone de quem irá conduzi-lo. As referências de outros pais e responsáveis podem ser a parte mais importante desse processo.

Campanha da Prefeitura de Vitória recomenda pedalar junto ao meio-fio e mostra ciclista desviando de carros parados sem olhar nem sinalizar. Imagem: Reprodução

Campanha da Prefeitura de Vitória recomenda pedalar junto ao meio-fio e mostra ciclista desviando de carros parados sem olhar nem sinalizar. Imagem: Reprodução

Campanha da prefeitura estimula desrespeito

Um recente vídeo da prefeitura de Vitória, que pretendia educar o cidadão que se desloca em bicicleta a pedalar em segurança, sofreu fortes críticas dos ciclistas locais por fazer recomendações que surtem efeito contrário, colocando o ciclista em risco. A animação mostra o ciclista saindo de trás de um carro parado, sem olhar e nem sinalizar, além de passar perto demais das portas dos veículos parados. A narração e as imagens ainda recomendam que a bicicleta trafegue colada ao meio-fio.

Todas as situações citadas acima são reconhecidamente de risco para o ciclista. A campanha foi fortemente criticada, mas a administração municipal continuou irredutível e manteve o posicionamento favorável a pedalar sobre a sarjeta. Saiba mais.

Mas a pior consequência do vídeo vem se mostrar nas ruas. Como o poder público oficializa que o ciclista deve pedalar colado na calçada, quando um irresponsável ao volante encontra um cidadão em sua bicicleta ocupando a faixa ocorrem agressões e xingamentos. A campanha equivocada da Prefeitura de Vitória acaba, portanto, sendo um estímulo conivente a agressões como essa, que podem resultar em mortes.

Vale a pena comparar com a campanha que foi veiculada na cidade de São Paulo nesse ano de 2013, indicando que o ciclista deve ocupar a faixa e o motorista deve respeitar o metro e meio de distância lateral ao ultrapassar. Veja os vídeos.

Assista abaixo o vídeo da campanha da Prefeitura de Vitória, que teve 98% de reprovação entre os usuários do Youtube:

Em menos de quinze dias, três ciclistas mortos

A falta de uma campanha coerente com a realidade dos ciclistas nas ruas agrega-se a um cenário de inação e impunidade, que acaba por resultar em desrespeito cotidiano, atropelamentos e mortes de ciclistas nas ruas da Grande Vitória.

No mês de outubro, até o fechamento desta matéria (29) foram três mortes de ciclistas, compreendidas em um espaço inferior a quinze dias. Em 13 de outubro, Arnaldo Assunção, de 58 anos, foi atropelado por uma viatura da Guarda Municipal de Vila Velha. Gabriel Sanchez, de 54 anos, foi atropelado na terça-feira 15 de outubro, na Rodovia Serafim Derenzi, em Vitória (veja aqui ambos os casos). A vítima mais recente foi Luciana Marroqui Almeida, 29 anos, atropelada em Vila Velha por um motorista que fugiu sem prestar socorro (leia mais).

Bicicletas brancas, as chamadas ghost bikes, têm sido instaladas em memória aos ciclistas falecidos, nos locais de suas mortes.

Campanha pede 1,5m ao ultrapassar

A Secretaria de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana (Setran) enviou ao Vá de Bike a versão motorista da campanha “Respeito todos na via”, que pede a quem dirige que dê 1,5m de distância do ciclista ao ultrapassar. Entretanto, o vídeo ainda mostra o ciclista colado ao meio-fio, circulando na área de estacionamento, situação que torna óbvia a distância lateral.

A narração também pede que o motorista reduza a velocidade ao ultrapassar o ciclista, mas só “se precisar”. Vale lembrar que o artigo 220 do Código de Trânsito Brasileiro determina que a velocidade deve ser reduzida sempre. Deixa de fazê-lo representa infração grave - veja aqui.

Mostrando direitos e deveres de ciclistas, motociclistas e motoristas, a campanha foi realizada na Semana Nacional do Trânsito, em setembro, e veiculada até 8 de outubro, com vídeos, spots de rádio, mídia impressa, busdoor e programetes de TV, além das redes sociais.

Prefeitura pretende melhorar infraestrutura

Além da campanha, a Setran afirma que a Prefeitura está criando ciclovias e ciclofaixas na cidade, interligando as existentes e integrando bairros. A administração tem como meta dobrar até 2016 a malha cicloviária, que hoje tem 29 km. Até dezembro serão licitados paraciclos (suportes para estacionar as bikes) e um sistema de compartilhamento de bicicletas, que deve começar com 250 veículos e 25 estações.

A cidade também inaugurou, no dia 20 de outubro, uma ciclofaixa de lazer operando aos domingos e feriados nacionais, das 7 às 14 horas. O trajeto liga a Praça dos Namorados à Rua de Lazer da praia de Camburi. Há intenção de ampliar o percurso ainda essa ano, ligando o Tancredão ao Jardim Camburi.

A Prefeitura também está iniciando os estudos para a elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana, atendendo à exigência da lei federal. “Vitória já possui Plano Diretor Urbano há 25 anos, mas só agora vamos discutir com a cidade as soluções para mobilidade”, informou  a assessoria da Setran.

Essa é uma excelente oportunidade para os cidadãos participarem, ajudando Vitória a se tornar menos dependente do automóvel e mais receptiva à bicicleta e ao transporte público. A Prefeitura agora precisa se dispor a ouvir seus cidadãos que pedalam - e levá-los a sério – antes de realizar campanhas e implantar infraestrutura de apoio. E lembrar que não é só com infraestrutura que se faz uma política cicloviária, mas também com respeito, fiscalização e punição a atentados contra a vida, além de incentivos para valorizar e tornar mais agradáveis e fáceis os deslocamentos em bicicleta na cidade.


25 comentários para Até van escolar coloca ciclista em risco em Vitória (ES)

  • devix

    Esse playboy praiadocantense ai tambem tá querendo tambem esses caras com suas bikes de fibra de carbono de 50000 conto saiem por ai se enfiando debaixo de caminhão se achando no direito de andar no meio da pista..olha bicho eu ando de barraforte de vila velha atê goiabeiras pelos cantos e meto a bike dentro de calçada se precisar vou até pela orla toda passando por camburi..Vitoria é perigo EXTREME pra bike..e não tem chororô

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • [...] tão ruim, que repercutiu negativamente em sites referência no assunto no Brasil. Clique AQUI e AQUI (do meio para o final) para [...]

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Luiz Augusto

    Ler os comentários no site do Rafael me fazem perder a fé na humanidade…

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Wesley Souza

    …gostaria de ter nascido no país da educação, não no do futebol. :-(

    Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 0

  • Valdemir

    Como eu sempre digo, enquanto neste pais das BANANAS não houver CULTURA e EDUCAÇÃO na vida das pessoas, principalmente educação, nunca Ciclistas,Pedestres e Motorizados chegarão a um acordo.

    Sabemos que fazer Ciclovias e mais Ciclovias nas principais cidades do pais é uma tremenda utopia, dificilmente a gente vai ver isto acontecer.

    Aliás se o povo tivesse o minimo de educação e respeito com a vida alheia, nem precisaria de ciclovia, a rua seria um espaço de todos, se cada um respeitasse o seu limite e dos outros.

    Educação e bom senso não é uma exclusividade só de paises ricos e desenvolvidos, mas sim de cada pessoa que já vem com isto empregnado em si, exemplo é que temos paises economicamente inferiores ao Brasil, mas a educação do povo é algo de se ter inveja. Enquanto a mente do brasileiro de levar vantagem em tudo, de egoismo não morrer, dificilmente chegaremos a uma solução, seja no transito e em todo o resto!

    Eu cada vez que saio com minha bicicleta procuro tomar o máximo de cuidado, pois nas ruas a coisa é complicada.

    Thumb up 2 Thumb down 2

  • Sou o ciclista do vídeo. Vocês tem que ver o que eu estou aturando aqui. Tem gente me tratando como se eu fosse o culpado pelo ocorrido. Mais ou menos como culpar a mulher pelo estupro, sabe?

    Comentário bem votado! Thumb up 15 Thumb down 0

    • Paulo Fernandes

      Rafael, li os comentário lá no seu site. Realmente é triste. Os ciclistas e pedestres de Vitória realmente tem um longo caminho pela frente pra mudar essa cidade…

      Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 0

    • Rosana

      Lamento muito os comentários absurdos ao post no seu site. Parece mesmo com aqueles do tipo “tava de saia curta, deu bobeira”, ou “também, o cara quer sair pra correr com uns tênis desses (caros/novos/marca X)…” Mas, como disse o Papa Francisco, “uma árvore que cai faz mais barulho do que uma floresta que cresce”. Tiacamila, zetec e outros são árvores caindo de podres no meio de uma floresta cada vez mais frondosa.

      Comentário bem votado! Thumb up 8 Thumb down 0

  • Paulo Fernandes

    Mas no vídeo dá pra ver como é importante o ciclista ocupar o meio da faixa. Mesmo sem conhecer as leis do trânsito, o fato do ciclista estar pedalando no meio da via, fez com que a motorista da Van ultrapassasse com segurança, a uma distância razoável. Isso mostra o quanto é fundamental e importante o ciclista trafegar no meio da pista.
    Se o ciclista estivesse no muito próximo ao meio fio, certamente a Van forçaria a passagem e colocaria a vida do ciclista em risco (afinal, ela não conhece a lei).
    Obrigado ao Vá de Bike por me ensinar isso!

    Comentário bem votado! Thumb up 11 Thumb down 0

  • Valdemir

    Absurdo esta tal TIA CAMILA, além de grossa e prepotente no transito, a criatura não conhece nem as leis de transito, coisa que seria de sua obrigação, não só por ser motorista, mas por transportar os filhos dos outros, quer dizer que ela tem horário??? E se tiver um congestionamento, ela sobe a calçada e sai atropelando todo mundo tipo GTA??? A faz favor né dona!!! Vai ler as leis de transito e aprender a dirigir antes de falar ou pior fazer besteira! Não quero nem imaginar como esta senhora tirou sua habilitação!

    Parabéns ao ciclista que filmou tudo, espero que este video bombe na internet e os pais vejam quem é a pessoa que leva e trás seus filhos no transito!

    Tia Camila…sei …pode mudar o nome para TIA CAMELO !!! Para não citar outro animal !!!! kkkkkkkkk

    Thumb up 3 Thumb down 0

    • Rosana

      “Camelo” aqui no DF é bicicleta… No caso dela acho que “louca” define.

      Thumb up 2 Thumb down 0

    • aranha

      [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

      Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 0 Thumb down 22

      • Paulo Fernandes

        Aranha, onde você leu isso? “a rua foi feita para carro”. Acho que te enganaram…

        Comentário bem votado! Thumb up 8 Thumb down 1

      • Não entendi.. o que é que pagar IPVA têm a ver com a utilização do espaço público (que é a rua) ? O IPVA é um imposto sobre a PROPRIEDADE de um veículo com motor. Só isso. Não tem nada a ver com asfalto, rua, urbanização, etc…

        Outra coisa Aranha, você está misturando uma atividade de lazer (passear no parque, por exemplo) com deslocamento urbano,ir ao trabalho, supermercado, buscar criança na escola de bicicleta…

        Mas… acho mesmo que você é um “troll” :-) Portanto, fico por aqui e não vou gastar mais energia com isso… :-)

        Thumb up 3 Thumb down 0

      • Valdemir

        Aranha fala a verdade……para escrever uma baboseira destas….você deve ser parente da Tia Camila, não é não????…..kkkkkkkkkk

        Ninguém quer prioridade no asfalto, mas pelo menos respeito, o Brasil é o que é porque muita gente pensa igualzinho a você e a tua TIA CAMILA! KKKKKK

        Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 0

      • Rosana

        “aranha”, se você conseguir ler melhor do que escreve, segue um link aqui do Vá de Bike sobre o precioso IPVA. Você vai se surpreender quando descobrir que ele não compra ruas!
        http://vadebike.org/2011/06/impostos-e-obrigatoriedades-para-ciclistas/
        E chamar quem anda de bicicleta, que são na maioria trabalhadores que seguem para o batente diário, frequentemente porque não têm recursos para custear passagem de ônibus, de “cambada de playboy desocupado” é ofensivo e preconceituoso, não tem imposto no mundo que autorize a isto.
        Está com pressa e chateado porque a rua não comporta o absurdo número de carros? Vá de bike!

        Comentário bem votado! Thumb up 9 Thumb down 0

      • @NunoMorelli

        Desculpa ae.. mas depois de afirmar que ruas são pra carros, considero que tu é um tremendo maria-vai-com-as-outras.. como foi que conseguiu passar no teste pra ter habilitação mesmo?

        Thumb up 2 Thumb down 0

  • Rogerio Santos

    No ultimo sababo 26/10, eu estava terminando o treino, quando entrei no bolsao do estacionamento da ciclovia do Pinheiros em Interlagos levei uma bela fechada de uma ciclista que estacionava seu carro e o pior ainda ficou me olhando de cara feia enquanto eu chegava no meu carro.
    Se ciclista nao respeita ciclista!
    Quem sabe um dia isso muda.

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Ricardo

    Realmente essa “Tia Camila” não deveria nem ter carteira de motorista, afinal ela mesma fala que desconhece o Código de Trânsito. Um absurdo.

    Gostaria apenas de observar um detalhe, o texto cita 3 ciclistas mortos me menos de 15 dias, e fala do senhor de 58 anos atropelado pela viatura da Guarda Civil. O que eu vou dizer não diminui a tragédia e a dor da família, mas aquele foi um caso um pouco diferente e não devemos simplesmente crucificar o guarda que dirigia a viatura.

    Aparentemente ele estava em alta velocidade e pode ter furado o semáforo, mas essas são procedimentos que podem ocorrer se a viatura está em atendimento a uma emergência e com as luzes e sirenes ligadas, que parece que ocorria. E temos o agravante de que a vítima era deficiente (surdo-mudo) e sofria de catarata, enxergava mal.

    Me parece que este pode não ter sido mais um dos inúmeros casos de desrespeito e falta de educação no trânsito, mas sim uma das poucas tragédias onde um conjunto de fatores levou à uma perda humana. Devemos tomar cuidado porque já ouvi (sou de Vitória) muitas pessoas crucificando o guarda sem saber de todos os detalhes.

    O trânsito de nossas cidade está cada dia pior, o desrespeito é enorme e somente duas são as soluções viáveis, transporte público coletivo de qualidade e bicicleta, para longas e curtas distâncias respectivamente. Eu uso bicicleta no dia-a-dia e chego nos lugares no mesmo tempo que gastaria de automóvel, e sem stress.

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Daqui a pouco vai chegar uma galera aqui dizendo que no local tem ciclovia. Já adianto que não tem. O que existe é um calçadão para pedestres próximo à praia.
    :)

    Comentário bem votado! Thumb up 10 Thumb down 0

  • Rosana

    “Tia” Camila é muito desequilibrada pra dirigir van escolar.

    Comentário bem votado! Thumb up 15 Thumb down 0

    • @NunoMorelli

      …è vero!

      Se fosse aqui em Sampa essa tia tava era frita.. eu disse FRITA mermo, porque seria denunciada no DTP-4, que solicita exame psicotécnico e de conhecimento de Leis de trânsito. Com toda certeza já teria tido a CNH suspensa e cassada.

      Sentindo uma vergonha alheia agora.. ninguém merece! ¬¬

      Thumb up 2 Thumb down 0

  • Rodrigo Vilani

    Posso dizer com segurança que as únicas vezes em que me senti ameaçado no trânsito aqui em Guarulhos foi por trasnporte escolar e quando alguém me pergunta sobre isso, fechadas e buzinadas, e digo que os piores são estes motoristas todo mundo se espanta. Fora que são campeões de parar em fila dupla e de correr! Desisti de falar com eles no trânsito pela tamanha prepotência então quando consigo pego o nome e ligo direto na escola!

    Comentário bem votado! Thumb up 16 Thumb down 0

  • Sanuel

    Muito Neanderthal… medonho!

    Comentário bem votado! Thumb up 8 Thumb down 0

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>