Conheça as 7 novas ciclovias que serão conectadas à da Av. Paulista, em São Paulo

Foto: CET/Reprodução

Clique para ampliar – ou navegue na versão Google Maps, mais abaixo nesta página. Foto: CET/Reprodução

A Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo (CET) atualizou recentemente o documento que descreve a ciclovia da Av. Paulista. Nessa atualização, algumas das ciclovias previstas tiveram alteração de trajeto e outras novas foram acrescentadas. O novo documento tem como data “dezembro 2014″.

As únicas outras alterações percebidas foram informações adicionais no corte construtivo – tipo de pavimento (concreto pigmentado) e nova altura do canteiro central em relação à faixa dos carros (18 cm) – e, nos “pontos de atenção”, foi retirada a informação sobre a desativação da Ciclofaixa de Lazer que, como já se percebe, permanece ativa durante as obras. A previsão é de que a ciclovia, que teve suas obras iniciadas em janeiro, esteja concluída até junho.

Para ver detalhes do projeto e saber como será sinalização, a travessia de pedestres e ver concepções de como ficará a avenida, visite esta página.

E se você ainda se pergunta por que a ciclovia não foi construída nas paralelas, veja esta videorreportagem.

Conexões

Além da ciclovia principal na avenida, várias outras serão construídas no entorno já nos próximos meses. Algumas já começaram a ser sinalizadas, como na R. Honduras, onde um morador chegou a afirmar que “quem anda de bicicleta não presta“, gerando uma manifestação a favor da ciclovia poucos dias depois.

As novas vias para ciclistas ligarão a Paulista a regiões como Pacaembu, Itaim Bibi e Ibirapuera, além de conectar a ciclovia da avenida principal com a rede que está sendo construída na cidade. Com base no mapa fornecido pela CET na versão mais recente do documento do projeto, o Vá de Bike estimou o traçado dessas novas ciclovias. O resultado você pode ver no mapa abaixo.

Pela nossa estimativa, as vias que devem receber ciclovia são:

  • Haddock Lobo, Itú, Consolação e Guadelupe.
  • Pamplona e Maestro Chiafarelli.
  • Honduras, Paulino Camasmie e Sgt. Mário Kozel Filho.
  • Abílio Soares, Oscar Porto, Sampaio Viana, Rafael de Barros e 13 de Maio.
  • Frei Caneca e Caio Prado, com uma possível conexão com a Praça Roosevelt através da R. Gravataí.
  • Itápolis e Pacaembu, ligando-se às as ciclovias de Santa Cecília e Higienópolis.
  • Dr. Arnaldo – pela proximidade, há grande chance de haver ligação com a ciclovia da Av. Sumaré, hoje ainda isolada da rede.

Em relação à informação que divulgamos aqui no site em setembro de 2014, as mudanças são:

  • Substituição da R. Bela Cintra / R. Venezuela por R. da Consolação / R. Guadelupe
  • A ciclovia da R. Antônio Bento, que faria conexão com o portão 9 do Parque do Ibirapuera, foi retirada do mapa
  • Nova ciclovia na 13 de Maio
  • Nova ciclovia na Av. Dr. Arnaldo
  • Alteração nas últimas quadras da ciclovia da R. Sampaio Viana, fazendo um desvio pela R. Rafael de Barros para conectar diretamente com a 13 de Maio

Essas ciclovias serão implantadas na direita ou esquerda das vias, no mesmo nível da rua, separadas das faixas dos carros por tachões e balizadores, seguindo o padrão que vem sendo adotado na cidade.

Com base nessas informações, atualizamos o mapa que havíamos montado anteriormente. Consulte também o mapa das ciclovias já entregues.

Muitos ciclistas usam a calçada, por serem ameaçados pelos motoristas quando tentam usar a via. Foto: Willian Cruz

Muitos ciclistas usam as calçadas da Paulista, por serem ameaçados pelos motoristas quando tentam usar a via. A proteção de uma ciclovia é a medida mais eficaz para que deixem de utilizar a área dos pedestres. Foto: Willian Cruz

Ciclovia é necessária na avenida

A Paulista é um dos melhores caminhos quando se está de bicicleta, por ser o mais curto e mais plano, dando acesso a várias regiões da cidade. O eixo do “espigão”, que vai do Jabaquara à Pompeia, é relativamente plano, com desnível irrisório e bem distribuído ao longo de seus mais de 13km de extensão. Qualquer rota alternativa implica em muitas subidas e, geralmente, aumento da distância percorrida – o que todo ciclista que está realizando um deslocamento sem intenção de treino costuma evitar.

Devido a essas características, muitos cidadãos utilizam a avenida diariamente em seus deslocamentos de bicicleta.  É o que mostra, por exemplo, a contagem fotográfica realizada pela Ciclocidade em 2010. Naquela ocasião foram fotografados 733 ciclistas em um espaço de 16 horas, com uma média de 52 ciclistas por hora – equivalente a cerca de uma bicicleta por minuto. Entre as 17 e 18 horas a frequência atingiu seu pico, com 86 ciclistas em uma hora. E isso sem estrutura específica para sua circulação, com boa parte dessas pessoas utilizando o mesmo espaço onde circulam os ônibus – ou até mesmo as calçadas.

Ao avaliar esses números, deve-se considerar também o aumento inegável no uso da bicicleta nos últimos cinco anos. Certamente uma ciclovia na avenida terá alta utilização, como vem acontecendo com a ciclovia da Av. Faria Lima, um local onde quase não passavam ciclistas e hoje circulam cerca de dois mil por dia (ou mais).

Hoje, muitas pessoas que teriam a Paulista como parte do trajeto ou mesmo como destino, deixam de utilizar a avenida ou mesmo de circular em bicicleta, por receio da baixa aceitação de ciclistas na via por parte dos motoristas que ali trafegam. Essa situação fez a Paulista se tornar a via com mais acidentes com ciclistas por quilômetro, segundo dados divulgados pela CET em 2012. Não é um título do qual a avenida símbolo da cidade deva se orgulhar.

Saiba aqui por que os ciclistas continuam (e continuarão) utilizando a Av. Paulista, por mais que se incentive sua circulação nas vias paralelas. E entenda neste artigo por que as ciclovias são tão importantes para a cidade, seja na Paulista ou na Belmira Marin.

Veja 18 razões para apoiar a implantação de ciclovias


35 comentários para Conheça as 7 novas ciclovias que serão conectadas à da Av. Paulista, em São Paulo

  • Guilherme Oliveira

    Olá Willian, tudo bem?

    Você tem informações para nos atualizar sobre a ciclovia progamada para a Rua Sampaio Viana, rua Tutóia e Rua Abílio Soares? Você sabe a data e se ela teve o trajeto alterado?

    Obrigado,

    Guilherme Oliveira

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • “Todas as ciclovias levam a avenida Paulista”

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Luciana

    Olá!

    Não sei se houve alguma alteração de projeto mas a ciclovia da 13 de maio está passando pela Rua Martiniano de Carvalho até chegar na praça Amadeu Amaral. Só a partir daí é que ela segue pela 13 de maio até a Paulista.
    Se alguem tiver mais informações sobre esse trecho, compartilhem!

    Obrigada

    Thumb up 1 Thumb down 0

    • gian

      Luciana – parece q vc tem razao. Apos essas quadras iniciais entre a paulista e a praca amadeu amaral, a ciclovia parece q esta sendo desviada pela martiniano. E hj notei que a humaitesta sendo pintada para conectar com a martiniano. Meparece que eh uma volta denecessaria – pela treze de maio seria uma rota mais direta….

      Thumb up 1 Thumb down 0

    • Murilo Moura

      Parece que a ciclovia passando pela Treze de Maio e Rui Barbosa foi trocada pela ligação da Paulista com o Anhangabaú.

      Essa ciclovia vai desse a Praça Oswaldo Cruz até o Terminal Bandeira (melhor terminal) passando pela Rua Treze de Maio, Praça Amadeu Amaral, Rua Martiniano de Carvalho, Rua Humaitá, Rua Abolição e Rua Santo Antônio, terminando em frente ao Terminal Bandeira. Está tudo pintado e, dependendo do trecho, já colocaram as tartarugas e outras sinalizações.

      Thumb up 2 Thumb down 0

      • Sim, Murilo, houve alterações, mas como ainda não temos o mapa atualizado não pudemos alterar a matéria. :/

        Thumb up 0 Thumb down 0

      • Renato

        o problema é que a Martiniano de Carvalho é uma pirambeira daquelas, enquanto que a 13 de maio e a Rui Barbosa é bem mais tranquila. Moro na região a mais de 20 anos e posso dizer: Essa rua é a mais íngreme da região da Paulista até o centro.

        Creio que nessa, eles cagaram legal. Se for usada, vai ser usada só no sentido da descida, pois eu por exemplo, qdo venho do centro ou subo pela Rua 13 de maio Brigadeiro Luis Antônio ou a Vergueiro que já conta com ciclovia.

        A Martiniano de Carvalho é uma rua muito movimentada.

        Thumb up 0 Thumb down 0

    • Fabio

      Estranho que até hoje essas ciclovias da Bela Vista não constam no mapa oficial da CET. :/

      Thumb up 0 Thumb down 0

  • Régis

    Seria muito legal se a CET disponibilizar um mapa com a infraestrutura dos 400km planejada. Seria ótimo para rebater as críticas sobre ciclovias que começam e terminam em lugar nenhum, além de nos planejamos para locomoção na cidade.

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • kkkk

    [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 4 Thumb down 16

    • Adriano

      Itaim Paulista, Guarapiranga, Capela do Socorro, Jardim Romano, Campo Limpo, Vila das Belezas, Grajaú e São Miguel Paulista mandam lembranças ….

      E coxinhas andando de bike no final de semana? Que mundo você vive rapaz? Dê uma volta nas ciclovias da Faria Lima, Av.Guarapiranga, Eliseu de Almeida, Inajar de Souza e Atlantica nos horários de pico para ver o movimento de ciclistas indo e vindo.

      Definitivamente você vive numa bolha e não é ciclista.

      Comentário bem votado! Thumb up 15 Thumb down 2

      • kkkk

        [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

        Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 3 Thumb down 14

    • ALEKSANDRO

      Um abraço da Vila Industrial, Pq São lucas e Vila Prudente pra vc…

      Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 0

    • kkkk

      [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

      Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 0 Thumb down 11

      • Maurício

        -Olha; “quem gosta mesmo de pedalar”, não fica refém de uma ideologia de “Ciclista de Verdade”. Só por que um ciclista já tem mais desenvoltura com a magrela, não significa que ele “Gosta Mais” das pedaladas do que outro que está começando a se libertar! Se ele anda na ciclofaixa, explora a cidade, estradas, trilhas, se faz entregas, se reboca a criançada, se é Fixeiro, se é Speedeiro, se quer pedalar no final de semana na Paulista, isso é de acordo com o gosto/necessidade de cada indivíduo. Não é critério de caráter, tampouco o é o local de moradia/origem das pessoas. Quem garante que o(s) seu(s) vizinho(s) não está falando pelas suas costas: “-Saca o Playboy que vai pedalar todo final de semana…!”

        Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 0

        • kkk

          [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

          Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 1 Thumb down 10

          • Rodrigo

            Estão implantando faixas para abrir espaço para as bikes e incentivar o uso. O projeto não está concluído, então, em tese, essa faixa de 800m perto da sua casa vai se conectar a uma outra, formando uma rede. Não estou defendendo, apenas aventando a possibilidade de não terem feito ESSA cagada, pois bem sabemos que a cada dia anunciam uma ciclofaixa nova em um ponto distinto da cidade: não estão construindo de forma linear, por isso passa a impressão de que é aleatório…
            Vá você pedalar no Parque, cheio de pedestre andando aleatoriamente a 4km/h, skatistas e afins…

            Thumb up 2 Thumb down 0

    • wando

      Fio, vc esta fazendo isso muito errado. (comentar). eu nem bicicleta tenho, utilizo as do Itau. porque nao tenho grana ainda pra comprar uma. e faz duas semanas que me LIBERTEI e comecei a explorar a cidade pelas ciclovias e etc. todo dia desco a Rua Pamplona com medo porque os carros realmente nao respeitam ninguem. so fico mais a vontade quando chego na rua Honduras e entro na ciclofaixa. portanto a meu ver sao necessarias sim, e a da paulista uma das mais. porque VAI PERMITIR A VARIAS PESSOAS QUE MORAM EM BAIRROS MAIS DISTANTES, Bela vista, luz, nenhum desses bairros eh de luxo, apesar de ser perto do centro, como dizia, vai permitir a nos termos acesso a varias vias.

      Thumb up 2 Thumb down 0

  • Rafael

    Alguem sabe os prazos para conclusão da ciclovia da paulista e da amaral gurgel?

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • edielson

    boa noite eu não vejo nesse blog, falando da periferia, se da muito destaque a zona central da cidade de sp, mas nas regiões mais afastadas não se ver falar, apoiar divulgar. Aqui no campo limpo ate o pq. arariba foi feita uma ciclovia com + ou – 5km e nimguem fala nada, nimguem do blog vem aqui pra fazer uma materia e ver as irregularidades e abusos. Me ajuda aí da uma força pra nós aqui. Aproveitando a oportunidade quem desejar criar um grupo de pedal, aqui no campo limpo entra em contato vamos nos reunir. edixaves@hotmail.com

    Comentário bem votado! Thumb up 11 Thumb down 2

  • Georgia

    Essa ciclovia da Honduras ainda existe, ou os moradores preconceituosos conseguiram tirar? Passei lá pouco tempo depois e me deparei com uma rua na contra-mão e nada de ciclovia.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Alexandre i

    Achei que tivesse visto uma que iria na Manuel da Nóbrega, confere?

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Fabiano Tadeu

    Bom Projeto de conectar a Avenida Paulista junto com o ciclovia estas principais avenidas projetadas, cada vez o número de ciclistas aumentam, para equilibrar e incentivar a prática de pedalar, não poluente e as vezes chega mais rápido ao seu destino pela deslocação da bicicleta.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Oi. Essa informação de que as ciclovias que se ligarão à Paulista devem ser implementadas nos próximos meses vocês obtiveram diretamente com a CET? Estou curioso para saber as datas, mas aqui foi o único lugar que vi falando disso. Obg!

    Thumb up 1 Thumb down 0

    • Will, quando foram anunciadas em setembro já se falava em “próximos meses”. De qualquer forma, o prazo que a prefeitura se deu é o final de 2015 e algumas já estão sendo sinalizadas desde janeiro, portanto… ;)

      Thumb up 1 Thumb down 0

  • CiceroS

    Seguindo na Dr. Arnaldo, bacana. Recentemente comentei sobre a dificuldade de se traçar nessa avenida uma ciclovia sem “interrupções” (mudança de lado, por exemplo). Bom, agora vamos ver como vai ficar, né? Espero que seja um projeto também bacana, funcional e que prime pela segurança.

    E com a interligação com a ciclovia compartilhada da Sumaré/Paulo VI então…? Será que o melhor acesso seria pela rua Galeno de Almeida?

    Comentário bem votado! Thumb up 9 Thumb down 0

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>