Vá de bike para o litoral nesse sábado

Cartaz Rota Márcia PradoCentenas (talvez milhares) de ciclistas estão se organizando para descer de bicicleta para o litoral através da futura Rota Cicloturística Márcia Prado, que está em fase de aprovação na câmara de vereadores de São Paulo, em um projeto do vereador Chico Macena.

O trajeto

O trajeto inicia na estação Grajaú da CPTM. O embarque de bicicletas nos trens da Linha Esmeralda será permitido excepcionalmente nesse sábado das 5 às 12h, para que os ciclistas possam fazer o teste da rota. A partir da estação, monitores orientarão sobre o caminho, que foi sendo sinalizado nos últimos dias. Voluntários ao longo do percurso orientarão os ciclistas.

A rota inicia no Grajaú, passa por São Bernardo do Campo, por dentro do Parque Estadual da Serra do Mar, Cubatão e, por fim, Santos. A passagem por dentro do parque, antes não permitida, será liberada. A iniciativa é uma parceria entre o Instituto CicloBR, o Parque da Serra do Mar, a CPTM e as prefeituras de São Paulo, São Bernardo, Cubatão e Santos.

O roteiro é indicado para quem está em boas condições físicas e já tem uma boa intimidade com a bike. É importante que sua bicicleta esteja em boas condições. O freio será muito usado, o percurso tem cerca de 77km e, em alguns trechos, o chão é um pouco escorregadio. Mais informações no FAQ do CicloBR, uma seção de perguntas e respostas para tirar todas (ou quase todas) as suas dúvidas.

O visual, principalmente no trecho do Parque, é sensacional. Não esqueça de levar sua câmera.

A área do parque só estará aberta entre as 8 e 15h, portanto programe-se e tente ir cedo para evitar contratempos! Vá de manhã cedinho e almoce na praia…

O que levar

Ao entrar no parque, o ciclista assistirá uma pequena palestra com dicas de segurança, mas cada um é responsável pela sua própria segurança. Por isso é importante que a bike esteja em ordem, para você não se colocar em risco desnecessariamente.

Será feita uma rápida vistoria nas bicicletas pela equipe do Instituto CicloBR, para garantir a segurança de todos. É obrigatório o uso de capacete e tênis (ou sapatilha de ciclismo). Recomendo também o uso de luvas e óculos, que considero como outros itens básicos de segurança.

O evento é gratuito, basta preencher a ficha de inscrição na entrada do Parque.

Prepare sua bicicleta, leve protetor solar, alguma coisa para comer, bastante água e vamos para a praia!

Revisão comunitária hoje, sexta

Hoje, sexta-feira 18, vai rolar na Praça do Ciclista uma oficina comunitária para revisar as bikes de quem quiser descer. O pessoal da Bicicletada estará por lá a partir das 19h. Se você tem algum conhecimento de mecânica, passe por lá para ajudar. Se não tem, passe também para ter sua bike revisada. Não será cobrado nada para examinar a bike, mas se você pagar um refri pra agradecer ninguém vai reclamar… 😉

A propósito, hoje tem Bicicletada, saindo como sempre da Praça do Ciclista. Aproveite que estará por lá para pedalar com o pessoal pelas ruas!

Vai dar praia? E pra voltar?

Segundo relatos de quem já fez, na rodoviária as empresas estão acostumadas a transportar as bicicletas no bagageiro sem problemas. Se você descer cedo, consegue ainda curtir a praia. As cidades do litoral tem muitas ciclovias e você pode aproveitar para passar por elas, conhecer um restaurante bacana, tomar uma água de coco, colocar os pezinhos na areia.

Você pode voltar no mesmo dia ou passar a noite em algum hotel ou pousada para curtir a praia no dia seguinte. Só recomendo comprar com antecedência a passagem da volta e ficar esperto com o horário do ônibus.

Saiba mais

Eu não havia publicado nada sobre isso por aqui ainda porque estava tentando conseguir tempo para escrever um texto elaborado, explicativo, cheio de dicas, referências e mapas. Mas estou enrolado com a migração do Vá de Bike para um domínio próprio, que está me dando alguns problemas técnicos e isso está me tomando quase todo o tempo livre. E como hoje pretendo sair para ajudar a sinalizar o percurso, não tive tempo para fazer o post que o assunto merece.

Por isso, coloco aqui alguns links que explicam mais sobre o assunto:


9 comentários para Vá de bike para o litoral nesse sábado

  • ernani josé

    bom dia ,acho o passeio de voces até legal, mais infelismente neste domingo, 09 de dezembro voces conseguiram atrapalhar nesta regiaõ a vida de muitos moradores locais da regiao de grajau, e ilha do bororé, se voces não sabem há muita gente desempregada,nesta região, pessoas que dependem de cestas basicas, para suas familias foram impedidas de receber,o c aminhão que iria entragar as cestas deu meia volta,e quem foi prejudicado…… agora acho que vocês poderiam se reunir para uma nova bicicletada, e ir fazer um gesto nobre, entregar cestas as pessoas que não receberão, todos reclamam pelo seu direito de ir e vir, mais infelismente não olham para o outro lado , alguns ciclistas mesmo ouvindo tais relatos, de moradores,ironizavam as pessoas que estavam completamente dependente da entrega destas cestas para saciar a fome de seus filhos.Que o que aconteceu nesta data sirva de aprendizado para os senhores, organizem-se melhor para não trazer danos é transtornos para outren.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Arthur

    Oi William sou o Arthur, te encontrei no meio do caminho, estava com os dois irmãos japoneses e minha bike tinha prendido a corrente, lembra?
    Esse passeio foi muito louco, demoramos mais de 7 horas (parando várias vezes pra tirar fotos, tomar água, sem pressa mesmo), atravessamos toda aquela lama, várias súbidas e descidas, foi perfeito!
    Cansou bastante, mas valeu a pena. Abraços à todos!

    Thumb up 0 Thumb down 0

    • Willian Cruz

      Oi Arthur, tudo bom?

      O trecho em que você diz que fizeram o trajeto “parando várias vezes pra tirar fotos, tomar água, sem pressa mesmo” mostra que vocês conseguiram entender uma das principais diferenças entre fazer uma trilha e fazer cicloturismo. Lembro de vocês sim, e comentei com várias pessoas da organização o quanto vocês estavam felizes de estarem ali. Essa é a maior recompensa pelo esforço que os voluntários tiveram no preparo da Rota. Obrigado!

      Thumb up 0 Thumb down 0

  • Paulo Rogerio Silva

    Ola no ultimo, 19/12 eu e mais 6 participantes do passeio ciclistico ROTA MARCIA PRADO fomos assaltados na ciclovia da V. São José em Cubatão, e gostaria que esta informação fosse divulgada para que outras pesssoas não corram este risco novamente.

    Os ladrões tem ponto fixo no local, é um tipo de pedagio a ser pago por passar no bairro deles.

    Alem dos valores em dinheiro e alguns eletronicos subtraidos e da violencia de ter uma arma apontada contra seu rosto e perder mais 3 horas no 1° Distrito Policial de Cubatão.
    Quero manifestar a minha indiguinação quanto a organização do evento.

    No TRECHO MAIS PERIGOSO onde não havia quase nenhuma sinalização do caminho, assim como os policias, que nos atenderam, informaram que a Policia Militar de Cubatão não havia sido informada do evento que aquele trecho é EXTREMANTE PERIGOSO mesmo a luz do dia.

    PORTANTO SUGIRO FORTEMENTE QUE DESCONSIDEREM ESTA IDEIA DESCABIDA DE QUE NO BRASIL É POSSIVEL EFETUAR LONGOS TRECHOS SOBRE UM BICICLETA SEM QUE ALGUM MAL LHE OCORRA.

    FAQ
    1- Foi por volta das 16:30
    2- Não, não eramos os ultimos do passeio
    3- N.BO. 1700/2009 (caso necessario posso disponibilizar copia)

    Thumb up 0 Thumb down 0

    • Willian Cruz

      Olá, Paulo

      Primeiramente, lamento o acontecido. Um assalto é sempre traumático. Mas gostaria de esclarecer alguns pontos, que embora não aliviem o transtorno de nenhuma forma, precisam ser igualmente divulgados.

      A CET de Cubatão estava ciente da realização da Rota. A Prefeitura de Cubatão também, tanto que havia prometido deixar uma ambulância de prontidão na cidade, para ser acionada em caso de emergência.

      Em um evento com mil participantes, é estatisticamente improvável não acontecer NENHUM incidente e, infelizmente, o incidente foi dessa natureza e justo com você. A Rota, assim como qualquer caminho de cicloturismo, é realizado em espaços públicos, onde corremos os mesmos riscos que teríamos ao circular a pé ou de carro. De carro você não seria assaltado numa ciclovia, mas poderia ser abordado num sinal de trânsito e ser levado em um sequestro-relâmpago, com a arma apontada para você por horas ou com alguém querido como refém. Aliás, aqui em São Paulo os assaltos a motoristas são muito mais comuns do que os assaltos a pedestres, como mostrou matéria de capa do Jornal da Tarde alguns meses atrás.

      Entendo seu sentimento e sei o que é ser assaltado, mas não é adequado dizer que viajar de bicicleta é uma idéia “descabida”. Tenho certeza de que não foi essa a impressão da quase totalidade dos participantes. Se isso fosse verdade, não teríamos tanta gente praticando o cicloturismo no Brasil há tantas décadas. Além do mais, se o risco de assalto é fator que inviabiliza e torna descabida a idéia de viajar, fechemos nossas estradas aos carros particulares, pois certamente muita gente que viajará nesse final de ano acabará passando por situação parecida, seja de bicicleta, a pé, de carro ou patinete.

      Os problemas ocorridos servem de aprendizado para que a Rota seja melhorada em sua versão final, com revisão de alguns trechos. Sei que você recebeu um e-mail do Instituto CicloBR sobre o ocorrido e espero sinceramente que você tenha aproveitado essa abertura para conversar diretamente com a organização sobre o ocorrido, adotando uma postura mais madura do que simplesmente postar aos quatro ventos que a idéia do uso da bicicleta como meio de transporte é descabida. Entendo sua revolta com o que aconteceu, mas dizer que usar o uso da bicicleta deve ser desincentivado é um pouquinho demais, né?

      Grande abraço,

      Willian Cruz

      Thumb up 0 Thumb down 0

  • Fabiano

    Queria dizer que eu sou outro Fabiano – não o daí de cima! hehehe

    Refiz o trajeto! Cheguei bem, mas não me deixaram refazer os pneus vegano, vc acredita???

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Juliano Pappalardo

    E vc Willian foi? eu fui cara, nos últimos 500 metros eu acelerei tudo o que pude para cruzar a linha de chegada (pisar na areia), dei um mergulho, liguei pro meu pai, tomei uma aua de côco, queimei o pé no asfalto da avenida, almocei um file de peixe, tomei a segunda água de côco ganhei a terceira pq o cara me deu uma que ele acabou rachando, dormi por 15 minutos no banco, pois minha barriga quase estourou de tanta água, peguei o busão com o Gatti e uma galera e cá estou, dia 30 acho que vou descer de novo!! Vamos ae??

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Fabiano

    Eu fui!!!! tô todo quebrado agora…. mas feliz….

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Tweets that mention + Vá de bike! + - A bicicleta como meio de transporte no país do automóvel » Vá de bike para o litoral nesse sábado -- Topsy.com

    […] This post was mentioned on Twitter by Willian Cruz and Willian Cruz, Talita Noguchi. Talita Noguchi said: RT @wcruz: E hoje sexta 18, você pode fazer revisão gratuita da bicicleta antes da viagem. Saiba mais no mesmo post: http://twurl.nl/qk8ubz […]

    Thumb up 0 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>