Reforma da Ciclovia do Parque do Ibirapuera

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

A ciclovia do Parque do Ibirapuera, que já deveria estar pronta, ainda está em reforma. O Vá de Bike conversou com o administrador do parque, Heraldo Guiaro, para saber como andam os trabalhos e como vai ficar a nova ciclovia.

Prazos

Frequentadores do parque continuam utilizando a ciclovia mesmo com a reforma. Interdições são sempre pontuais e temporárias.

Segundo Guiaro, o atraso nas obras se deve “notadamente às chuvas, que comprometeram o cronograma, quer no recapeamento, quer na pintura”. Por conta desse atraso, a inauguração que estava prevista para 26 de março teve de ser adiada e deve ocorrer em abril, embora não seja possível definir uma data nesse momento.

Como passo todos os dias por dentro do parque, pude perceber que o trabalho realizado realmente foi grande. Primeiro refizeram o escoamento de água, trabalhando em algumas tubulações. Em seguida, o reapeamento, não só onde a ciclovia passa, mas em toda a largura da rua, na extensão completa do anel principal da ciclovia.

Pintura

Aplicação da tinta especial para pavimento de ciclovias. Note que ela é espessa e precisa ser espalhada.

Heraldo ressalta que a pintura foi feita com uma tinta especial para ciclofaixas produzida pela Petrobrás. É possível notar que a pintura é fosca e não fica lisa como as tintas normais. Mesmo sem finalizar a sinalização de solo, os trechos da ciclovia (que tecnicamente é uma ciclofaixa) já estão liberados para circulação. Já pedalei ali com chão molhado e senti bastante segurança.

Notei que nos trechos onde há maior fluxo de pedestres, como nas esquinas com outras ruas ou em frente às lanchonetes, o chão é pintado de vermelho, em vez do azul escolhido para o resto da ciclovia. Guiaro explica que “o vermelho foi planejado para aplicação justamente nas áreas de cruzamentos e de circulação de pedestres, por indicação da CET”.

Bom saber que esse planejamento teve participação da CET. Dessa forma, a Companhia adquire conhecimento técnico sobre implantação de ciclofaixas. Espero sinceramente que esse conhecimento venha a ser utilizado nas ruas dentro de pouco tempo.

Bomba de ar, paraciclos e vaporizador. Os paraciclos poderiam ser em "U" invertido, em vez desse modelo que entorta rodas.

Sinalização e infraestrutura

Quanto à sinalização de solo, o administrador do parque informou que “estão previstos os pictogramas obrigatórios, indicação de velocidade, linhas de bordo e tracejada, como antes”.

“A sinalização vertical é a Oficial da CET. Teremos três totens, como o que está instalado na praça do Leão, com vaporizadores, bombas de ar e bicicletários.”

A opinião do Vá de Bike é que a ciclovia está bem planejada e sendo bem implementada, apesar do atraso. Em termos de uso da bicicleta para o lazer, a cidade está cada vez melhor.

Em pontos com fluxo de pedestres, como nessa pequena travessa que leva a uma das saídas do parque, o pavimento é na cor vermelha, para que os ciclistas tomem cuidado com as pessoas que precisam atravessar a ciclovia.

Sinalização de solo em ponto de grande fluxo de pedestres

Veja mais fotos da reforma

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

8 comentários para Reforma da Ciclovia do Parque do Ibirapuera

  • Cícero Soares

    Então, gente, relatos atualizados? Elogios, críticas, sugestões após esses dois anos do post e comentários?

    Pergunto isso porque tirei o dia pra conhecer essa [aspas] ciclovia [/aspas] (ou melhor, reencontrar todo o parque, tempão que não ia lá, e ir pra lá de bicicleta então, hum, é, última vez foi nos meus áureos tempos de moleque, décadas atrás). Mas como cheguei lá com o sol nascendo, e pedalei pelo seu interior uma hora e meia no máximo, não peguei o pico, então não deu pra avaliar, por exemplo, como anda o comportamento das massas com respeito ao respeito à sinalização, e por aí vai.

    Bom, o público da manhãzinha, a grande maioria da banda de habituais do jogging, e poucos ciclistas, achei ok, respeitosos e, deu pra notar, muito cautelosos em ser. Ah, e tinha um bando lá da banda dos skatistas, em concentração (é, pra eles era fim de “virada”!), e os que chegavam nele, pelo que observei, também faziam questão de respeitar o traçado da ciclovia.

    Putz, achei o máximo aqueles totens à la pit-stop, com bomba de ar e.. Ah, então aquilo são vaporizadores? rs. E o bestão ficou lá: “Aperto ou não aperto o botãozinho, aperto ou não aperto?”, pra descobrir o que era aquilo. Droga, e não apertei e… E os paraciclos “entorta roda” continuam lá, mas os desejáveis paraciclos em U invertido, espalhados pelo parque, me pareceram em bom número.

    E por falar em seguranca… Bati um papinho com uns seguranças à pé e… Nossa, e também com uma dupla de seguranças bicicletados! Pra eles, me comportei como um típico marinheiro de primeira viagem, e foram muito bem atenciosos em me explicar como “funciona” a ciclovia, onde posso e onde não posso andar de bicicleta (o veto à Marquise, né?), além de outras trivialidades. Aí perguntei sobre uma trivialidade que não deveria ser nada trivial: roubo de bikes. Que eu tinha lido uma reportagem sobre o drástico aumento desse delito no parque e coisa e tal, e eles foram super honestos, que não estavam dando conta do recado e coisa e tal. E aí um da dupla olhou pra minha bike, viu que era “de marca” e tascou uma surpreendente recomendação que provou e comprovou a impotência deles: “Olha, se você quiser deixar sua bicicleta com total segurança, estaciona ela ali no paraciclo do nosso prédio, o prédio da Segurança.” (Meu…)

    Enfim, meu relato desse dia de hoje, ao nascer dele, que tirei pra reencontrar o parque de bike.

    Ah, a modos de P.S., pensando aqui com meus botões na tinta usada pro traçado: interessante o uso de duas cores no pavimento, o azul e o vermelho, esta específica para cruzamentos. Só que as achei um tanto pálidas pra apenas dois anos de uso. Quer dizer, não dizendo com objetividade, é só uma impressão, já que não cheguei a ver ao vivo a intensidade delas na inauguração da ciclovia. E é tinta especialmente produzida pela Petrobrás, é? E é a mesma que a CET utiliza em vias cicláveis da cidade, ou não? E a tinta é cara? (Ai, meus deuses, quantas perguntas… E quantas perguntas ainda mais? rs.)

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • José Menezes

    A ciclofaixa está excelente ! Principalmente se você for pedalar durante a semana e à noite, horário em que pessoas de cultura diferenciada SABEM o que significa C I C L O F A I X A, sim, pois,a questão cultural é complicada meeeesmo, outro dia, em um Sábado por volta dás 12:20 eu estava pedalando na ciclofaixa (logicamente em minha faixa a da direita) quando me deparei com um skatista vindo ao meu encontro (ou seja na contra mão) e me mantive firme para ver se o cidadão iria tomar chá de ´´simancol´´… não…, ele não tomou o tão esperado chá e ainda me xingou ao ter que descer do seu skate… pode uma coisa dessas?

    Em resumo, deveria ser feita uma campanha de educação durante os finais de semana pelos próprios seguranças do parque, pois, os ciclista nunca conseguirão impor isso, para os pedestres, nós somos sempre os folgados e não os que estão com um pequeno espaço delimitado para a nossa categoria, fica aí então a minha dica.

    Fui!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Adriano Acioli

    Andei domingo passado,e não tenho do que reclamar.
    A não ser das pessoas claro,que põem toda sua falta de educação e noção de convívio em cima de uma ciclovia. (exemplos que de tantos,nem vou comentar).

    A ciclovia tá 10,o problema vai ser justamente isso, motorista fechando a cara pro ciclista urbano indo trabalhar: “mas até com ciclovia nova no parque esse povo quer andar no trânsito!”

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Viviane Geraldine

    Ola pessoal !

    Vocês podem me ajudar com a seguinte questão ?

    Eu na verdade sei como chegar de bicicleta do metro até o Parque do Ibirapuera ou até o Parque das bicicletas, mas quero uma ajuda, esses trajetos é bom para o meu filho, que tem 7 anos ? Quero dizer, voces acham uma boa ideia leva-lo junto ? É seguro ?

    Thumb up 0 Thumb down 0

    • Marcelo Mig

      Oi Viviane,

      Você não especificou qual estação do metrô, trajeto você faz, dia ou horário. Tudo isso faz muita diferença para a sua segurança e do seu filho.

      Outra consideração importante é qual a habilidade dele (e sua) na bicicleta. Pela idade, ele provavelmente não possui responsabilidade suficiente para pedalar com segurança no trânsito compartilhado com automóveis.

      Então, para esse trajeto, escolha uma rota fora das avenidas, tendo como critério as ruas menos movimentadas, e não hesite em descer da bicicleta e empurra-la pela calçada quando a situação se mostrar mais perigosa para ele.

      Essa é outra das vantagens da bicicleta: você sempre pode se transformar, quase instantaneamente, em pedestre!

      Thumb up 1 Thumb down 0

  • Lindóia

    Tá uma delícia deslizar o pneu slick pelo asfalto liso da ciclovia do Ibirapuera. Ainda falta terminar a sinalização, mas já é possível desfrutar das benfeitorias! Ahhh se a cidade toda fosse assim para as Bikes….
    Como só ando lá de noite, não tinha percebido os paraciclos que entortam rodas. Estranho que tenho modificado o próprio padrão anteriormetne utilizado pelo Parque… bola fora da Volkswagen! Mas gostei da idéia dos postes com bomba de ar!

    Abs

    Lindóia

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Márcio Campos

    Willian, só a lamentar os paraciclos “entorta roda” que estão instalando junto às bombas e vaporizadores. Tivessem feito uma consulta às ONGs de bicicleta isso não sairia assim.

    abraço

    Márcio

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Danny Barros

    William, obrigada pela visita no meu blog… adorei as dicas e gente… vou recomentar o que falei lá aqui… rsrsrs

    Bem vindo William… pois é menino , ando pensado muito nesta mudança de vida e de hábitos… afinal já passei dos 40… 41 anos é uma boa idade para rever conceitos e voltar a praticar o que antes era tão prazeiroso…
    Hoje fui à loja de novo namorar dois modelinhos básicos… uma mais feminina a Caloi Poti e outra mais esportiva… tipo Montain bike … com marcha e sem paralamas e garupa…… a outra era toda rosinha…rs
    Estou ainda na fase do namoro… tenho mais algumas semanas para decidir…

    Obrigada pelas dicas… caramba… muito legal seu casamento… porque nunca tive esta idéia antes, kkkkk eu casei num sítio… foi bom pra caramba também!
    To vendo que tenho um novo universo a desvendar e to adorando isso… minha cidade é super plana ( Campos/RJ)… uhauhauahua , facilita muito a vida… tem várias ciclovias e acho que vou ter muito o que mostrar dos meus passeios…

    Muitas felicidades… como é bom ter amigos né??? Uma maravilha seu casório!

    Thumb up 0 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>