Prefeitura de Curitiba responde sobre bicicletário

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

Sabe aquele estacionamento de bicicletas em Curitiba que parece piada? Aquele, que está sendo usado só por carros, porque não dá pra prender a bicicleta?

Foto postada no blog do Pedaleiro

Após diversas solicitações dos cidadãos, a prefeitura respondeu a UMA delas, a da Simone Dias:

Justificativa da Prefeitura de Curitiba - clique para ampliar. Via @chicorasia

Quem escreveu essa resposta acredita mesmo que basta colocar um “pezinho” na bicicleta para conseguir estacioná-la ali. Bicicleta continua sendo uma coisa totalmente alienígena para a Prefeitura de Curitiba (e para tantas outras mais).

Mas vejamos o lado bom: eles estão avaliando a instalação de paraciclos naquele espaço e, em algum momento, o tornarão utilizável. Instalado da maneira correta, será um bicicletário pioneiro no Brasil e exemplo de inovação para as outras cidades do país.

E parabéns à Escola de Música e Belas Artes do Paraná por ter solicitado uma área para estacionamento de bicicletas à Prefeitura.

O que fazer

A melhor solução seria utilizar um modelo de paraciclo em forma de U invertido ou de R, para não danificar a roda ou câmbio das bicicletas estacionadas e garantir que não caiam.

Também é importante proteger a área com blocos de concreto (o popular “tijolo baiano”), para evitar que alguém derrube os paraciclos e as bicicletas estacionadas ao manobrar um carro.

Estas informações podem ajudar.

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

6 comentários para Prefeitura de Curitiba responde sobre bicicletário

  • Leander

    Não acreditava, mas foi substituido o Bicicletario por um outro bem melhor, onde há a possibilidade de prender corretamente e com segurança as bicicletas.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Luís Carlos

    A tecnologia de implantação de paraciclos deve ser de uma complexidade tamanha, que ainda não chegou aqui no Brasil. Talvez um treinamento dos engenheiros brasileiros na Holanda, fazendo um curso básico de 6 meses, possamos aprender alta tecnologia de dobra de canos para paraciclos.

    Isto demonstra total falta de interesse na coisa, total falta de respeito ao cidadão.
    É um absurdo e mais uma demonstração da incompetência desses que nós governam.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Diogo Vieira

    Na rua paralela à Comendador Macedo, há outra sede da EMBAP, e também foi feito o mesmo “estacionamento” para bicicletas. A única diferença é que o o cano no chão é um pouco mais alto e dá para passar a corrente, mas só serve para quem tiver o pézinho, ferramenta a qual a Prefeitura, segundo a nota, acha que seria suficiente para o uso do paraciclo. Bizarro.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Beto Cubas

    Pessoal….

    Olhem só a cartilha “que está sendo” (leia-se: deveria ser) copiada pelos nossos “administradores”…

    http://nacto.org/wp-content/uploads/2011/03/NACTO_UrbanBikeway_DesignGuide_LRez.pdf

    Seria sonhar demais!!!!!!!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • André

    E é assim, aqui em Belo Horizonte fizeram dois bicicletários, mas um deles parece ter sido feito com o intuito do lazer, o outro é meio escondido, e para uma pessoa não acostumada a pedalar, pode ser um pesadelo chegar a ele, pois tem que enfrentar transito pesado, além de enfrentar o risco de furto.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Herbert

    Explica mas não justifica! Pior que este bicicletário bisonho da PMC, sob o comando do prefeito @lucianoducci , é saber qeu vão remodelar toda a Avenida Candido de Abreu (mais uma obra pra turista ver) e não, NÃO TEM PREVISÃO DE HAVER CICLOVIA OU CICLOFAIXA! Realmente, bicicleta em Curitiba parece ser instrumento de desobediência civil – como lucidamente disse o Chico Rasia!

    Thumb up 0 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>