GCM reprime manifestação por retirada de ciclovia em Taboão da Serra

Segundo um dos ciclistas, GCM prenderia quem fizesse barulho em frente à casa do prefeito. Foto: Rodrigo Martins

Segundo um dos ciclistas presentes, GCM prenderia quem fizesse barulho em frente à casa do prefeito. Foto: Rodrigo Martins

Uma perigosa ciclista, armada com uma criança pequena. Foto: Rodrigo Martins

Uma perigosa ciclista, armada com uma criança pequena, poderia incomodar o prefeito com essa bobagem sobre ciclovia. Foto: Rodrigo Martins

O comandante da GCM, Luiz Leonel Vieira, e o Secretário de Segurança, Gerson Pereira Brito, estiveram no local para impedir a manifestação. Foto: Rodrigo Martins

O comandante da GCM, Luiz Leonel Vieira (esq.), e o Secretário de Segurança, Gerson Pereira Brito, estiveram no local para impedir a manifestação. Foto: Rodrigo Martins

No dia 23 de fevereiro, sábado, ciclistas de Taboão da Serra (SP) tentaram fazer um protesto pela recente retirada da ciclovia, mas foram ameaçados de prisão caso se manifestassem. O protesto ocorreria em frente à casa do Prefeito de Taboão da Serra, Fernando Fernandes (PSDB).

Segundo informação postada pelo ciclista Luiz Henrique Amaral no Facebook, a ameaça teria partido do Secretário de Segurança e Defesa Social, Gerson Pereira Brito, que estava presente no local junto com o comandante da Guarda Municipal e vários agentes. “Ninguém podia falar nada em frente à casa do prefeito de Taboão que seria preso, nos informou o secretário de segurança da cidade”, relata Luiz.

Ainda segundo o ciclista, o Secretário teria afirmado que “a população de Taboão da Serra está aplaudindo” a retirada da ciclovia.

A página da Secretaria no site da Prefeitura esclarece que a função da GCM é “proteger o patrimônio, bens e instalações públicas”, além de manter a segurança de escolas, Unidades Básicas de Saúde e “zelar, sobretudo pela segurança da população”.

Quatro dias antes da manifestação, em seu discurso de posse, o comandante da GCM frisou que trabalhará a serviço da população e que “os moradores deste município (…) terão a melhor Guarda Municipal da região”.

Veja mais fotos da [tentativa de] manifestação em Taboão da Serra

Além de não terem sido ouvidos, ciclistas foram calados, enquanto a prefeitura finge não ver o problema. Foto: Rodrigo Martins

Além de não terem sido ouvidos, ciclistas foram calados. E a prefeitura não vê o problema. Foto: Rodrigo Martins

 

Ciclovia já está sendo usada como área de estacionamento. Foto de Luiz Henrique Amaral, postada em 18 de fevereiro.

Ciclovia já está sendo usada como área de estacionamento. Foto de Luiz Henrique Amaral, postada em 18 de fevereiro.

Entenda o caso

Em fevereiro, a Prefeitura de Taboão da Serra desativou uma ciclovia que cruza bairros importantes da cidade e serve como alternativa à perigosa rodovia Régis Bittencourt. O Vá de Bike tentou contato por vários dias com a Prefeitura da cidade para obter um posicionamento, mas tivemos nossos e-mails ignorados. Não conseguimos contato telefônico.

Segundo o site Via Trolebus, a justificativa para a retirada foi que a ciclovia termina na Av. Eliseu de Almeida, em São Paulo, onde não há ciclovia, portanto não haveria necessidade de uma ciclovia em Taboão também. O atual Secretário de Transportes e Mobilidade Urbana, Rinaldo Tacola Filho, afirmou ao Taboão em Foco que a ciclovia “era pouco utilizada e o município precisa de mais espaços para circulação de veículos”.

Já o prefeito, Fernando Fernandes, justificou a desativação como uma forma de “melhorar o fluxo dos carros na cidade” e, para solucionar a questão, propôs a criação de uma ciclofaixa de lazer aos domingos, demonstrando que não considera a bicicleta um meio de transporte.

Para o prefeito de Taboão da Serra, a pressa dos motoristas é mais importante que a vida de quem utiliza a bicicleta. Se o custo para as pessoas chegarem mais rápido de carro é o risco de morte para quem usa a bicicleta, tudo bem. É um preço que o prefeito aceita pagar. Afinal, ele só anda de carro (e pelo jeito não dirige muito bem).

 

Em alguns pontos, a pintura vermelha já havia sumido totalmente. Foto: Luiz Henrique Amaral

Em alguns pontos, a pintura vermelha já havia sumido totalmente. Foto: Luiz Henrique Amaral

Histórico

Em 2008, a ciclovia foi anunciada no site da Prefeitura com a justificativa de acidentes frequentes. “A ciclovia  é muito importante, pois democratiza os meios de locomoção, ajuda o trânsito, além de colocarmos o debate para a sociedade sobre o meio ambiente”, afirmou à época João Piza, assessor técnico da Secretaria de Habitação. O custo da obra chegou próximo aos R$ 600 mil, investimento que agora é jogado fora.

Em 2010, moradores e principalmente comerciantes já questionavam a ciclovia, por reservar uma das faixas à circulação segura de bicicletas, anteriormente utilizada como área de estacionamento. Como é comum em implantações de ciclofaixas, quem não pôde mais usar o espaço público como estacionamento particular começou a reclamar, desconsiderando que o viário é da cidade, não do morador ou comerciante, e destinado primariamente à circulação, não ao estacionamento.

Na época, foi feita uma avaliação da ciclovia pelo então diretor do Instituto CicloBR, André Pasqualini, apontando que o traçado era adequado mas a sinalização precisava ser melhorada, entre outros pontos. O então Secretário de Transportes e Mobilidade Urbana, Claudinei Pereira, defendeu a ciclovia, afirmando que no município “as pessoas andam mais de bicicleta do que de táxi” e por isso não poderia pensar de forma diferente. Mas as melhorias na sinalização nunca vieram.

A ciclovia ficou sem manutenção todos esses anos, o que causou sua deterioração. A falta de fiscalização tornava comum seu uso para estacionamento de automóveis.  O atual Secretário de Transportes, Rinaldo Tacola, usou a falta de manutenção como um dos argumentos para justificar a retirada da ciclovia, pois o custo para reverter a deterioração da ciclovia seria alto.

Pelo jeito, as vidas dos cidadãos que usam a bicicleta não justificam esse investimento. Que criem (ou ganhem) asas.

Leia também
Cidadãos ocupam ciclofaixa em Recife para impedir sua retirada

Cidadãos tentam impedir remoção de ciclofaixa em Toronto

Ciclistas repintam acostamento retirado pela CET-SP


19 comentários para GCM reprime manifestação por retirada de ciclovia em Taboão da Serra

  • Luiz Henrique

    Passou um ano e a ciclovia de Taboão da Serra continua destruída, os ciclistas de Taboão da serra continuam correndo riscos de morte para acessar a Av. Pirajussara e novamente correr riscos de morte até alcançar a o pequeno trecho de ciclovia na Av. Eliseu de Almeida. Nada de sério melhorou na segurança dos ciclista dessa região, só promessas a mais de dez anos e um fato histórico no mundo, a destruição de uma ciclovia totalmente instalada e usada por ciclistas e pedestres (o prefeito Fernando Fernandes do PSDB fica com o título de “DESTRUIDOR DE CICLOVIA”).

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • gil-sam

    taboão virou cidade da fartura cofres publicos cada vez mais cheios,galera imaginem só não temos sequer um espaço de lazer a prefeitura arrecada milhões com Impostos,e não tem dinhiro para construção do córrego,teve que pedir ao governo. ciclovia já prefeito olha o tamanho da sua barriga

    Thumb up 2 Thumb down 1

  • Roberto

    Tanta corrupção na cidade do Taboão e estão bravos pela retirada da ciclofaixa?!
    Procurem se manifestar contra coisas muito mais importantes do que uma ciclifaixa.
    Pagomos mó grana de IPTU e o retorno é 0…
    Disso ninguém quer potestar?!
    Francamente!!!

    Polêmico. O que acha? Thumb up 3 Thumb down 5

  • Fred F.

    Moro no Taboão próximo à prefeitura e passo todos os dias por onde passava a ciclovia. Realmente ela era pouco utilizada e estava totalmente abandonada. Eu pedalei nela poucas vezes e quase fui atropelado diversas vezes! Mesmo estando dentro da ciclovia!!!!!! O pessoal não respeitava e eu realmente achava que era questão de tempo até desativarem… Infelizmente não deu outra…. Bicicleta não gera arrecadação para o município… Carro sim… Com certeza eles devem ter pensado: Pq gastar com algo que não irá gerar um retorno financeiro imediato? Não pensam à longo prazo… Imediatistas…..
    Ao lado desta antiga ciclovia está sendo feita a canalização do córrego Poá. Vamos torcer para que façam um ciclovia neste local. Caso não exista plano para tal, poderíamos fazer uma petição para solicitar isto. Me disponho a ajudar a divulgar!

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

  • Tem uma página do face para unir os ciclistas e impatizantes da ciclovia de Taboão: http://www.facebook.com/pages/Ciclovia-do-Tabo%C3%A3o/147220435443376?ref=hl

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Anderson

    Moro a anos no Taboão, utilizava esta ciclovia e continuo passando por lá, e realmente não estou surpreso com isso, se pudesse resumir o municipio de Taboão seria a seguinte frase: terra da falcatrua.

    O municipio é um dos que mais fatura neste região, tem uma area minuscula, e ainda assim é o mais atrasado. Pessoas que moram aqui preferem se dirigir a municipios vizinhos a utilizar o serviço público de Taboão. Saúde, transporte, parques, municipios bem menos industrializados como Embu e Itapecerica dão de 10×0 em Taboão nestes quesitos.

    Tudo isto por que Taboão é um pedacinho esquecido, aqui impera a Lei do que paga mais pode mais, tudo que se constroe aqui fica 1 na obra e dois no bolso, o municipio passa na mão de varios prefeitos e todos fazem o que querem e vão em bora dando risada com bolso cheio. Se a ciclovia já foi logo no começo do mandato, imagine daqui 4 anos como estaremos…

    Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 1

  • Roberta

    Como munícipe solicito previsão de data para retorno da ciclofaixa. Entendo como direito concedido a ciclofaixa e a mesma não pode ser retirada, por se tratar de um benefício já concedido. Pagamos um alto valor de IPTU por isso exigimos uma data de retorno para a ciclofaixa. Muitas pessoas utilizam como forma de transporte e trata-se de uma ferramenta para melhora da saúde e qualidade de vida!

    Lutaremos por nosso direitos e procuraremos Justiça!

    Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 1

  • R$ 600 mil por uma ciclofaixa? Eita tinta cara!

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Daniela

    Retrocesso! Existe um princípio jurídico, pouco usado, o “Principio da vedação ao Retrocesso”. Acredito que se aplica ao caso da retirada da ciclovia. O mundo inteiro se movimenta pelo aumento de modais alternativos de transporte. E o que está ocorrendo em Taboão é sem dúvida um retrocesso social. Sem falar no cerceamento ao direito de ir e vir, de se manifestar pacificamente, conforme já mencionado acima.

    Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 1

  • Jão

    Desculpem…. mas faltou agir com violência. Jogar um coquetel molotov nesses fdp’s. Desculpem meu destempero… mas não tenho mais saco pra ler como nós somos passivos em relação às coisas que nos prejudicam vindas do poder público. Nós reclamamos, mas qdo precisamos mudar, vêm as malditas “caminhadas da paz, vestidos de branco”. Só me resta concluir que merecemos o que recebemos.

    Thumb up 5 Thumb down 2

  • Jeronimo Cezar

    Pelo visto isso foi caso de policia , onde um malandro usando dos perrogativos de prefeito e usando a maquina publica impediu um ato publico só por que seria em frente a sua casa.O cargo de Prefeito foi feito para ser funcinário do publico e não para simplesmente arrecadar dinheiro a bem do próprio interesse.

    Thumb up 2 Thumb down 1

  • Fabricio do Prado

    Espero sinceramente que o filho deste prefeito seja atropelado por um automóvel e morra nos braços dele.

    Polêmico. O que acha? Thumb up 8 Thumb down 10

  • Fabio

    Art. 144, da Constituição Federal:

    A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, através dos seguintes órgãos:

    I – polícia federal;
    II – polícia rodoviária federal;
    III – polícia ferroviária federal;
    IV – polícias civis;
    V – polícias militares e corpos de bombeiros militares.

    O Legislador não elencou qualquer Guarda Municipal como órgão de segurança pública, mas prevê a criação delas para preservar o patrimônio público, conforme segue:

    Art. 144, § 8º – Os Municípios poderão constituir guardas municipais destinadas à proteção de seus bens, serviços e instalações, conforme dispuser a lei.

    Em suma, GCM NÃO PODE:

    Abordar (sob pena de cometer o crime de “Usurpação de Função Pública”);
    Impedir, qualquer pessoa de usufruir seu direito de ir e vir (CF, Art. 5°, XV);
    Impedir que pessoas se reúnam, com finalidade pacífica, em lugares públicos;
    Obrigar qualquer pessoa a fazer ou deixar de fazer alguma coisa, senão em virtude de lei. (CF art. 5°, II).
    (Os três últimos cabe também para os órgãos de Segurança Pública, estadual ou federal).

    Thumb up 4 Thumb down 3

  • Vitor

    Moro à poucos metros desse lixo que chamam de ciclovia. Não ando nela porque não é possível. Nela tem de tudo: buraco, arreia, vidro, pedestres caminhando, carros estacionados….E por ai vai!!!

    Fora que depois do posto de saude akira, tem um pedaço que sobe na calçada e acaba num farol sem guia rebaixada. Ai nem ciclista nem pedestre consegue passar por ali.

    Continuo como sempre andei, no lado direito da via de transito comum. Me arriscando todo dia!!! Tudo porque não há interesse de nenhum desses fdps*. Afinal, bike não paga IPVA, não paga dpvat, não paga passagem de onibus! Não estão nem ai se o transito tá caótico! Entrar dinheiro é o que importa!!!

    [*editado pelo moderador]

    Thumb up 1 Thumb down 1

  • Tom

    Esse é um caso escabroso do cerceamento do direito de se manifestar do cidadão.Está parecendo que estamos na época da ditadura e isso não pode ficar assim. Consultem um advogado ou vão ao Ministério Público e façam valer os seus direitos. O MP é uma ótima arma de defesa contra esses calhordas. Isso também é um ótimo motivo pra se programar uma ” bicicletada” de protesto, com ou sem autorização.

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

  • Gostaria de dar meus parabéns a todos que ajudaram a isso se concretizar…

    Eleitores de um prefeito mega corrupto e moradores que não enxergam nada alem de de carros

    MEUS PARABÉNS!
    http://24.media.tumblr.com/tumblr_lnnv44O0851qjo4dfo1_400.gif

    Depois aquele canto Taboão/campo limpo fica todo F@dido de transito e ficam reclamando

    Por mim quero mesmo que essa merd@ pare e que as ciclovias sejam criadas automaticamente, com os corredores entre os carros

    Comentário bem votado! Thumb up 9 Thumb down 1

  • Desculpa mas p***quepariu viu! Alem de acabarem com as poucas ciclovias da cidade, impedem de quem as usa protestar! Ridículo ridículo ridículo! É vergonhoso dimais isso…

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 1

  • Koiti Yoshimura

    Pelo visto, esses ditos “autoridades” continuam com a mentalidade do tempo do dinossauro. O que podemos esperar de desenvolvimento humano de gente que não entendeu ainda que carro é um objeto estranho no espaço que é de gente, pessoas ? Se não houvessem exemplos de mudanças que estão ocorrendo em muitos países , inclusive aqui entre nós ,vá lá,mas , pensamentos retrógrados são como pedras que ficam seculos imóveis. .Enquanto lutamos para que autoridades abram mais ciclovias , não somente em defesa dos ciclistas e sim para o bem de uma cidade, alguns pensam em fechar.Haja paciência,

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Kleber

    Constituição federal
    TÍTULO II
    Dos Direitos e Garantias Fundamentais
    CAPÍTULO I
    DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS

    XVI – todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público, independentemente de autorização, desde que não frustrem outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local, sendo apenas exigido prévio aviso à autoridade competente;

    CAPÍTULO V
    DA COMUNICAÇÃO SOCIAL
    Art. 220. A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.

    Comentário bem votado! Thumb up 10 Thumb down 0

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>