Ciclovias reduzem congestionamentos e aumentam velocidade dos carros em Nova York

Foto: Enzo Bertolini

Ciclovia em Nova York: aumentando velocidade média dos carros. Foto: Enzo Bertolini

Uma das reclamações dos motoristas de São Paulo em relação à construção de ciclovias é o aumento de congestionamentos. Mas o que nos diz a experiência de Nova York, onde o investimento na construção de ciclovias tem sido constante desde 2007, atraindo cada vez mais bicicletas para as ruas?

Para avaliar o impacto do aumento de infraestrutura cicloviária no tráfego dos demais veículos da cidade, o Departamento de Transportes de Nova York realizou um levantamento e verificou um benefício curioso: em diversas avenidas de Manhattan, as ciclovias colaboraram para aumentar a velocidade dos veículos.

Na Columbus Avenue,
houve redução de 35%
no tempo dos deslocamentos
na hora do rush

O estudo observou a velocidade de tráfego em três diferentes trechos de avenidas, com ciclovias construídas em 2010 e 2011. Depois da instalação nas avenidas Columbus e 8th, caiu significativamente o tempo que um carro leva para atravessar uma distância específica. Na Columbus, a redução foi de 35% no tempo gasto no deslocamentos na hora do rush, entre as ruas 77th e 96th. Já na avenida 8th houve queda de 14% no tempo de deslocamentos em um trecho de 11 quarteirões entre as ruas 23rd e 34th. O levantamento também observou a velocidade média dos táxis no Distrito Empresarial Central de Manhattan (uma área que inclui toda Manhattan até a rua 86th). A velocidade dos carros permaneceu a mesma desde 2007 – ano em que as ciclovias começaram a ser instaladas.

Ou seja, as ciclovias não pioraram os congestionamentos. Ao contrário, colaboraram para aliviá-los, com um aumento na velocidade média dos automóveis.

Áreas de espera à esquerda. Foto: Divulgação

Áreas de espera à esquerda em Nova York, ao lado da “bike lane”. Foto: Divulgação

E como isso aconteceu?

A primeira ideia é que a quantidade de carros teria diminuído, com a troca pela bicicleta. Mas se isso ocorreu, foi de forma bastante sutil: na Columbus, onde o tempo das viagens aumentou 35% no horário de pico, o Departamento de Transportes fez uma contagem de carros e percebeu uma queda muito pequena no volume total de carros no rush da manhã. Em vez da diminuição de viagens motorizadas, parecem ser outros dois os principais motivos.

Um deles é o de que, ao criar as ciclovias, as faixas de carro na maioria dos casos não foram eliminadas, apenas estreitadas. A segunda causa está ligada à primeira: ao diminuir a largura das faixas, foi possível redesenhá-las, especialmente para a criação de áreas de espera à esquerda, o que não trava o trânsito e torna o uso de bicicletas mais seguro.

Segundo o estudo, a construção dessas faixas de espera para conversão não tiveram como motivação o aumento na velocidade, mas foram desenhadas para permitir que bicicletas e veículos a motor coexistissem com mais segurança. Os cruzamentos com essa estrutura possuem sinalização específica, que alterna a preferência de passagem entre bicicletas e carros.

Além de melhorar o fluxo dos automóveis, essa solução técnica colaborou para que fosse reduzido em 17% o número de acidentes com lesões desde que as ciclovias foram construídas. Lesões em pedestres caíram 22% e em ciclistas 2%. Apesar da redução pequena em relação às bicicletas, é preciso considerar o aumento no volume de circulação de bikes: segundo o relatório, o aumento na circulação de bicicletas aumenta a segurança de quem pedala.

A construção de ciclovias em Nova York permitiu um melhor aproveitamento do viário, tendo como consequências a redução dos congestionamentos e um aumento na segurança de ciclistas e pedestres.

Série Lições de Nova York
Evolução da bicicleta em NY mostra semelhanças impressionantes com SP
Ciclovias reduzem congestionamentos e aumentam velocidade dos carros
Nova York reduz velocidade de tráfego para 40 km/h
Com vontade política e foco correto, é possível transformar as cidades
Nova York pretende zerar mortes no trânsito em dez anos
As mudanças de Nova York, em vídeo
Nossas cidades podem mudar para melhor hoje mesmo – e sem gastar muito

16 comentários para Ciclovias reduzem congestionamentos e aumentam velocidade dos carros em Nova York

  • [...] Nova York, ruas com ciclovias melhoraram em 35% a velocidade dos [...]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Felipe Nascimento

    Estou explorando esse site e acho sensacionais os estudos, gostaria de solicitar a possibilidade de impressão (pdf) dos textos com fotos para poder aumentar a divulgação!! Obrigado!!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • M.Mig

    Ciclovias reduziriam consgedtionamentos se ninguem as usa? Haddad prioriza acminoria e esquece do resto da população

    Thumb up 2 Thumb down 3

  • M.Mig

    Ciclovias reduziriam consgedtionamentos se ninguem as usa?

    Thumb up 1 Thumb down 2

  • Rafael

    Bla Bla Bla!

    As pontes estão sendo feitas, as ciclovias na periferia também… logo logo não vai mais ter o que se falar.

    O amigo aí de cima está preocupado com a bike de luxo q possui, temos que lembrar que também existem os donos de jaguar no trânsito e estes quando migram pra bike trazem todo seu “glamour”.

    A nível BRASIL, as ciclovias de SP estão fazendo efeito sim!

    Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 0

    • ALEKSANDRO

      Verdade, tem bla bla bla, tem coisas com sentido, tem proteção de patrimônio, tem exagero, etc…
      O mais importante agora é definir o espaço urbano para priorizar o uso de bike e aumentar a nossa segurança, esse momento é histórico na cidade…
      Particularmente tb acho que as ciclovias do bom retiro tem asfalto bem irregular, mas isso é irrisório, o bom mesmo é ter a faixa, é ter o local certo de circulação, depois que finalizarem a licitação do asfalto pigmentado e começarem a aplicar ele, ai sim, teremos tapetes vermelhos e vai acabar a repintura….
      Partir projetos do zero é difícil, apontar erros depois de pronto é muito fácil, questionar é válido mas mesmo planejando com cuidado, tudo é passível de erros, o tempo é uma escola e com persistência tudo ira ficar muito bom….
      Se acharmos que tem que ser perfeito sempre, desde o início, nunca ficaríamos satisfeitos…
      E a iniciativa dessa gestão é muito boa, não há o que queixar disso, de forma alguma. Erros de percurso devem ser tolerados, errar é humano, por isso devemos persistir cobrar e pedir melhoras, mas quando queixamos ficamos passivos de sermos julgados, e queixar é infrutífero…

      Thumb up 1 Thumb down 0

    • Eduardo

      Desculpe amigo, não sabia que “bike de luxo” não podia andar na ciclovia.

      Quando arrumarem as ciclovias, arrumarem as pontes, arrumarem a periferia eu para de reclamar, enquanto estiver ruim eu continuo no criticando.

      Vc reclamando do meu bla bla bla, eu achando vc um influenciável deslumbrado.

      Thumb up 0 Thumb down 1

  • Luis Caetano

    Viva,
    Qual é a fonte destes dados?
    Obrigado e cumprimentos desde Portugal.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Eduardo

    [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 3 Thumb down 11

    • ALEKSANDRO

      é vc zpedro?

      Polêmico. O que acha? Thumb up 5 Thumb down 3

      • Eduardo

        [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

        Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 2 Thumb down 10

        • ALEKSANDRO

          Se a dedução fosse péssima vc não se importaria de responde-la….
          Por favor, não seja depreciativo com o trabalho dos outros, se vc acompanha as notícias saberia da licitação e se tiver empatia consegue entender os passos e trajetos de um trabalho administrativo….

          Thumb up 3 Thumb down 3

    • Renato

      Você por acaso é ciclista de uso diario da magrela como meio de transporte? Pelo visto, não. Só quem é ciclista sabe bem as necessidades e a falta que uma ciclovia faz….

      Além disso, viu a foto das ciclovias em NY? Pintadas também…..Aqui iremos além: Teremos ciclovias com asfalto vermelho pigmentado, especifico para ciclovias.

      Thumb up 4 Thumb down 2

      • Eduardo

        Apesar de vc achar que não, eu sou ciclista, pedalo mais de 1000km/mes.

        Para andar na cidade uso minha speed com pneus 700×25 e com ela é horrivel utilizar essas ciclovias, o lado próximo a calçada não é ciclovia é sarjeta!

        Eu via as ciclovias de NY e pedalei por elas (com aquelas bikes que o Citibank colocou pela cidade inteira), e não existe comparação.

        Como foi explicado, lá os ciclistas são protegidos nas conversões, aqui é tudo muito mal feito!

        Seguindo no sentido contrario da mão de transito vc não tem semáforos para atravessar (desça a João Ramalho ou suba a Artur de Azevedo para ver o que eu estou falando) e a recomendação é para vc desmontar e atravessar empurrando!

        Sou a favor de ciclovias, mas o que foi feito até agora foi só para chamar a atenção e parecer moderno!

        Por que não começar pela periferia onde se pedala mais? Por que não começão pelas pontes que são mais perigosas?

        Por que não planejar para evitar ter que fazer, desfazer e refazer como em Higienópolis? Quando é com meu dinheiro eu penso bem antes de gastar para não fazer esse tipo de besteira. O prefeito deveria fazer o mesmo, mas o dinheiro não é dele…

        Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 2

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>