Pedalada Pelada 2017 acontecerá nesse sábado (11/3), em várias cidades

Foto: Renato Vasconcellos

Foto: Renato Vasconcellos

Participantes fazem desenhos e escrevem frases em seus corpos. A nudez como protesto tem sido respeitada pelas autoridades e o evento ocorre tranquilamente, em clima de festa. Foto: Rachel Schein

Participantes fazem desenhos e escrevem frases em seus corpos. A nudez como protesto tem sido respeitada pelas autoridades e o evento ocorre tranquilamente, em clima de festa. Foto: Rachel Schein

Todos os anos, inúmeras cidades ao redor do mundo realizam a World Naked Bike Ride (WNBR), conhecida no Brasil como Pedalada Pelada. No hemisfério sul, a manifestação ocorrerá no dia 11 de março, sábado. Na metade norte do planeta, a ação acontece em 10 de junho, aproveitando o verão de lá.

Atualizado: veja fotos da pedalada em São Paulo e saiba sobre a proibição em Belo Horizonte

Mas por que tantas pessoas pedalarão nuas nesse dia? Vem com a gente.

O que é a Pedalada Pelada

O objetivo da manifestação é chamar atenção para a situação de fragilidade e quase invisibilidade do ciclista no país, tanto por parte dos motoristas como pelo poder público.

Várias razões levam as pessoas a participarem da Pedalada Pelada, seja aqui ou lá fora: reivindicar melhores condições para o uso das bicicletas nas cidades, denunciar o descaso e a omissão do poder público, promover a visibilidade dos ciclistas, celebrar o corpo e a bicicleta, estimular reflexões sobre a cultura do automóvel, alertar sobre os perigos do aquecimento global e outras mais.

Foto: Silvia Ballan

Foto: Silvia Ballan

Nus ou seminus, os manifestantes costumam pintar os corpos com frases de efeito, passando cada qual sua mensagem.

E por que sem roupa?

A nudez representa a fragilidade do ciclista em meio à agressividade do trânsito. Também é uma forma de chamar atenção para a invisibilidade dos ciclistas nas ruas, que só passam a ser notados por muitos motoristas, parte da imprensa e especialmente pelo poder público ao pedalar sem roupa.

Tirar a roupa pra protestar não é novidade e nem faz parte só do universo das bicicletas. Veja neste link alguns protestos feitos pelo Brasil e pelo mundo usando o corpo como arma política e forma de expressão.

Galerias de fotos
São Paulo, 2019 Foto: Willian Cruz
São Paulo, 2018
São Paulo, 2017
São Paulo, 2016
São Paulo, 2015
Rio de Janeiro, 2015
São Paulo, 2014
Florianópolis, 2014
São Paulo, 2013
São Paulo, 2012
Veja em vídeo como é uma Pedalada Pelada

É preciso ficar totalmente nu?

O princípio da WNBR é “o quão nu você ousar”. Ou seja: a nudez total não é obrigatória, mas é encorajada ao menos parcialmente.

Veja as galerias de fotos ao lado e inspire-se!

Dúvidas?

Neste endereço há respostas para perguntas frequentes e muitas dicas para quem pretende participar.

Nesta página há um “tutorial jurídico”.

Converse também com os demais participantes na página de cada evento, no Facebook (veja abaixo).

Quando e onde

Concentração da Pedalada Pelada 2016 em São Paulo, na Praça do Ciclista. Foto: Flavio Bonanome

Concentração da Pedalada Pelada 2016 em São Paulo, na Praça do Ciclista. Foto: Flavio Bonanome

As cidades brasileiras que já confirmaram a realização do protesto nesse sábado são Belo Horizonte, Florianópolis, Rio de Janeiro e São Paulo. Porto Alegre já realizou o evento no último fim de semana, no dia 3 (veja aqui). Foi o quinto da história da cidade.

No Rio e em Florianópolis, a manifestação está em sua quarta edição. São Paulo já tem a ação como uma tradição, que está sendo realizada pelo décimo ano consecutivo na capital.

Para saber horário e local de concentração da Pedalada Pelada em cada cidade, acesse as páginas dos eventos no Facebook:

Belo Horizonte/MG

Florianópolis/SC

Rio de Janeiro/RJ

São Paulo/SP

Vai ter Pedalada Pelada na sua cidade? Deixe o link aqui nos comentários!


4 comentários para Pedalada Pelada 2017 acontecerá nesse sábado (11/3), em várias cidades

  • TIAGO

    FAZ TROCA DE INSCRIÇÃO DE BLOG? se sim VAI NO MEU E E ME SEGUI AI ME INSCREVO NO SEU: https://www.tiagols2.blogspot.com.br/

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • maria luciani

    QUE PALHAÇADA ESSA PEDALADA PELADA! PERDE TODO O MEU RESPEITO!!! ODEIO QUALQUER TIPO DE APELAÇÃO PARA REVINDICAR DIREITOS.
    COM TODO O MEU REPÚDIO, ESCREVO EM CAIXA ALTA.
    MARIA LUCIANI

    Thumb up 2 Thumb down 4

    • Thais

      Maria Luciani, desconfio que se a violência no trânsito tivesse te afetado, você iria rever sua opinião sobre a manifestação do nu. Não há nada de engraçado (PALHAÇADA) em perder pessoas queridas, ver ou ser mutilado apenas pelo fato de você ter escolhido um meio de locomoção – a bicicleta – que foge à regra do uso do veiculo automotor particular, mesmo sendo esse meio de transporte reconhecido pelo Código de Trânsito Brasileiro e ter seu direito às ruas assegurado em lei. Há urgência para que todas as formas de deslocamento nas vias sejam respeitadas, que as leis sejam cumpridas e também revistas a fim de dar ainda mais segurança aos usuários mais frágeis das vias (pedestres e ciclistas). Se ficar nu é apelação, então sim, que apelemos. Porque as demandas por segurança no trânsito não estão sendo atendidas. Seu repúdio não afeta, a intenção do nu foi cumprida e ao menos dessa vez o ciclista foi visto.

      Thumb up 3 Thumb down 0

    • Marcio Saviano

      Não entendeu nada né?

      Thumb up 0 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>