Estrada já está em obras, porém segue interditada. Imagem: Zé Mário/SRD

Destruída por deslizamento, Estrada de Manutenção começa a ser recuperada (com vídeo)

Veja imagens da obra em andamento e saiba a localização exata do trecho onde a pista foi destruída

Começaram as obras de recuperação da estrada de Manutenção, que teve um trecho destruído por deslizamento em dezembro passado. A via, que continua interditada, é o único caminho pelo qual ciclistas conseguiam descer da capital paulista ao Litoral do estado de São Paulo.

O Vá de Bike conseguiu imagens exclusivas da obra em andamento, registradas nessa sexta-feira, 8 de janeiro de 2021, pelo nosso amigo Zé Mário, da SRD:

Localização e acessos

O local da reforma, que pode ser visto no vídeo acima, fica próximo ao Km 55 da Rodovia dos Imigrantes. A interdição impede acesso às saídas utilizadas pelos ciclistas: o acesso à balança da Imigrantes e a portaria do Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Itutinga-Pilões.

A última saída possível antes da interdição leva à Rodovia Anchieta, em um trecho de descida de serra sem acostamento, com tráfego rápido e veículos pesados. Não faça esse trajeto: as condições de tráfego, a falta de estrutura de proteção e a ausência de sinalização indicando a presença de ciclistas tornam o local extremamente perigoso, com alto risco para a vida do ciclista.

Não se arrisque. É prudente aguardar o término das obras para tentar fazer a Rota novamente.

Arte VdB sobre imagem Google Maps, mostrando o ponto onde a estrada desabou. Não há alternativa segura para chegar ao Litoral nesse momento.

Veja aqui o mapa completo da Rota Márcia Prado

Sem alternativa

Não existe qualquer outro caminho que possa ser usado para se deslocar de bicicleta entre as cidades do Planalto Paulista e as do Litoral. Nosso direito de circulação está impedido – não só pelo comprometimento dessa estrutura viária, mas também pela falta de comprometimento do Governo do Estado, do governador João Doria (PSDB), de seus secretários e representantes.

Não há interesse dessa gestão no cicloturismo e no deslocamento de ciclistas em suas rodovias. Prova disso é a situação do Plano Cicloviário Estadual, que deveria tornar as estradas seguras para essa utilização, mas está engavetado desde sua regulamentação, dois anos atrás.

Policial impede ciclistas de prosseguirem na Rodovia dos Imigrantes, apesar do direito de pedalar no acostamento. Foto: Willian Cruz/VdB

Como se não bastasse, os cicloviajantes que tentam alcançar o Litoral costumam ser impedidos pela Polícia Rodoviária, que os obriga a retornar à capital pedalando na mão contrária do acostamento da rodovia – e cruzando novamente, dessa vez também na contramão, a alça de acesso da Interligação Planalto.

Mais recentemente, os ciclistas que conseguem passar pela proibição policial ainda precisam torcer para não encontrar seguranças particulares contratados pelo Parque Estadual da Serra do Mar, que também obrigam a interromper a viagem. Segundo relatos, isso por vezes ocorre de forma bastante agressiva.

Em um país que levasse o deslocamento de bicicleta a sério e entendesse não só o direito de circulação quanto a importância do cicloturismo, haveria uma operação especial para escoltar ciclistas pela Rodovia dos Imigrantes enquanto a Manutenção não fosse liberada, além de sinalização indicando sua presença. Mas se antes já era difícil conseguir chegar na Manutenção sem ser barrado, agora ficamos completamente sem opção.

Foto: Rodrigo Pulmão, via Bike Zona Sul

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *