Campanha pede transporte gratuito de bicicletas nas Barcas do Rio de Janeiro

Apoie nosso trabalho,
doe um libre!

Foto: Felipe Aragonez

Quem mora nos grandes centros urbanos sabe que a intermodalidade é uma das soluções mais eficientes, rápidas e baratas para otimizar os deslocamentos na cidade. Poder ter a liberdade de colocar a bicicleta dentro de um carro, ônibus, trem ou metrô facilita (e muito) a vida de quem precisa percorrer grandes distâncias em um curto espaço de tempo.

No Rio de Janeiro a necessidade de pensar combinações de transporte é ainda maior, já que dentro das dimensões urbanas há a linda e incrível Baía de Guanabara separando o Rio de Niterói. E mesmo com a construção da ponte que liga os dois centros ou a possibilidade de fazer o caminho passando pelo município de Magé, o transporte marítimo feito por barcas é bastante utilizado por ciclistas e pedestres. Uma ótima opção, segura e altamente turística para as duas cidades.

Cobrança

Bicicleta nas Barcas. Foto: Felipe Aragonez

A “Barcas SA” – concessionária que administra o transporte marítimo do Rio – passou a aceitar bicicletas nas embarcações em um processo progressivo: começou aos domingos e feriados, depois aos sábados, liberou a entrada total e gratuita das dobráveis e, por fim, a liberação com cobrança para bicicletas normais “no fluxo” (ou horários de pico) e sem custo no “contrafluxo”- Das 8h às 16h (sentido Rio – Niterói) e 16h às 22h (sentido Niterói-Rio).

“A entrada de bicicleta nas barcas sob o pagamento é uma polêmica que há anos vem sendo questionada pelos usuários, pela mídia e até mesmo pela justiça. No ano passado, o Ministério Público se posicionou contra a tarifa e, na época, a concessionária conseguiu recorrer e voltou a cobrar a tarifa atual de R$4,70 pela bicicleta, além da passagem do usuário”, diz o texto da Campanha ‘Bicicleta nas Barcas’.

O custo total para um ciclista embarcar nas barcas é de quase 10 reais, valor que – segundo usuários – desestimula o uso da bicicleta como meio de transporte. “A cobrança além de desestimular o uso da bicicleta, tira do cidadão um dos benefícios mais importantes dela, que é a economia”, disse Felipe Aragonez, diretor do Instituto CicloBR e usuário freqüente do serviço.

Amiga das bicicletas

Apesar da cobrança, o diretor da Transporte Ativo, José Lobo, acredita que o cenário é positivo para ciclistas. “A ‘Barcas SA’ é, das concessionárias de Transportes Públicos do Rio, a mais amiga das bicicletas. Eles aceitam as dobráveis em qualquer dia ou horário (mesmo no pico), bicicletas normais aos sábados, domingos e feriados o dia inteiro e nos dias úteis no contrafluxo, sem custo. No fluxo, bicicleta normal paga, mas mesmo assim pode viajar”, afirma Lobo, comparando com a situação dos trens e metrôs que, apesar de não cobrarem taxa dos ciclistas, têm horários mais limitados quanto ao transporte (veja box no final da matéria). “O corpo técnico da Barcas continua trabalhando para melhorar ainda mais este cenário, mas é demorado mesmo, embora recentemente a coisa ande muito mais rápido”, concluiu.

Bicicletário das Barcas, recém ampliado em Niterói. Foto: Glauston Pinheiro

Mas os responsáveis pela campanha afirmam que a bicicleta liberada apenas no contrafluxo não é suficiente para quem já faz uso deste meio de transporte, em horário comercial. “A bicicleta liberada [apenas] no contrafluxo não garante aos passageiros a possibilidade de substituir o carro ou os superlotados ônibus por bicicletas, já que nos horários mais movimentados elas voltam a ser taxadas”, afirma a página da campanha. “Queremos que seja retirada a tarifa do transporte das bicicletas e que se inicie uma adaptação das estações e das embarcações para que os motivos como ‘diminuição no tempo de embarque’ e ‘excesso de espaço ocupado’ não sejam justificativas e sim problemas a serem solucionados”. Além das novas embarcações virem adaptadas, os usuários pedem melhores bicicletários nas estações Charitas, Praça XV e Paquetá. O bicicletário das barcas de Niterói passou por recente ampliação de 52 para 80 vagas.

“Barca não é Avião”

A campanha anterior, ‘Barca não é avião, é pra população‘, conseguiu uma resposta do Secretário de Transportes do Estado do Rio de Janeiro, Júlio Lopes, comunicando a revogação da deliberação da Agetransp que instituia a cobrança de bagagem nas barcas – deliberação 84/2006.

Textos da página da campanha

Mas enquanto a revisão não é concluída, os usuários estão pagando preços exorbitantes no embarque. Por isso, a campanha continua com o objetivo de pressionar a secretaria e concessionária para que revoguem imediatamente a cobrança pelo transporte de bicicletas nas embarcações. No ano passado, o desembargador do Ministério Público Estadual, Adriano Celso Guimarães, também se posicionou contrário à tarifa e considerou “descabida a equiparação do transporte da bicicleta com o de carga e bagagem”, segundo a campanha. “Vamos aproveitar para seguir pressionando o Secretário de Transporte, Júlio Lopes e a Agência Reguladora de Transportes que, pela primeira vez, parece ter respondido as exigências da população quando o assunto é Barcas”, diz a página.

Júlio Lopes
Atual Secretário Estadual de Transportes, colaborou com o livro Bicicleta, a Cara do Rio e é o responsável pelo programa ‘Rio Estado da Bicicleta’ que tem estimulado o aumento de seu uso e aborda, entre outras questões, um Plano Diretor de Transportes Não Motorizados, referência oficial de condutas, bike boulevards e sistemas de traffic calming

Na Secretaria, trabalhou pela gratuidade de bicicletas nas Barcas no contrafluxo, válida desde março de 2012, e a possibilidade de levar as dobráveis sem custo mesmo no fluxo. Tem a expectativa de “elevar o índice de deslocamentos por bicicleta para 10% na Região Metropolitana até 2016” (atualmente, este índice é de 5%, segundo estimativa da Transporte Ativo).

Embarque GRATUITO de bicicleta nos transportes públicos do RJ

Trens/SuperVia: Domingos – o dia todo

Metrô Rio: Sábados, domingos e feriados – o dia todo

Barcas: De segunda à sexta, no “contrafluxo” 8h às 16h (sentido Rio – Niterói) e 16h às 22h (sentido Niterói-Rio)
Sábados e domingos – o dia todo

Gostou da matéria? Doe um libre
e ajude nosso projeto a continuar!

4 comentários para Campanha pede transporte gratuito de bicicletas nas Barcas do Rio de Janeiro

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>