Imagem: Renata Falzoni

Sabe como pintaram a Ciclovia Rio Pinheiros?

Saiba como foi feita a pintura nova da Ciclovia Rio Pinheiros e por que ela difere da tinta do trecho original. Veja também algumas fotos curiosas sobre a pintura da Ciclovia e também da Ciclofaixa de Lazer.

Detalhe da pintura nova. Perceba a textura diferente, com maior aderência que a do trecho original.
Imagem: Renata Falzoni

havíamos comentado aqui no Vá de Bike sobre a pintura nova da Ciclovia Rio Pinheiros, com maior aderência. Nesse vídeo da Renata Falzoni, o segredo é revelado: pó de vidro.

Se você observar na foto acima (clique para ampliar) verá algo que parece uma poeira branca por cima da tinta vermelha. Quando tirei a foto, me pareceram microesferas de vidro. Não é bem um pó, porque não corta e não tem lascas. Fiquei me perguntando por que colocariam isso no meio da tinta. Seria para refletir farol de carros? Não fazia muito sentido.

Mas agora, sabendo que é para aumentar a aderência, dá para entender. As pequenas esferas tornam a superfície da tinta irregular, aumentando a superfície de contato e gerando atrito com os pneus, como o asfalto geralmente faz.

E pra pintar a faixa amarela?

Será que contratam um cabra bom, que consegue traçar quilômetros de faixinha amarela sem tremer a mão? 🙂

Não, tem jeito mais fácil. O leitor Rodrigo Timpani mandou as fotos abaixo, que mostram como é feita essa linha divisória:

Ciclofaixa de Lazer

As fotos acima me lembraram dessas outras, tiradas em fevereiro de 2010, quando a Ciclofaixa de Lazer ainda funcionava só até o meio-dia (hoje, opera até as 16h). Olha o tamanho do stencil:

Tem fotos interessantes ou curiosas, de sua autoria, sobre o uso da bicicleta? Manda pra cá que a gente avalia e publica!

20 comentários em “Sabe como pintaram a Ciclovia Rio Pinheiros?

  1. O que eu queria entender é por qual motivo a cor escolhida é a vermelha.
    Eu sempre achei, e ainda acho, que a pintura para a faixa de bikes deve/deveria ser na cor verde (como em mesas de ping-pong).
    A cor vermelha me lembra “perigo”, “pare”, “proibido passar” essas coisas. Já uma ciclovia verde seria mais receptiva, inspirando “sejam bem vindos à ciclovia”, “siga em frente”, “está livre” além de um perfeito vínculo com a idéia ecológica e de sustentabilidade que permeia a vida em uma bicicleta!

    Quem aí concorda?
    8)

    Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 0

    1. Pois é, Luiz, sua pergunta me fez pensar melhor sobre isso. Como tudo pra mim ainda é novidade, estava deixando isso da cor escostadinho. E agora, com sua pergunta, resolvi colocá-la em primeiro plano e recapitular uma ou outra experiência in loco e uma ou outra pesquisinha, que não eram exatamente sobre, mas.. Bem:

      – A ciclofaixa do parque do ibirapuera é azul, vermelho só nos cruzamentos: http://vadebike.org/2011/03/reforma-da-ciclovia-do-parque-do-ibirapuera/

      – Em Buenos Aires, verde escuro, mas só nos cruzamentos: http://vadebike.org/2012/10/infraestrutura-e-apoio-facilitam-pedalar-em-buenos-aires/

      – Esse último post da Sabrina Duran (hum, achei uma interpretação dela meio forçada praquele bolsão-teste da CET, comparando-o ao bike-box): http://colunas.revistaepocasp.globo.com/nabike/2013/05/03/em-carater-de-teste-cet-cria-sinalizacao-que-delimita-area-de-seguranca-para-ciclistas-e-motociclistas/?cp=0#comment-1391 me levou a Portland, e lá é verde-neon (limão? rs.)

      Aliás, confere esse vídeo, repara em 0:31: http://www.streetfilms.org/portland-green-bike-box/ Na tinta da ciclofaixa deve também ter pó de vidro, né?

      E aí então resolvi dar uma googleada em imagens, com as seguintes palavras: paint+bike+lane. Que cada um faça o mesmo e tire suas próprias conclusões…rs.

      Mas, pessoalmente… Olha, até gosto do vermelhão, é bem contrastante, chama bastante a atenção. Mas o verde neon (limão? rs.) de Portland também cumpre bem isso, além de ter as significações que você mencionou. Por outro lado… Mas mudar agora, Luiz? Aqui parece que o vermelhão já tá virando padrão, né?

      Thumb up 1 Thumb down 0

      1. Cícero, no Parque do Ibirapuera a cor é azul por causa do patrocinador. Veja essa matéria de 2011: http://vadebike.org/2011/03/reforma-da-ciclovia-do-parque-do-ibirapuera/

        Muita gente é contra o vermelho por ser um pouco forte e cansativo para quem vai pedalar um tempão em cima dele, mas faz parte de alguma determinação do Denatran, se não me engano (sem tempo para pesquisar agora). A ideia do vermelho é alertar os motoristas.

        Thumb up 1 Thumb down 0

    2. Ué, é o nosso “red carpet”, nosso “tapis rouge”, o “tapere vermelho” que sempre marcou o caminho por onde passa a realeza, as celebridades! O ciclista merece! 🙂

      Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  2. As ciclovias do interior da Holanda são assim, 99%, a aderência é muito melhor mesmo. As de Amsterdam já são pintadas, não sei muito o motivo deles só fazerem isso nas periféricas, enfim, espero que esse modelo seja adotado por todos, é muito melhor.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  3. Meu caro, estou procurando material de referência sobre preferência na intersecção entre as vias comuns e as ciclovias (lembrei por causa da última foto do seu post). Aqui em Brasília estão fazendo, creio, (mais) uma senhora c*g*d*. Abs.

    Thumb up 2 Thumb down 0

      1. Essa falta de norma para as ciclovia é um problemão. Ninguém sabe o que usar. Coisas são feita de maneira errada. Muitos ciclistas caem.
        Aqui, em Vitória usaram o revestimento laykold da petrobras que é fantástico. Agora parece que param de produzir o laykold que foi substituído pelo repiso. http://www.jrcor.com.br/site/petrobras/laykold.html.
        Se tivesse uma norma boa, daria para tudo mundo fazer a mesma coisa e abaixar os preços. Fora o laykold que não é muito barato, só conheço daus soluções legais: asfalto colorido ou do concreto colorido. Na Holanda eles faziam ciclovia com paralelepípedo totalmente lisa era assim em 99 em Eindhoven quando eu morei 6 meses, se eu lembro bem. Nunca alagava uma ciclovia. Era bom mas tem que fazer muito bem o revestimento… Hoje parece que a holanda está fazendo com asfalto colorido mesmo. Eu pessoalmente não gosto da tinta emborrachada e tenho receio mesmo com as esferinhas. Não acaba sendo escorregadio, se falta periodicidade na manutenção?

        Thumb up 1 Thumb down 0

    1. Então precismos descartar essa soluço que não tem durabilidade nenhuma. Seu recado de 10/2/2012 fala que já é escorregadia. Eu queria saber quando foi feito essa pintura com pó de vidro?
      Eu agora só acredito em concreto pigmentada e asfalto pigmentado. Tem outra solução durável? Aqui em Vitória temos esse problema e é muito grave. No dia de chuva precisamos andar na calçada por causa da nova tinta que colocaram em cima do revestiment laycold que era bem melhor (correspondia a um asfalto pigmentada mais muito fino de tipo quadra de tênis).

      Thumb up 0 Thumb down 0

      1. Emmanuel, ele se refere às ciclofaixas de lazer. A ciclovia que foi pintada com pó de vidro na mistura continua com aderência adequada e a pintura permanece até hoje, até onde sei sem sinais perceptíveis de desgaste.

        Thumb up 2 Thumb down 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *