José Maria Costa Júnior esteve no 14º DP, em Pinheiros, na tarde desta terça-feira. Fotos: Polícia Civil/Divulgação, Willian Cruz/Vá de Bike

Suspeito de atropelar Marina Harkot se apresenta no 14º DP, em Pinheiros

José Maria Costa Júnior se apresentou com um advogado para prestar depoimento, mas não pode ser preso sem decisão judicial

José Maria da Costa Júnior, apontado como suspeito no caso do atropelamento da cicloativista Marina Harkot, se apresentou à polícia na tarde desta terça, 10 de novembro. As informações são do G1.

O suspeito de dirigir o automóvel no momento da morte da ciclista chegou ao 14º Distrito Policial de Pinheiros por volta das 15h30, para prestar depoimento ao delegado que investiga o caso. Ele estava acompanhado de seu advogado.

A polícia pediu hoje a prisão preventiva de Costa Júnior, mas é preciso aguardar um posicionamento da Justiça, que pode aprovar ou negar o pedido. Se aprovado, ele ficará detido até julgamento. Mas por enquanto, ele não pode ser preso, já que escapou ao flagrante.

Se o pedido de prisão sair ainda hoje – e a polícia conseguir encontrá-lo depois que sair da delegacia, ele ainda poderá ser preso. Depois disso, só depois de dois dias passados das eleições. A limitação é consequência da lei eleitoral, criada para impedir que candidatos sofram perseguição e sejam presos próximo ao pleito.

Acompanhe o caso

José Maria da Costa Júnior teria bebido antes do atropelamento

Justiça nega pedido de prisão preventiva

Presença de atropelador causou tumulto no 14º DP

José Maria da Costa Júnior se apresenta no 14º DP, em Pinheiros

Polícia pede prisão de José Maria da Costa Júnior

Suspeito deixa apartamento às pressas

Encontrado carro do atropelador de Marina Harkot

Motorista que a atropelou fugiu sem prestar socorro

6 comentários em “Suspeito de atropelar Marina Harkot se apresenta no 14º DP, em Pinheiros

  1. Já tive alguns “contratempos” com motoristas que me fecharam e “só encostaram” no guidão ou na roda da bicicleta no trânsito e me derrubaram, nunca parando para prestar socorro. É o “jeitinho” brasileiro!

    Thumb up 1 Thumb down 0

  2. Pelas circunstâncias dava para enquadrar como doloso. Quatro faixas, velocidade acima do limite, abandono total e fuga.
    A regra do CTB é culposo, mas tem muitos indícios de dolo.

    Comentário bem votado! Thumb up 10 Thumb down 1

      1. os itens de segurança não foram previstos para atropelamentos! ´Por favor, respeite a inteligência dos leitores. O uso de capacete não impede perfuração de pulmão.

        Comentário bem votado! Thumb up 12 Thumb down 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *