Manifestações e pedaladas em todo o país, por Marina Harkot e outros ciclistas mortos no trânsito

Veja onde e quando acontecem as que já estão marcadas e programe uma na sua cidade

Também vai ter uma na sua região? Poste nos comentários da página que atualizaremos a lista!

Não tem nada marcado por aí? Junte os amigos e programe uma, a gente divulga aqui nessa página!

Rio de Janeiro/RJ

Mais informações no evento do Facebook

SEXTA-FEIRA, 13/11, 17h
Ato Justiça por Marina Harkot!
Largo do Machado

Na madrugada do dia 08/11 em São Paulo, a ciclista, ativista, socióloga, pesquisadora de gênero e mobilidade, mulher, filha, irma, amiga, foi atropelada por um carro em velocidade, que fugiu do local e não prestou socorro.

Marina sempre foi conhecia pelo seu trabalho e ativismo, com sua familia do rio, ha anos ela atuava e ajudava a transformar a cidade de São Paulo em uma cidade mais ciclável e humana.

O coletivo Minas na Pixxxta convida todos os ciclistas da cidade para um ato que clama por justiça por Marina!

Concentração no Largo do Machado, em frente à Igreja da Glória, onde as 17h acontecerá a missa de 7° dia para ela.

Após a missa, por volta das 18h, vamos realizar um ato e bicicletada com trajeto definido pelos presentes.

Levem cartazes e muito amor.

Marina vive!

 

Porto Alegre/RS

Mais informações no evento do Facebook

SEXTA-FEIRA, 13/11, 19h
Pedale com Marina Harkot
Largo da Epatur – Largo Zumbi dos Palmares

O número de pessoas que vem usando a bicicleta, seja como meio de transporte, lazer ou esporte, vem aumentando consideravelmente nos últimos anos. E para que essa escolha seja segura, as cidades precisam compreender o que significa o direito de transitar, sendo que algumas pessoas dedicam suas vidas para transformar as cidades em lugares mais justos.

Marina Harkot há anos atuava nessa luta, ajudando a transformar São Paulo em uma cidade mais ciclável e humana. Na madrugada do dia 08/11/2020, a ciclista, ativista, socióloga, pesquisadora de gênero e mobilidade, mulher, filha, irmã, amiga, foi atropelada por um carro em alta velocidade, que fugiu do local sem sequer prestar socorro. Marina não resistiu aos ferimentos e faleceu no local.

Convidamos a todas as pessoas para um ato que clama por justiça não só por Marina, mas por todas as vidas que continuam sendo ceifadas nas vias onde deveria transitar alegria! As ruas não devem ser um local de assassinatos, mas sim de reencontros.

O ato envolverá um trecho bastante curto, a fim de que possa ser acompanhado por todas as pessoas presentes. Caminharemos lado a lado, empurrando nossas bicicletas até o local onde ocorreu o atropelamento da Massa Crítica em 2011, no bairro Cidade Baixa, para lembrar que nossa luta nunca vai parar e que seguimos unidos pedindo por paz no trânsito e justiça.

Levem cartazes e muito amor.

Não esqueçam de ir de máscara, respeitar o distanciamento e levar álcool gel. Vamos protestar protegidos.

Marina Presente!

Belo Horizonte

Mais informações no evento do Facebook

SEXTA-FEIRA, 13/11, 18h
Nós também somos o Trânsito! #MarinaPresente
Praça da Estação

Em cima da bicicleta tem uma vida.

Nesta semana, perdemos a feminista e cicloativista Marina Harkot, 28, morta após ser atropelada enquanto pedalava numa avenida, em São Paulo.

O motorista fugiu sem prestar socorro. Sabemos que não foi acidente e que crimes como esse acontecem não só por falta de infraestrutura para quem pedala, mas por falta de sensibilidade de motoristas que acreditam que o trânsito é só deles.

Nós também somos o trânsito.

Em memória à Marina, a sua contribuição na luta por cidades mais afetivas, e com o objetivo de mostrar que nós, ciclistas, merecemos respeito, faremos um ato nesta sexta-feira, 13/11, a partir das 18h, na Praça da Estação.

Antes e ao longo do pedal, que percorre vias centrais, haverá intervenções artísticas, como a performance Ghost Bike da cicloartivista Bruna Caldeira.

🚲

A iniciativa é dos grupos de pedal Terça das Manas, Giro Rua e BHFxd, que após oito meses sem sair às ruas, em função da pandemia, se une à Bike Anjo BH e à Associação dos Ciclistas Urbanos de BH (BH em Ciclo) para dizer BASTA DE VIOLÊNCIA NO TRÂNSITO!

Cuidados com a Covid-19 😷

Uso obrigatório de máscara durante todo o ato ⚠️

– Recomendamos que leve álcool em gel.
– Manter distanciamento de 2m no pedal e paradas.
– Fique em casa caso tenha tido sintomas de gripe nos últimos 14 dias.
– Não recomendamos a participação caso seja ou viva com alguém do grupo de risco.

Campina Grande/PB

Mais informações no Instagram @bikeanjas.cg

SÁBADO, 14/11, às 9h
Ato de Solidariedade à Morte de Marina Harkot
Praça da Bandeira (sairemos em cortejo de bicicleta pelas ruas de CG)

Ato de solidariedade à morte de Marina Harkot e todas as pessoas que diariamente são VÍTIMAS da imprudência e violência cometida no trânsito na cidade de Campina Grande-PB e outras cidades do nosso país.

Percebemos e festejamos que o número de CICLISTAS presentes nas ruas vêm aumentando consideravelmente, mas, para que possamos IR e VIR com tranquilidade, VIVAS, precisamos urgentemente de políticas públicas, fazer entender que O CARRO É SEU, MAS A RUA É DE TODOS, que CICLOFAIXA salva, mas o COMPARTILHAMENTO DAS VIAS reverbera as vidas humanas e não humanas em nossos caminhos.

SUGESTÕES:
– Use sua campainha
– Faça cartazes, estencil
– Se manifeste

CUIDADOS contra COVID-19:
– Uso obrigatório de máscara (leve máscara reserva para troca)
– Mantenha distanciamento
– É do grupo de risco? Recomendamos que fique em casa.
– Sentiu algum sintoma? Fique em casa.

Campo Grande/MS

Mais informações no Instagram @bicinosplanoscg

SÁBADO, 14/11, às 16h30
Ato Por Um Trânsito Mais Humano
Relógio Central (Av. Afonso Pena x Calógeras)

No dia 14/11, sábado, vamos pra rua para, mais uma vez, pedir mais humanidade no trânsito e um mínimo de respeito por nossa vida.

Marina Harkot, Luiz Vandrecio do Nascimento, Atanasio Simanez Miranda, Jenivaldo da Silva, Laércio, José Aguiar e tantas outras vítimas não podem ser reduzidas a números, estatísticas. Cada vida importa e nenhuma morte no trânsito é aceitável.

Quem transita nas vias são pessoas guiando seus veículos, portanto, é gente matando gente por traz de um motor por egoísmo, embriaguez e falta de cuidado. Cansamos de ver um dos nossos sendo protagonista de matéria de jornal e ainda levar a culpa por argumentos que só fazem tirar a responsabilidade do portador da arma (carro). Queremos respeito! Ciclistas presentes!

Acompanhe o caso

Três envolvidos, três versões: as contradições sobre a morte de Marina Harkot

Isabela Serafim confirma: José Maria bebeu antes matar Marina

Atropelador entra em contradição em entrevista ao Fantástico

Justiça nega pedido de prisão preventiva

Presença de atropelador causou tumulto no 14º DP

Polícia pede prisão de José Maria da Costa Júnior

Motorista que a atropelou fugiu sem prestar socorro

3 comentários em “Manifestações e pedaladas em todo o país, por Marina Harkot e outros ciclistas mortos no trânsito

  1. Boa noite, é evidente a falta de conscientização por parte das administrações (governos municipais, estaduais e federais) que tem o dever de criar condições para a circulação de ciclistas com segurança, já com ciclovias adequadas, atuação ostensiva e educativa das Guardas Municipais e Polícias Militares, publicidade orientativa nos meios de comunicação, estudos de funcionalidade arquitetônica das ciclovias, na minha cidade Rio das Ostras as ciclovias tem meio fio o que extremamente perigoso podendo provocar quedas. Falta de “tachões” nos acostamentos para evitar à invasão dos carros nos acostamentos.
    Agradeço a oportunidade de me expressar neste espaço.

    Thumb up 0 Thumb down 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *