Ciclista pedala na Ciclofaixa de Lazer de São Paulo, na Avenida Paulista. Foto: Marcelo Pereira/Secom

Uber desiste da Ciclofaixa de Lazer de São Paulo, que pode acabar em agosto

Patrocinadora decidiu não renovar o termo de cooperação e a cidade pode ficar novamente sem o serviço, que recebe cerca de 100 mil pessoas a cada domingo

A Uber, empresa que patrocina a Ciclofaixa de Lazer de São Paulo, decidiu não renovar o termo de cooperação com a prefeitura. Com isso, a cidade pode ficar sem essa opção de lazer a partir de agosto. A estrutura operacional é frequentada por cerca de 100 mil pessoas a cada domingo.

A informação, obtida pelo Jornal Bicicleta no sistema de processos da Prefeitura, foi confirmada durante a reunião de ontem da Câmara Temática da Bicicleta (CTB).  A CTB é o espaço oficial de diálogo entre ciclistas e poder público, sendo um órgão consultivo ligado ao Conselho Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT).

Quando a primeira patrocinadora desistiu, em 2019, a cidade ficou cerca de um ano sem o serviço, até que a prefeitura conseguisse um novo patrocinador. Portanto, a não ser que surja uma nova empresa interessada em operar a Ciclofaixa, a capital pode ficar novamente sem a opção de lazer dominical.

Aproveitem para pedalar com a família, as crianças e os amigos na estrutura pelos próximos dois meses, enquanto ainda temos essa opção. É extremamente improvável que Prefeitura mantenha esse importante serviço à população sem uma empresa privada que arque com os custos.

Veja também: É preciso rever o modelo da Ciclofaixa de Lazer de São Paulo

Crianças pedalam na Ciclofaixa de Lazer, no trecho Butantã. Foto: Willian Cruz/VdB


Inscreva-se no nosso canal e ative as notificações para ser avisado dos próximos vídeos!

1 comentário em “Uber desiste da Ciclofaixa de Lazer de São Paulo, que pode acabar em agosto

  1. Se fala de 11,5 milhões por ano… uma empresa para operar sozinha a esse custo vai ser difícil de achar, talvez fosse melhor a prefeitura assumir e alugar pontos de publicidade nos trajetos. Eu preferia ver esse custo virando ciclovias fixas no trajeto da ciclofaixa.

    Thumb up 2 Thumb down 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *