Minha empresa não tem chuveiro, como eu faço?

Foto: Aline Cavalcante

A dúvida é muito comum: como fazer para ir trabalhar de bicicleta, se minha empresa não tem chuveiro e nem vestiário? Não é impossível, tanto que muita gente já faz isso.

As quatro dicas abaixo são essenciais. Com elas, você poderá até pedalar com a mesma roupa que pretende usar no trabalho e talvez nem precise das outras dicas dessa página.

  • Pedale devagar: Se você pedalar rápido, chegará como se tivesse corrido; pedalando mais devagar, chegará como se tivesse caminhado.
  • Faça paradas: Quando perceber que está transpirando mais do que gostaria, pare na sombra por alguns minutos. Beba um pouco de água, respire fundo. Percebendo que a transpiração diminuiu, recomponha-se e prossiga.
  • Refrigere-se: Leve água gelada, mesmo em dias frios. Ela é seu ar condicionado de dentro para fora.
  • Use um bagageiro: Levar a mochila nas costas faz você transpirar bem mais. Instale um bagageiro na bicicleta, prenda bem a mochila nele e descubra a diferença. Você não vai mais querer levá-la nas costas.
    .

Sugestões complementares

Se a distância é muito longa, há muitas subidas, está quente demais ou você simplesmente ainda não se sente bem só com as recomendações acima, tente essas:

  • Banho antes: Se possível, tome um banho antes de pedalar. Ajuda bastante a não ficar com odor ao transpirar.
  • Antitranspirante: Parece óbvio para alguns, mas não custa reforçar: use sempre um antitranspirante, antes e depois da pedalada.
  • Cabelos: Se você tem cabelos bem curtos, pode lavá-los na pia também. Nem precisa xampú, água em abundância já resolve. A garrafinha de água quebra um galhão nessa hora: coloque a cabeça em cima da pia (ou do vaso sanitário, caso seja um banheiro coletivo e você queira fazer isso de forma mais reservada) e jogue a água por cima.
  • Toalha: Leve uma toalha de rosto. Seque com ela o que você tiver lavado (rosto, axilas, cabelo) e depois use a mesma toalha, que ficou úmida, para limpar o resto do corpo.
  • Playground: Limpe a área genital com lenços umedecidos.
  • Roupas: Leve na mochila uma muda de roupa completa e se troque no banheiro. É importante levar principalmente outra roupa íntima e um novo par de meias.
  • Bermuda: Recomendo pedalar de shorts ou bermuda, para não sujar a calça na corrente ou nos raios das rodas, mas se estiver frio (ou você não puder entrar assim na empresa para depois se trocar) você pode prender a barra da calça junto à perna com um velcro, ou mesmo enrolá-la para cima até pelo menos o meio da canela.
  • Sacolas: Leve sacolas plásticas para embalar a roupa suja. Leve a roupa limpa também dentro de uma sacola plástica, assim se chover no meio do caminho ela continuará seca.
  • Roupa social: Precisa levar uma camisa que amassa? Dobre-a e coloque dentro de uma daquelas pastas plásticas mais altas, retangulares, que se usa em escritórios. Coloque a pasta na mochila ou no bagageiro. Algumas lojas de roupas usam um truque para expor uma camisa sem que ela amasse: a peça é dobrada em volta de um pedaço de papel cartão ou papelão, encaixado por baixo e atrás do colarinho, que pode ser improvisado cortando no tamanho correto. Uma calça social pode ir dentro dessa mesma pasta, com a camisa dobrada em volta dela para não ficar com marcas.
  • Perfume: Você pode passar um perfume depois de se limpar. Mas não exagere, para não pensarem que você está tentando mascarar algum cheiro de suor (acredite, você não o terá se seguir as dicas acima).

 

Mas preciso trabalhar de paletó!

Não tema! Há solução! Veja aqui nossas dicas para quem precisa levar o paletó e ficou meio na dúvida de como fazer.

 

Dicas em vídeo

Veja no vídeo abaixo as recomendações da Dorothee, do site Earth First. Ela diz algumas coisas bem legais para quem está começando e mostra que até mulheres preocupadas com a aparência depois da pedalada podem adotar a bike, com um pouco de inteligência e boa vontade. Está em inglês, sem legendas, mas fiz um pequeno resumo, que coloquei logo abaixo do vídeo.

Basicamente, o que ela diz é:

  • Leve uma camiseta limpa na mochila, para se trocar quando chegar ao destino. “É por isso que os ciclistas costumam usar mochilas”.
  • Limpe as axilas com lenços umedecidos.
  • Se o capacete estraga seu cabelo, use uma bandana.
  • Se você não quer chegar de capacete e suado no destino, pare em algum lugar antes para se trocar no banheiro.

Veja também as dicas dos leitores nos comentários aqui da página.

E se você tem alguma dica boa ou uma crítica às recomendações acima, comente também! 🙂


140 comentários para Minha empresa não tem chuveiro, como eu faço?

  • Flávio

    Pra trabalhar, eu pedalo 8 km pra ir e 8 pra voltar, de segunda a sexta. O problema é que a ida, que eu faço entre as 12 e as 13 horas (!) é uma subida constante e leve na maior parte do caminho, até que, no finalzinho do caminho tenho que encarar um desnível de 150 metros de altura em 800 metros de comprimento, uma subida bem tensa. Com isso, levo 35 a 40 minutos pra ir e chego com o “radiador fervendo”. Uso a técnica do descanso na sombra, sem capacete e sem camisa. Em 10 a 15 minutos já estou refrigerado e pronto pra chegar na escola onde leciono, onde faço os procedimentos de higiene que o pessoal descreveu/sugeriu. Coloco as roupas limpas entre a capa de chuva e isso faz com nada fique muito amassado, apesar de amarrar tudo no bagageiro pra não ter que carregar mochila nas costas. Pra compensar, na volta o caminho começa com adenalina morro abaixo e em menos de 20 minutos estou na porta de casa. A dica da depilação foi a novidade pra mim! Vou experimentar!

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • ALAN THISTED

    Alguns lenços umedecidos contem alcool na fórmula, cuidado ao passa-los no playground.

    Comentário bem votado! Thumb up 10 Thumb down 0

  • Arthur

    Por muito tempo fui diariamente de bike pro trabalho, eram cerca de 12/13km e eu fazia em uns 45/50min. de onibus eu levava de 45min a 2h dependendo do horario.
    Uma coisa que fazia muita diferença era chegar uns 30 minutos antes e ficar descansando em algum local mais fresco, antes dos demais procedimentos de higiene, assim o corpo esfriava e diminuia bastante o suor.

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • bedaurca

    Essas dicas são bacanas para cidades amenas.

    Andava cerca de 5km para ir ao trabalho, no meio dos carros , aqui no rio é sempre bem quente!

    Uma parte do caminho ia pela calçada(no parque lage, quem conhece sabe as arvores que tem la) e era bem mais fresco.

    E unica coisa que dava pra fazer era chegar no trabalho e ficar 20min no banho pra diminuir a temperatura do corpo.

    Se não só parava de suar uma hora depois!

    O que deve ajudar bem é o uso de bagageiro e não mochila.

    E paciência …andar sempre num ritmo confortável. Coisa que eu num sei fazer!

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Felipe Rafael Prenholato

    bookmarked!

    Eu usava lenços humedecidos também quando fazia o trajeto de casa ao trabalho em São Carlos, sempre com uma troca de roupa. Felizmente o estilo era casual. Quando se é social é mais complicado.

    Acho que um problema do alforge pode ser a chuva, e sujeira… ele fecha bem e é impenetravel a chuva :)?
    Eu pensei na hora em mochilas para trilha ou mochilas de ciclismo para LONGAS pedaladas, elas normalmente tem um espaço bacana nas costas pra ventilar, são grandes na faixa dos 30 litros e devem caber tudo que vc precisa, além de terem aquela capa anti chuva (me fugiu a palavra certa agora).

    O foda é que eu teria que levar muita coisa pois não tenho a sorte de ter um ármario pra mim no trabalho :\.. bota na lista..

    notebook, fonte do notebook, mouse, sapato, troca de roupa (calça jeans / camisa social), um bom cadeado em U e cabos pra travar a bike (segurança qto + melhor), blusa pro frio, toalha, lencinhos, etc.

    A mochila acaba perto dos 9kg (3kg do notebook). Obviamente é bom investir em um notebook mais leve :).

    Quanto ao cabelo, se você for homem, raspa a cabeça. Eu tenho cabelo comprido a 15 anos, mas qdo pegar a bike novamente, vou raspar.
    É mais rápido e barato de manter e soa muito muito menos, além de não deixar vc tão mais bonito assim hahaha.
    Depile os pelos das costas e corte todos os do suvaco, regiao genital e virilia. Se quiser pode os do peito e barriga também.

    fica a dica.

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Laudari

    As dicas aqui são bastante úteis. Não que as tenha utilizados todas mas, sem dúvida, mostraram-me ser possível. E comecei.

    Para colaborar com a sessão, aqui vão minhas dicas e observações:

    1. Saia cedo. Às 7h, mesmo no verão, o sol ainda está muibo baixo e não incomoda;
    2. Opte por caminhos tranquilos. A sensação de segurança e prazer evita o suor;
    3. Pedale calmamente e curta a viagem. Pra quê correr?
    4. CycleChic na veia: camisa social com a manga arregaçada permite a entrada do vento que refresca;
    5. Mesmo que MAIS LONGOS, opte pelos caminhos MAIS PLANOS! A subida é MUITO mais crítica do que a distância;
    6. Pedale com frequência antes de se iniciar no trajeto casa-trabalho. O condicionamento físico (normal, não de atleta) é elemento fundamental para evitar o suor.
    7. Pela minha distância ser curta, acabo suando mais se eu tivesse de me trocar de roupa sem a infraestrutura correta. Por isso, já venho de social.
    8. Para a volta, levo uma troca de roupa porque pego algumas subidas e dou uma forçada no ritmo, por dois motivos: estou indo pra casa e posso tomar banho e faço um exercício um pouco mais intenso!

    Planejamento e vontade são superimportantes!

    Coragem e ótimas pedaladas.

    Comentário bem votado! Thumb up 21 Thumb down 1

  • Diogo R Jesus

    Outra dica é fazer inscrição em uma academia proxima, assim você pode, além de dar uma malhada tomat um bom banho!

    Comentário bem votado! Thumb up 10 Thumb down 0

  • Ninah

    Oi, uma dica que “mudou minha vida”: bicarbonato de sódio! Usando uma pequena quantidade polvilhado nos pés e axilas, logo após o banho, e você passa o dia inteiro sem cheiro nenhum (claro que isso não elimina a necessidade da higiene após suar, mas pelo menos o problema do odor desaparece). Pode ser usado puro ou diluído em água, ou ainda misturado ao polvilho anti-séptico, ao talco, ou ainda misturado com glicerina líquida pra quem tem pele sensível (ambos são vendidos em praticamente qualquer farmácia, e o bicarbonato se encontra também no supermercado, normalmente na seção de bolos). Use-o também para polvilhar as roupas suadas antes de guardar na sacola plástica, assim não fica com cheiro forte até chegar em casa, e na lavagem já ajuda a higienizar as roupas.

    Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 0

  • José Antônio

    Olá galera, já estou indo de casa para o trabalho de bike, e também pedaladas no fim da tarde, é uma montainbike SK da caloi, o nome dela é silvestre, ela é linda, estou apaixonado, depois de passar meses pesquisando e com ansiedade, guardo ela no meu quarto mesmo e faço um trajeto de 9km e venho seguindo muitas dicas daqui, abrço à todos.

    Comentário bem votado! Thumb up 8 Thumb down 0

  • Como pedalar na cidade com chuva | WDE

    […] Antes de começar a trabalhar, leve a roupa seca com você e troque-se no banheiro. Depois de um pouco de higiene pessoal, que pode envolver o uso de papel toalha, você estará novinho e pronto pra trabalhar, e FELIZ! Já seus amigos, que foram de carro, não estarão rindo e felizes como você. Aqui as dicas são parecidas com as de um dia muito quente, quando você chega suado no escritório. Veja mais esse link do Vá de Bike!: Minha empresa não tem chuveiro, como eu faço?. […]

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Camilo

    Olá pessoal, eu estou utilizando a bike para ir ao trabalho há uns 5 meses (trajeto de 8 km) e já faço uso de muitas dicas ai do pessoal, más tem uma muito boa que não vi aqui ainda.
    É uma dica de tipo de roupas que não provocam muito suor, ou seja, ajudam o corpo respirar.
    Use camisetas em tecido mais fino tipo “Dry Fit”, aquelas mesmas que jogadores de futebol e atletas utilizam.
    Elas ajudam o corpo a respirar e consequentemente a suar menos. Não precisa ser daquelas mais caras (tipo Nike), tem outras bem mais em conta e funcionam igual.
    Outra dica, que muitos já devem realizar, é manter os pneus bem calibrados, pois evita esforço desnecessário.
    Eu praticamente calibro os pneus diariamente.

    Valeu, até mais.

    Camilo (Curitiba-PR)

    Comentário bem votado! Thumb up 8 Thumb down 0

  • David

    Boas dicas, até o trabalho eu pedalo pouco, raramente chego suando, e como se trata de um laboratorio, quando o calor ta demais é so ficar na sala a 4 graus que o suor vai embora rapido, eheheh.

    Outro dia vi um video, mas não tenho mais o link, de um cara que tinha o problema de ir jogar bola e depois ir direto pra balada mas que não queria ir fedido. Ele ensinava: num pote de uns 250 ml, com tampa, colocar um pouco de gel de banho (uma pressionada) e um pouco d’agua (umpouco menos da metade do volume do pote), misturar ate diluir o gel totalmente, então colocar no congelador. Esperar congelar, depois de congelado, completar com agua limpa (deixando um pouco de espaço por causa da expansão da agua) e colocar no congelador novamente.

    Dai leva-se esse “banho” congelado num recipiente com um pouco de isolamento termico (bolsa termica, p.ex) e quando precisar do banho, basta remover o bloco do pote, esfregar a parte inferior (que tem o gel de banho diluido) nas regiões necessarias, e depois para “enxaguar” usa a outra extremidade do bloco (que tem apenas agua). E depois é so secar e voilà.

    Informo que nunca testei, mas teoricamente tem uma boa chance de funcionar se conseguir manter o bloco no estado congelado.

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Roger CWB

    Parabéns pelo site Willian…

    Eu há alguns anos usava a bike para ir ao trabalho quase que diariamente, porém abandonei a coitada depois que sofri um acidente de moto e passei a atuar no departamento comercial onde trabalho de camisa, sapato e calça social (em geral)

    Aí vieram os problemas do sedentarismo ganho de peso, etc… E hoje estou voltando a atividade novamente coloquei a bike para rodar e as dicas aqui, muitas as quais eu havia aprendido na prática são de extrema importância para quem está começando.

    Eu tenho a sorte de no trabalho contar com uma estrutura boa com vestiário, armário e chuveiro com aquecimentos a gás…

    Então o que costumo fazer é já deixar na segunda-feira peças de roupas mais pesadas assim como sapato já no armário, então em geral carrego o mínimo de peso possível…

    Mas o maior inimigo que me atrapalha em muito na empreitada é o clima de Curitiba, além do frio, a instabilidade é grande pois nunca se sabe quando irá começar a chover… Então tenho que ficar direto antenado nas previsões meteorológicas para não cair na rua bem no dia que tá previsto um toró… Tirando isso só satisfação em adotar hábitos mais saudáveis e reduzir E MUITO o estresse…

    Vlw

    Roger

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

    • Jansen

      Curitiba é complicado isso, sai de manha com calor e volta a tarde de baixo de chuva, mas nada como sempre andar esperto carregar uma roupinha extra já deve virar rotina.

      Thumb up 2 Thumb down 0

  • Adilson

    Tenho sorte de pedalar apenas 4km para pegar o metrô. Para não transpirar, pedalo lentamente sem forçar a musculatura. Para evitar o superaquecimento uso camisa social branca e aberta até o umbigo. A brisa da manhã entra pela abertura da camisa inflando-a e resfriando meu corpo. Cabe ressaltar que não uso mochilas para evitar o suor nas costas.

    No início eu transpirava muito, portanto tinha que tomar banho no trabalho. Com o tempo meu corpo ficou mais resistente ao esforço físico. Além disso desenvolvi uma técnica refinada de pedalar somente o necessário. Por exemplo, evito pedalar em descidas para poupar energia pedalar em locais planos e acelerar, se necessário, em locais perigosos como cruzamentos e paradas de ônibus.

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Simone Dias

    Vou falar de maquiagem, pois esse assunto é importantíssimo para as mulheres pedalantes e femininas.
    Quando pedalo mais que 4km fico suada (mas nunca fedida, viu?) e vermelha, não tem jeito. Chego no escritório, vou ao banheiro, uso toalhinha, sabonete, desodorante e perfume no corpo e troco a roupa toda. Só que no final da sessão ainda estou vermelha e com o rosto transpirando, mesmo enxaguando com bastante água fria.
    Para conseguir fazer uma maquiagem leve e não trabalhar o dia todo de “cara lavada” encontrei a saída na paciência: espero pelo menos 30-40min para a pele esfriar, aí volto ao banheiro para fazer a maquiagem. Evito usar base, lápis macio e gloss, pois vai melecar na próxima troca de roupa. Prefiro um corretivo mais seco, pó leve e uso rímel à prova d’água. Tudo pensando que tenho que voltar para casa com a maquiagem e não quero derreter no meio da rua…
    Nas sessões de toalete gasto cerca de 30min, por isso também não tem outro remédio a não ser chegar mais cedo para estar pronta-perfumada-animada-e-linda para o trabalho.
    A mudança do carro para a bike exige alguma adaptação, paciência, boa vontade e bom humor. Detalhe: às vezes a serotonina liberada pela pedalada me deixa tão feliz e confiante que dispenso a maquiagem; afinal, já me sinto bonita!

    Comentário bem votado! Thumb up 47 Thumb down 2

  • André Mezabarba

    Usei muito estas dicas quando estava fazendo um curso, mas em geral não tenho muitos problemas com odor de suor, mas o desodorante ajuda muito, e vou adicionar uma pequena dica pessoal: Comprei em uma destas lojinhas de 1,99 alguns frascos pequenos, de plástico e com válvula “spray”, e coloco perfume neles*, são bem menores e mais fáceis de levar que os frascos de vidro, e quando esvaziam, basta encher novamente.
    *O perfume é daqueles que o frasco não tem a válvula.

    Pro trabalho, como tem chuveiro, levo uma boa toalha, as roupas de trabalho e uma muda pra retornar pra casa, as vezes uso a mochila, as vezes um alforge, e no inverno prefiro o alforge, pois além de evitar que a roupa fique muito molhada onde tem contato com a mochila, também tem mais espaço e dá pra levar alguns agasalhos.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • milton fernandes

    tudo isso dá certo mesmo…já sigo estas dicas.

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Nathalia

    Sempre gostei de andar de bicicleta. Daí, para usá-la como meio de transporte, não foi complicado. Faço percurso de bike e levo 25 minutos aproximadamente para a faculdade ( em horas de tráfego intenso de transeuntes, utilizar transporte público para chegar ao destino, atraso 10 minutos e dependendo, do fluxo, fica inviável). Escolhi esse meio de transporte, a princípio porque meu destino não fica longe de casa e também porque tive que reduzir gastos… então percebi que não seria problema ir de bicicleta a faculdade. Por outro lado, do dinheiro que economizo, invisto em alimentação, por exemplo, frutas, pães e leite, carnes leves, verduras,alguns tipos de legumes, a fim de ganhar energia suficiente para pedalar. Também levo comigo água, toalha de rosto, camisa e calça apropriadas, para trocar. Na faculdade tem vestuário, mas porque não haver vestuários em lojas de artigos esportivos ou nas próprias autorizadas ou locais alternativos para guardar objetos de pequeno valor?
    Fica ai uma sugestão…

    Comentário bem votado! Thumb up 9 Thumb down 0

  • Ana Lage

    Bem, infelizmente a sala aonde trabalho é quase mais quente do que todo o trajeto de bike, então, nem me preocupo em trocar de roupa não T_T Mas também não tenho maiores problemas com suor, suo bem pouco.
    O pessoal que vai de ônibus chega tão suado e cansado qnto eu xD

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • edu

    Nao vi nenhum comentario sobre pedalar de papete. Depois que eu descobri a papete, nao pedalo mais de meia e tenis. Com a vantagem de ser mais leve e ocupar menos espaco na mochila. abracos!

    Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 0

  • Mayra

    Muito boas as dicas, a maioria coisas que tive que aprender sozinha, na prática pq quando comecei a ir de bike para o trabalho em 2004 não pensei em procurar ajuda na internet. Extremamente útil este blog!
    Pedalo em média 16 km por dia, as vezes mais e o trajeto mais curto é o mais difícil em relação ao trânsito. Mesmo assim prefiro esta rota e não preciso de um lava rápido no final da semana, embora poluição seja um inimigo! Não existe chuveiro no meu trabalho, mas a toalha, trocas de roupa e lenços umedecidos são meus grandes aliados!

    Aproveito para complementar: Antes eu tinha os cabelos muito curtos, o que ajudava na hora do capacete, agora mantenho um pouco maior e a minha super dica de hoje pra as meninas que fazem uso de algum artifício estético (tintura, chapinha, escova) é usar um lenço de fibras naturais, algodão ou algo parecido, ainda que não sejam os mais leves em termos de calor. Mantenha distância de lenços sintéticos porque eles deixam o cabelo como se a gente tivesse acabado de levar um choque!
    Boas pedaladas a todos!!!

    Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 0

  • Everaldo

    Bom dia Galera, este lance de suor é bravo, pedalo 20Km até o trabalho, antes usava as dependências da área de serviços gerais para tomar banho, mas cortaram e fui obrigado a entrar numa academia para isso, a parte econômica da bike vai pro espaço quando se soma, roupa, sapatilha e taco, academia, revisão, reparos, pilhas para iluminação noturna, capacete e luvas e claro, da bike, diluindo isso num ano até que não dá muito e o prazer de pedalar e não pegar engarrafamento é muito grande, queria muito que tivesse ciclovia no meu trajeto, mais segurança, mas aí já é querer demais. Abraço a todos.

    Thumb up 2 Thumb down 3

  • Tiago Leitman

    Pessoal,

    Não tenho certeza mas me parece que a maioria das pessoas por aqui é de Sampa. Eu moro no Rio de Janeiro, e uso a minha bike para ir pro trabalho todos os dias. Geralmente são por volta de 10 km de distância. Eu devo pedalar uns 20km por dia. Aqui no Rio em alguns trechos tem mais ciclovias, mas em compensação os motoristas por aqui são mais mal educados. O clima é um pouco pior, mais quente e mais úmido. Eu tenho sorte de ter comprado de segunda mão uma bike holandesa, que tem paralamas, protetor de corrente, bagageiro e uma ergonomia que permite um pedalar mais ereto. Eu adoro, não me imagino mais pedalando a minha velha mountain bike. Os paralamas são fundamentais, evitam tanto as aguas e outros líquidos nojentos que podem ter pelas ruas, ciclovias e calçadas quanto a poeira da rua. O protetor de corrente me permite utilizar qualquer calça, mesmo branca, sem medo de sujar a barra. No bagageiro eu instalei um alforje, onde eu levo meu laptop, meu material de trabalho e as vezes uma camiseta pra trocar. Eu não conhecia este truque da pasta para guardar a camisa social sem amassar, então nos dias em que eu tenho que ir mais arrumadinho, minha solução é ir com a camisa social já vestida no corpo e sair mais cedo de casa. Mais cedo é mais fresco, e eu posso ir sem pressa. Eu acho que as camisas sociais são mais frescas que as camisetas, porque eu posso deixar vários botões abertos e enrolar um pouco as mangas, aí eu quase não suo. Posso dizer que nunca mais vou querer usar mochila, por melhor e mais ventilada que ela seja. O alforge te permite o conforto de não ter peso nas costas e de quebra deixa as suas costas mais fresquinhas, sem nada grudado nelas. É desse jeito que eu consigo sair de casa por volta de umas 8:30 da manhã e pedalar meia hora já com a roupa que eu vou usar pra trabalhar, sem perder tempo nenhum e chego no escritório super feliz e antes dos outros funcionários. Depois de alguns minutos no Ar condicionado, já com a camisa abotoada e a compostura re estabelecida, o meu dia de trabalho costuma ser muito mais produtivo.

    Comentário bem votado! Thumb up 11 Thumb down 0

  • Flávio Aanastacio

    Ola galera!
    Tbm uso bike para ir trampa, comprei uma mochila daquelas de tenista que tem város compartimentos, levo a roupa q vou usar na mochila, a camisa eu cortei uma tampa de papelão da caixa de um tênis e assim eu dobro a camisa de forma que não amasse, e quanto a higiene faço o que vcs falaram, espero o corpo esfriar, passo um passo uma água nas axilas, lenço umidecido nas partes intimas, passo um creme hidratante, desodorante e uma lavada e um gel no cabelo e pronto, to mais cheiroso que a maioria que trampam comigo.
    PS, pedalo em media 26 km dia ida e volta.

    Thumb up 1 Thumb down 1

  • Vladimir

    Olá!

    Gostei muito das dicas!!!

    Gosto muito de pedalar, quando eu estava no terceiro ano do segundo grau fui três vezes para o colégio de bicicleta com um amigo, estudava de manhã e a distância era de aproximadamente 35 Km, quase duas horas até o colégio. O suor não foi um problema na ida, pois fazia um friozinho agradável (para quem estava pedalando hehehe) e íamos em um ritmo moderado.

    Não muito tempo atrás fui uma vez ao local que faço estágio (também de manhã) de bike, mas era uma bike emprestada, desregulada e quase não tinha freio, isso me fez fazer muito mais esforço e o resultado foi que suei bastante. Chegando lá tomei aquele “banho de gato”, limpei as axilas e continuei cheiroso, pois tinha passado creme de pentear no cabelo – esses cremes às vezes deixam o cabelo cheiroso o dia inteiro.
    Agora comprei uma, regulei ela todinha, está uma maravilha para pedalar e pretendo usá-la para fazer um trecho do caminho para o estágio com ela, calculo que seja quase 10 Km. Uma dica para fazer o mínimo de esforço ao pedalar é deixar a bicicleta o mais regulada possível e cuidar da lubrificação, pois uma bicicleta bem lubrificada rende muito mais.

    Ultimamente tem feito muito frio de manhã, nesta vez que fui de bicicleta para o estágio fiquei com dor de ouvido. O que vocês sugerem para evitar isso? Alguém também já pegou chuva no caminho? Alguma dica para dias de chuva inesperada?

    Gostei muito do post, pois sempre pensei nas pessoas que trabalham com trajes sociais e ficava imaginando como ir de bike para o trabalho neste caso, pois eu também já trabalhei onde era necessário usar roupa social.
    Abraços!

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

  • Luciana

    Use um paralamas!
    Não tem como não passar por poças de água no caminho, certo? Considerando que o que tem nas poças nem sempre é “água” e mesmo trocando de roupa no trampo, um paralamas certamente evitará aquele cheiro de nhaca na mochila ou na camiseta.

    Comentário bem votado! Thumb up 8 Thumb down 0

  • Camila Oliveira

    Muito bom Willian, eu sempre descobrindo mais coisas legais no seu blog… e o curioso é que hoje estava pensando em fazer pelo menos uma vez por semana meu trajeto casa/trabalho completo de bike (uns 20km) já que geralmente pedalo até a estação e pego o trem. Daí comecei a pensar em usar uma roupa mais esportiva pelo conforto no caminho e vieram as dúvidas sobre me trocar depois e tal. Dicas valiosas aqui! Agora vou me dedicar durante a semana em traçar a rota e quem sabe sexta já não estou estreando estas dicas aí!
    Abraços a todos!

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Bruno Caheté

    Fala William!!! Deu certo as dicas foram ótimas… já vou começar a vir de 2 a 3 x por semana d bike… o Banho de Pia funcionou na boa, o rapaz da limpeza ja deixa um rodo com pano de chão no esquema do lado do banheiro, diminui um pouco o ritmo pra vir trabalhar a media de 22Km/H passou pra 18Km/H o que na prática passou de aprox. 45 min pra 52 min. chego e ainda espero o corpo esfriar.. com relação ao odor é isto mesmo, só manter os bons hábitos de higiene… Bom agora quero ver onde consigo uma camisa de bike escrito “Um carro a menos no transito” abraços

    Comentário bem votado! Thumb up 17 Thumb down 0

  • Bruno Caheté

    Galera!!! Adorei as dicas… vinha de bike para o trabalho mas devido a uma reforma tiraram o chuveiro. Da minha casa aqui sao 15 Km levo uns 45 Min. Esta sema vou testar as dicas; vou tomar um banho de toalha molhada, passar a maquina pra tirar excesso de pelos (já não tenho tantos), bandana, creme de pentar o cabelo e outras dicas… vamos ver como vai ficar o odor!! depos digo como foi!

    Thumb up 0 Thumb down 0

    • Willian Cruz

      Bruno, se você for uma pessoa com uma boa higiene e usar um anti-transpirante, o que fica com odor é só a roupa, e ainda assim só se você deixar o suor secar nela. Quando chegar no trabalho, guarde a roupa que usou numa sacola, de preferência embrulhada na toalha, e use outra roupa para voltar. Boa sorte! Depois nos conte aqui como foi sua experiência…

      Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Marcelo

    Parabéns pelo site e pela iniciativa!!!
    Trabalho no mercado financeiro (sou diretor de uma gestora de fundos de investimento) e uso camisas sociais. Vou quase todo dia de bike para o escritório, mas quando preciso usar terno ou tenho uma reunião externa no primeiro horário sou obrigado a apelar para o meu carro.
    Gostei especialmente da dica de colocar a camisa dentro de uma pasta. Vou testar!
    As minhas dicas: 1. é usar e abusar da comunicação com os motoristas. Sinalizar, dar um “toque” no carro, agradecer as gentilezas, pedir calma ao motoboy afoito que está atrás. 2. se preparar fisicamente. Quanto melhor e mais rápido vc andar de bicicleta, menor vai ser a sua diferença em relação aos carros e mais, você vai ganhar destreza para saltar um buraco, soltar uma mão se necessário entre outras coisas.
    Uma dica que eu ratifico é a de andar no meio da faixa – é realmente muito mais seguro e a explicação está extremamente didática.
    Finalmente entendo que não devemos brigar por ciclovias e sim por mais respeito, motoristas que respeitam os limites de velocidades, espaços seguros para as bicicletas em todo local, chuveiros nos edifícios comerciais (eu tomo banho na academia), entre outras coisas. As ciclovias vão nos jogar para um canto e continuaremos a não ser respeitados onde elas não existirem.
    Mais uma vez parabéns!!!

    Comentário bem votado! Thumb up 16 Thumb down 0

    • Willian Cruz

      Marcelo, concordo com tudo que você disse. E a dica da pasta funciona sim, tenho usado todos os dias. Recomendo colocar a calça no meio da camisa e o colarinho para baixo, evita marcas de dobra na altura do bolso da camisa. Pretendo escrever um texto sobre isso em breve.

      Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 0

  • Vinicius de Óculos

    Amigo!
    Fiquei surpreso como realmente as infomrações na internet tem alcance, pois qdo iniciei o blog como fim de expor minha ideias, não imaginava que realmente teria repercução no mundo, gostei do seu comentario que me incentivou a voltar a escrever e gostei muito do seu materia sobre ciclismo urbano que tbm me incentivou a manter as pedalas.
    Grande Abração!
    Vinicius

    Thumb up 2 Thumb down 1

  • Regina

    Eu gostei bastante das dicas. Tô usando elas e realmente deu um jeito pro meu cabelo chegar inteiro no trabalho.

    Agora no inverno é bom porque a faixa no cabelo também protege as orelhas do vento gelado.

    valeu pelas dicas.

    Já passei pra frente.

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

  • Luiza

    já faz mais de 5 anos que meu meio de transporte é a bike, eventualmente quando está chovendo pego carona no carro do meu namorado.
    a sensação de vc chegar pedalando ao trabalho é maravilhosa, é uma euforia, é uma injeção de energia e ânimo que dura o dia todo, e saber que posso voltar pedalando, enfim, são de longe, os melhores momentos do dia. Quem pedala diariamente sabe do que eu estou falando.
    com o tempo vc vai adquirindo força e resistência e também vai passar a suar menos, para quem já naturalmente sua pouco como eu, é uma maravilha, é possível sim chegar sequinha ao trabalho, principalmente se não tiver que carregar mochila nas costas, uma solução seria usar pochetes, se vc não tem que carregar nada muito grande, tem de vários tamanhos, ou então alforjes, torna o pedalar mais confortável.
    eu tenho a sorte de poder trocar de roupa no meu consultório, tenho um armário só pra isso!
    usar as roupas certas também é importante, vc não sente tanto calor e teu rendimento melhora.
    ah, e a propósito, meu percurso casa-trabalho dá pouco mais de 10 km, que em alguns dias faço em meia hora, e em outros, por ex, quando tem vento contra, faço em 35 min, grande parte do percurso em acostamento de BR(incrivel, mas é o trecho mais seguro).
    para quem realmente quer algo, não tem obstáculo que o impeça de fazer.

    Comentário bem votado! Thumb up 17 Thumb down 0

  • diana

    Também é possível tomar banho em vários lugares na rua. Os Sescs são um bom exemplo, sempre tem chuveiros. Fora isso, é só vestir a cara-de-pau e se meter em outros lugares, como estacionamento que a alguém já citou aí, universidades, postos de gasolina, botecos (outro dia mesmo fui fazer xixi em um bar e tinha um chuveiro ao lado da privada) e outros lugares que nem se imagina, é só ficar ligado.

    Sobre antitranspirantes, eles podem ser prejudiciais, o nosso corpo tem motivos naturais para transpirar. eu não uso.

    Comentário bem votado! Thumb up 12 Thumb down 4

  • Prof. Geraldinho

    Tenho uma toalha de nadador, da Speedp, daquelas que se usa úmida e que fica enrolada em um recipiente plástico. Ajuda a se lavar e a ficar supimpa. A toalha se guarda molhada após usar e ser torcida.

    Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 0

  • Willian Cruz

    Cosme, essas dicas todas, tanto as do vídeo, como as do texto e as dos comentários, não são teoria. Não foram filmadas e escritas por alguém que imagina serem essas as maneiras de contornar uma situação, tem tê-las testado empiricamente. Pelo contrário! São todas soluções adotadas por essas pessoas, dentre as quais me incluo…

    Com o tempo e o hábito, você percebe o que funciona ou não. E é exatamente disso que trata esse post. E veja: só nessa página, você tem NOVE depoimentos (dez, se contarmos a menina do vídeo) de pessoas que efetivamente usam a bicicleta para ir ao trabalho e compartilham aqui as soluções que adotaram…

    Você diz que é difícil de funcionar ou de realizar porque tentou na prática, ou ainda está na teoria? Faltou planejamento ou só o que falta é você se animar e tentar? 😉

    Comentário bem votado! Thumb up 25 Thumb down 0

  • cosme

    [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 2 Thumb down 30

  • Zuccherato

    Comentando a dica do Vitor de roupa que amassa, essa é boa. Mas além disso, há outra opção. Use roupas que não amassam. Materiais esportivos, como poliéster e poliamida, dificilmente amassam.

    Thumb up 3 Thumb down 1

  • Novato

    Tinha muitos problemas com as axilas, mesmo com desodorante/polvilho e etc ficava difícil. Comecei a raspar e tudo se resolveu e minha noiva adorou.

    Comentário bem votado! Thumb up 20 Thumb down 0

  • Vitor

    Além das dicas que deixaram aqui, tenho 1 dica e 1 comentário. Andar faz suar até mais, dependendo do ritmo e trajeto. Se não estiver ventando, vc fica fritando direto no sol. Na bike, vc acaba pegando um ventinho e refresca nas descidas.

    Uma dica é sobre roupa amassada: deixe um desses sprays com água no trabalho. Qdo chegar, basta espirrar um pouquinho em cima da roupa que você está usando e em questão de minutos a roupa está passada. Pelo calor do seu corpo, a água evapora e a roupa toma o formato do seu corpo. Tranquilo. Não passo roupa em casa há 6 meses.

    Comentário bem votado! Thumb up 13 Thumb down 0

  • Gilberto

    o suor não é só um mecanismo para expelir resíduos. Ele é útil na regulação da temperatura interna do corpo. Quando se realiza um trabalho (e o corpo humano não é exceção) implica em formação de calor que aumenta a temperatura. O suor umedece a pele, facilitando a dissipação do mesmo, mantendo a temperatura interna (do sangue) em niveis aceitáveis.

    Comentário bem votado! Thumb up 8 Thumb down 1

  • Zuccherato

    Não entendi o comentário da Jaqueline. Eu pego minha bike em São Bernardo para ir a reuniões em São Paulo, isso dá muuuuito mais que 20 minutos… é impossível não suar, o suor é um mecanismo que o corpo precisa para expelir resíduos desnecessários. O importante é você aprender a lidar com ele. De resto, seguindo as dicas do pessoal aí embaixo, você vai conseguir evitar de suar e de ficar fedido. E até o final da semana, você pode tomar muitos banhos, se quiser 🙂

    Comentário bem votado! Thumb up 8 Thumb down 1

  • Willian Cruz

    Jaqueline, eu estou entre essas pessoas. E não pedalo menos de 20 minutos. Pedalo meia hora e, se pedalar depressa, chego transpirando. Muita gente que eu conheço pedala mais tempo que eu para chegar ao trabalho.

    Para quem tem bons hábitos de higiene, ficar suado não é sinônimo de cheiro ruim ou de sujeira grudada na pele, como você deu a entender. Basta tomar ao menos um banho por dia e você não precisará mais recorrer a um lava a jato no final de semana. Adicione a isso o fato de que, ao pedalar, o vento seca o suor na pele antes que batérias possam fazer proveito dele. Você vai ficar mais suada depois que parar de pedalar. E aí, a higiene pós-pedal resolve seu problema.

    Você até tem razão em dizer que pedalar menos de 20 minutos, em alguém com prática, causa menos suor. Mas a prática é algo que vem… com a prática! Na primeira vez você vai suar mais, mas depois que começar a queimar umas gordurinhas extras e obter uma maior capacidade aeróbica (o que acontece depois de pouco tempo, porque o corpo habitua-se bem rápido), você vai ver que seu corpo responde bem melhor.

    Se você não tratar bem seu corpo, ele não trata bem você. Qualquer lance de escadas que você resolver subir, vai te fazer suar e ficar ofegante. O sedentarismo, principalmente se associado ao fumo, faz seu corpo responder como se tivesse 10 anos a mais. A capacidade aeróbica diminui e você fica ofegante bem rápido, seus músculos não estão habituados nem mesmo a andar por 15 minutos e ficam cansados logo, com a idade você passa a ter problemas vasculares e nas articulações. Com a falta de uso, o corpo se aposenta mais cedo.

    Quanto a pressionar os órgãos públicos, concordo com você, é necessário cobrar nossos direitos, fazê-los saber de nossas necessidades e acompanhar o trabalho de quem nós elegemos. Mas é muito fácil dizer apenas “vamos lá galera”. O que você tem feito nesse sentido? Comece analisando bem as propostas dos candidatos esse ano e lembre-se que não elegeremos só um novo prefeito, mas também vereadores! Escolha um vereador que lute pelas causas em que você acredita, e não naqueles que apenas prometem, genericamente, “saúde e educação para o povo”.

    E só para finalizar, cobrar o governo é importante, mas se você for esperar ter uma ciclovia da porta de casa até a porta do trabalho, com chuveiros, água e frutas no meio do caminho, pode esperar deitada. Temos que trilhar nosso próprio caminho, sem depender dos outros. Esperar que os outros resolvam é fácil, mas tomar a decisão de mudar os hábitos, sair na rua e se virar para fazer acontecer, é para poucos. Quero acreditar que você seja uma dessas pessoas que faz a diferença e trilha o caminho que será usado pelos que virão no futuro.

    Comentário bem votado! Thumb up 61 Thumb down 1

  • Jaqueline

    [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 16 Thumb down 29

    • Marcus

      Jaqueline eu moro no litoral paulista, pedalo cerca de 16 km, e demoro aproximadamente 1h para fazer isso, até porque aqui é dificil, acho que deve ser um dos poucos locais do pais que tem congestionamento de bicicleta! Tem pelo menos dois gargalos (semaforos) no meio do caminho que são paradas praticamente obrigatorias (pelo menos eu nunca consegui passar com os dois abertos), em virtude disse percebi que não adianta correr (vejo gente passando na frente mas logo em seguida indo na velocidade de sempre os alcanço). Tem também uma balsa no meio do caminho, o que me gera perca de cerca de 10 minutos. É um belo caminho e gosto muito de fazer de bike.

      Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 0

  • Felipe Andrade

    Boas práticas =]

    Eu tive de aprendê-las sozinho.

    Eu ja vou com a calça, dobrada até o joelho. E, por baixo dela, a berma de ciclista.

    .Levo uma toalha de rosto na mochila, juntamente com o a camisa e a gravata (não amassa) .

    . tomo aquele bom banho de torneira, me seco com a toalinha, coloco o desodorante, etc, e…

    to pronto!

    Mais um dia na Câmara dos deputados.

    Comentário bem votado! Thumb up 23 Thumb down 4

  • Gigue

    Nem tudo precisa ir na mochila. No armário do trabalho sempre deixar:
    1. creme de pentear (sempre dá pra fazer uma trança bem cheirosa e passar o dia linda);
    2. Toalha (dessas pequenininhas) e um sabonete.

    Comentário bem votado! Thumb up 9 Thumb down 0

  • Alien

    O bagageiro é muito útil pra não ficar com a mochila grudada nas costas.

    Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 0

  • Stanley Calderelli

    òtimos complementos esse 2 anteriores.

    Faltou incluir,. câmaraS de ar reserva. Bomba de ar, e ferramentas básicas para eventuais pequenos reparos na magrela.

    Alguns me abordam perguntando como fazer… Eu incentivo e apoio mas tento chamar a atenção a alguns ítens para ir ao trabalho de bike.
    Recomendo que antes, se (re)aprenda a pedalar nas ruas de sampa num grupo noturno ou não.

    Aprenda a trocar uma câmara furada;
    a consertar uma corrente, que se rompeu. Carregue aparatos para isso.

    stan

    Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 1

    • Flavio

      Eu pedalo todo dia em Copenhague para o trabalho e no período de 1 ano tive o pneu furado 1 vez. estacionei a bike e peguei um ônibus. Na volta do trabalho parei onde tinha estacionado a bike e voltei empurrando-a p casa. chegando lá consertei o pneu furado.
      Então, na minha opinião não vale a pena levar extras bujingangas, ferramentas, etc que encomodam e pesam extra. Vamos manter o pedalar simples. Se fosse um treino de corrida race até entendo mas no dia a dia como meio de transporte não vale a pena. Ninguem aqui em Copenhague carrega na bike ferramentas e pecas..

      Thumb up 4 Thumb down 3

      • Rodrigo

        Li e reli seu comentário. Bom, vc sabe como as coisas funcionam no BR. Se deixarmos a bike estacionada, encontraremos duas, não é como em Copenhague, logo, espero que você tenha escrito esse post com boas intenções e não pra mostrar como é “excepcional morar em Copenhague”.

        Comentário bem votado! Thumb up 8 Thumb down 1

        • Flavio

          Ainda assim acho melhor não levar as bujingangas extras, mesmo que tiver que empurrar a bike de volta p casa ou pro trabalho, ou pegar um taxi, carona, ou deixar a bike na bicicletaria mais proxima p consertar e pegar depois, que na verdade é o que a maior parte das pessoas fazem aqui 😉
          Mencionei Copenhague sempre com orgulho porque quem conhece sabe como é facil, prático, seguro, enfim, muito bom pedalar aqui, é realmente “excepcional morar em Copenhague” pra quem quer pedalar.
          Então, aqui como as pessoas já pedalam ha muito tempo e com mais frequência vale observar e ver como eles fazem. Ninguém leva ferramentas e pecas.
          Em questão a roubo de bike aqui não se iluda, oficiais são cerca de 80.000 bikes roubadas por ano.

          Thumb up 4 Thumb down 1

          • Willian Cruz

            Flavio, a questão é que por aqui não é fácil voltar para casa empurrando a bicicleta. E não temos oficinas em profusão pela cidade, abertas até tarde da noite quando precisamos voltar para casa. A não ser que você tenha uma dobrável, é bom se preparar para ser autossuficiente.

            Thumb up 1 Thumb down 1

    • Flavio

      Eu pedalo todo dia em Copenhague para o trabalho e no período de 1 ano tive o pneu furado 1 vez. estacionei a bike e peguei um ônibus. Na volta do trabalho parei onde tinha estacionado a bike e voltei empurrando-a p casa. chegando lá consertei o pneu furado.
      Então, na minha opinião não vale a pena levar extras bujingangas, ferramentas, etc que encomodam e pesam extra. Vamos manter o pedalar simples. Se fosse um treino de corrida race até entendo mas no dia a dia como meio de transporte não vale a pena. Ninguem aqui em Copenhague carrega na bike ferramentas e pecas.. abs

      Thumb up 1 Thumb down 0

  • Zuccherato

    Seguem os comentários que fiz na lista:

    Além das dicas que você deu, o mais importante é saber que roupa usar, e as condições do tempo (muito quente, quente, normal, frio, muito frio / sol ou sombra).

    Quando estou “a trabalho” de bike, a questão do suor é crítica, então trato de usar o mínimo de roupa possível. Conforme a temperatura esfria, vou adicionando novas peças (mas sempre lembrando que, quando pedalamos, a temperatura do corpo esquenta bastante, então é bom não exagerar).

    – Pés – Meia esportiva tipo running, que permite maior ventilação e absorção de impacto. Se você não usar sapatilha, use tênis de corrida também, por ser muito aberto e ventilar bem.
    – Pernas – Bermuda de ciclista (aquela apertadinha) ou, então, bermuda de corrida, futebol, tênis (aquela curtinha e bem leve). Em caso de tiver mais frio, uma calça corta-vento (tipo um tactel) com respiro.
    – Partes íntimas – Se usar a bermuda de ciclista, o recomendado é não usar nada por baixo. Mas se fôr usar, prefira uma cueca boxer de poliéster (algodão encharca). No caso das garotas, não sei ajudar… rs
    – Tronco – Camisa de ciclismo. Se precisar ser mais social, há camisas mais lisas e bonitas, como da Scott, sem parecer de competição. Você pode preferir usar uma camisa polo ou de tênis, que também são de tecido esportivo, e bem apresentáveis.
    – Mãos – Luva sem dedos.
    – Cabeça – Capacetes bem ventilados. Para quem tem cabelo comprido (como eu), a dica é usar uma bandana, de preferência de poliéster.

    Geral:
    – Prefira sempre os tecidos mais leves possível (poliamida, poliéster/elastano tipo drifit, nikefit, climatec, etc). Elas não encharcam e eliminam o suor, fazem evaporar rápido. Evite algodão, moletom, roupas pesadas e sem ventilação.
    – Use peças de cores claras, de preferência branco. Cores escuras (principalmente o preto) absorvem muito o calor da luz solar e torram.
    – Prefira peças de roupa mais apertadas. Quando a roupa é larga, o suor escorre pelo corpo. Quando é apertada, o suor sai diretamente pelo tecido.
    – Se você precisar usar algo mais pesado por cima, use sempre calças ou jaquetas com áreas de respiro nas costas, axilas, peito, etc. Isso não deixa a roupa menos quente, apenas evita de ficar abafado em demasia.
    – Suar é inevitável, mas você pode evitar de parecer um pimentão refogado se você maneirar no rítmo. Quanto mais leve e menos subidas pegar, menos vai suar.
    – Cada peça a mais que você vestir (óculos, relógio, corrente, etc) que ficar em contato com o corpo vai suar mais. Se puder, evite. Se não puder, lembre-se de lavar bem essas áreas e não se esqueça de lavar as roupas e os objetos assim que puder.
    – No caso dos homens, geralmente o problema maior de suor, odor e demora para secar fica nas regiões com pêlos (Tony Ramos que se cuide). Quanto mais macaco o cara fôr, mais vai sofrer com isso. Se não tiver preconceito, depile, pelo menos as axilas, pernas e virilha, que são os pontos mais críticos.
    – Usando mochila, não vai ter jeito, você vai suar muito mais e as costas vão ficar encharcadas. A dica é a mochila que você usa. Prefira modelos esportivos (com áreas de contato que liberam o resto das costas), pequenos e leves. E só leve o que precisar (peso extra, esforço extra, suor extra). Ou, melhor ainda, coloque sua roupa num baú ou alforje. Desse jeito, você libera as costas, sua menos, têm mais liberdade e dentro de um baú, as roupas não amassam (já na mochila…).

    Comentário bem votado! Thumb up 20 Thumb down 0

  • Fernando Norte

    Olá Willian,

    Algumas dicas que podem complementar:
    – A camisa que amassa pode ser levada também naqueles Tupperware usados na cozinha.
    – Eu sempre deixo o tenis (eu uso sapatilha de encaixe) e uma calça jeans no escritório mesmo, levo na segunda e volto com eles na sexta (calça jeans usada apenas durante o expediente não suja tanto assim, não é um dia dois pelo menos).
    – Para o “playground”, e até as axilas também, uma dica é Polviho antiséptico (aquele tubo marrom da Granado, mas sem “sabores”) que mantem seco reduzindo o suor e o atrito também.
    – Procure o estacionamento do prédio que trabalha (ou próximo a ele), se tiver gente vigiando o estacionamento a bicicleta acorrentada entre as rodas e o quadro é suficiente para evitar que seja levada pedalando e facilita para transportá-la para outro lado se atrapalhar alguma manobra dentro dele.
    – As vezes tem até um banheiro no estacionamento para os funcionários que dá para trocar de roupa lá sem ter que entrar no ambiente de trabalho com trajes estranhos e ficar “brincando de super-homem” todo dia na frente dos colegas que adoram te zoar.
    – Pedale tranquilamente, aproveite o passeio em uma marcha mais leve que você também sua menos, é só sair um pouco mais cedo, e ainda assim chegará antes de que ir de carro.

    Boas pedaladas e um bom sorriso no dia-a-dia,

    Fernando G. Norte
    BHte – MG

    Comentário bem votado! Thumb up 34 Thumb down 0

Enviar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>