12 bons motivos para ir de bicicleta

Ciclista na ciclovia da R. 1º de janeiro, na Vila Mariana, em São Paulo. Foto: Willian Cruz

Ciclista em ciclovia da Vila Mariana, em São Paulo. Foto: Willian Cruz

Dicas para o ciclista urbano

1Como se manter seguro

2Pedalando para o trabalho (vídeo)

3Não pedale na contramão

4Ocupe a faixa

5Cuidado com as portas

6O que diz o Código de Trânsito

710 dicas para os dias de chuva

8E se a empresa não tem chuveiro?

97 truques para as subidas mais difíceis

107 dicas para pedalar de madrugada

11Medo de pedalar nas ruas?
Chame um Bike Anjo!

128 dicas para pedalar nos dias frios

Mesmo com cada vez mais bicicletas nas ruas, muita gente ainda estranha quem deixa o carro de lado para usar a magrela. Entenda por que cada vez mais gente opta pela bicicleta como meio de transporte, ainda que eventualmente.

1Economia de tempo

Levo sempre 30 minutos no trajeto do trabalho até em casa, tendo trânsito ou não, com chuva ou com sol, em qualquer horário. De carro, esse tempo chegava a uma hora e meia, nos piores dias. Cheguei até a levar duas horas de carro nesse mesmo trajeto, em um dia de chuva! Os Desafios Intermodais realizados em várias cidades do país comprovam que a bicicleta é bem mais rápida que o carro nas grandes cidades nos horários de pico.

2Economia de dinheiro

Combustível, estacionamento, flanelinha, seguro, IPVA, troca de óleo, balanceamento, mecânico, funilaria, retoque na pintura… Tudo isso fica para trás. E as peças e eventuais reparos de uma bicicleta têm custo muito baixo, principalmente se comparados com os de um automóvel. O investimento para adquirir o veículo também é muitíssimo menor.

Foto: Dave King (cc)

Foto: Dave King (cc)

3Menos stress no trajeto

Um sinal que abre e fecha três vezes, vinte metros à sua frente, permitindo a passagem de menos de meia dúzia de carros, não há Cristo que aguente…

4Mudança no humor

Além da diminuição do stress relacionado ao trânsito, as endorfinas liberadas pelo exercício contribuem para um relaxamento muscular e mental que faz os praticantes de atividade física regular verem a vida com outros olhos. O humor melhora tanto no trabalho como em casa. E um relacionamento melhor com os colegas proporciona um ambiente de trabalho mais agradável para todos.

Foto: Aline Cavalcante

Foto: Aline Cavalcante

5Produtividade no trabalho

A produtividade no trabalho aumenta, em decorrência do melhor humor e da diminuição do stress. A cabeça tranquila permite um melhor julgamento em situações críticas.

6Menor preocupação com assaltos

Por incrível que possa parecer, ficamos muito mais tranquilos na bicicleta do que dentro de um carro em relação a assaltos. Se você vir uma pessoa com atitude suspeita perto de onde parou para esperar o sinal abrir, estando de carro só é possível rezar; na bicicleta, há uma visão muito abrangente do que está em volta, o que permite identificar rapidamente alguém com atitude suspeita, evitando o confronto. Além do mais, não dá para fazer sequestro-relâmpago com ciclista. 🙂

7Não coloca vidas em risco

Uma pessoa tem que ser muito criativa para conseguir matar outra com uma bicicleta. Já com os carros, basta tentar acender um cigarro, atender o celular, mudar a estação do rádio, pegar um batom no porta-luvas ou mesmo olhar para o lado errado na hora errada e pronto, já existe a chance de ceifar a vida de alguém que está na calçada esperando um ônibus. Os veículos automotores causam 43 mil mortes e 153 mil internações no SUS por ano no Brasil (2011). São números comparáveis aos das guerras. Para se ter uma ideia, no ataque às torres gêmeas de 11 de setembro de 2001 morreram cerca de 3 mil pessoas – ou seja, temos mais de um World Trade Center por mês no nosso quintal, sem ninguém se comover além das famílias das vítimas.

8Não polui o ar que nossas crianças respiram

Em São Paulo, a poluição mata indiretamente vinte pessoas por dia, agravando e acelerando problemas como infarto, acidente vascular cerebral, pneumonia, asma e câncer de pulmão. E 90% das emissões de poluentes em São Paulo é causada pelos veículos automotores. Cálculos rápidos: 90% de 20 mortes diárias significa que o uso de veículos motorizados causa 18 mortes por dia nessa cidade. E 84% da frota da capital paulista (abril/2016) é composta de motos e carros, resultando em mais de 15 óbitos por dia decorrentes da escolha que as pessoas fazem na hora de se locomover. Não quero ser conivente com essas mortes.

9Respira-se um ar menos poluído

E não é só por não gerar poluição! Ao contrário do que se pensa, o ar dentro dos veículos é mais poluído do que o ar do lado de fora. E quem diz isso não sou eu, é a Cetesb! E não só eles: o Instituto do Coração comprovou e a “Associação da Qualidade do Ar em Interiores dos Estados Unidos” também afirma isso. Entenda aqui por que ciclistas respiram menos poluição do que quem está nos carros.

Robert Marchand: Aos 90 anos, completou os 600 km da Bordeaux-Paris, em 36h. Ao fazer 100 anos, bateu um recorde para sua idade, pedalando por uma hora em um velódromo, com uma bicicleta fixa. “Agora estou reduzindo o ritmo”.

10Saúde e vida mais longa

A atividade física regular previne doenças cardíacas e AVCs, hipertensão, ajuda a prevenir e a controlar o diabetes, aumenta a resistência aeróbica, reduz a obesidade, ativa a musculatura de todo o corpo, diminui a ocorrência de doenças crônicas, faz bem para a saúde do idoso e aumenta o tempo de vida. Adotar a bicicleta em seus deslocamentos é uma maneira simples (e barata) de encaixar essa atividade física no seu dia a dia.

11Os resultados físicos são visíveis

Há aumento de massa muscular, queima de calorias e melhoria da capacidade respiratória. É uma academia ao ar livre, mais prazerosa e sem a sensação que muitas pessoas têm em relação a atividades físicas, quando elas são realizadas apenas com o objetivo de perder peso ou melhorar a aparência. Nesses casos, o exercício passa a ser encarado como uma obrigação e não um prazer, o que causa uma taxa de desistência muito grande (não é à toa que as academias hoje em dia obrigam a pagar algumas mensalidades antecipadamente na inscrição).

A utilização da bicicleta como meio de transporte não é um compromisso a mais para encaixar na agenda: passa a fazer parte da sua rotina, ocupando um tempo que antes era improdutivo e estressante.

12Sensação de liberdade

Não há nada que pague passar tranquilamente de bicicleta por aquela fila de carros parados no congestionamento, não se sentir imobilizado no trânsito, ter 360º de visão, poder olhar o chão e o céu, notar casas, pessoas, cheiros, sons, árvores e pássaros, sentir o sol na pele, o vento no rosto… Precisa mais? 🙂

Quer entender melhor? Dê uma chance a si mesmo e tente!


326 comentários para 12 bons motivos para ir de bicicleta

  • Romulo

    Bom dia!
    Muito bom o artigo e com argumentos bem convincentes.
    Mas seria muito interessante que TODO motorista (automóvel, ônibus, motocicleta ou caminhão)
    fosse ciclista por pelo menos tres dias, para poder enfrentar as dificuldades e perigos que
    o transito oferece e dessa forma passar a respeitar mais, não somente o ciclista, mas a vida em geral.

    Thumb up 3 Thumb down 1

  • márcio rodrigues

    Muito bom esse texto como todos que vocês produzem.Parabéns… Eu vou e volto de bike para o trabalho todos os dias,são 10km para ir mais 10km para voltar…total de 20 km por dia. É claro de se ver a minha disposição quando chego de bike no trabalho,chego feliz e disposto…já quando chego ao trabalho de ônibus… sono e indisposição,principalmente nas segundas-feiras né…rsrsrs. Pedalo a mais de 20 anos,por aqui e no Japão onde morei por 6 anos. Lá também,para todos os lugares que eu me locomovia eu ia de bike. Espero que façam em breve a ciclovia da Eliseu de Almeida e que façam também uma outra ciclovia na Rua Alvarenga sentido ponte Cidade Universitária,naquela região o fluxo de ciclistas é muito grande.Abraços para todos amantes e não amantes das magrelas.

    Thumb up 3 Thumb down 1

  • Bruno

    Porque ir de bicicleta? (risos). Bicicleta é boa pra andar em ambientes fechados e/ou parques. Não me abstenho do direito de andar livremente pela cidade, só não quero ser atropelado pelo primeiro INCONSEQUENTE que atravessar meu caminho de carro/ônibus/caminhão. Por que é isso o que acontece na cidade de SÃO PAULO, ou melhor, no Brasil!!!! O Brasil nunca será um país civilizado, INFELIZMENTE. Gostaria muito de pensar o contrário. Isso mesmo brasileiros, vão… ANDEM DE BIKE e sejam atropelados, e tenham seus braços arrancados como o trabalhador David Souza. Se NINGUÉM tem a CAPACIDADE de se indignar com casos como este citado eu me INDIGNO por todos.

    Thumb up 4 Thumb down 3

  • João

    Então, sou paulistano e costumo pedalar (menos do que gostaria) mas uso a bike para passear de final de semana e às vezes para fazer uns trajetos durante a semana.
    Infelizmente aqui ainda é uma das cidades mais hostis para os ciclistas, principalmente para aqueles que pretendem usar como meio de transporte e não somente lazer. E infelizmente a bike ainda é considerada como meio de lazer pela sociedade e pelas autoridades paulistanas, infelizmente.
    Apesar de todas as vantagens mencionadas no texto, trabalhar de bike ainda é para poucos. Os principais fatores que inviabilizam ao meu ver são:
    – Impossibilidade de transportar a bike no metrô ou trem no horário comercial
    – Ausência de vestiário na maioria das empresas (nos dias quentes não tem como não chegar suado, dependendo da altimetria e distância do percurso)
    – Ausência de bicicletário na maioria das empresas
    Se houver uma mudança mais profunda nesses pontos aí vai ser muito mais propício. A questão é: as autoridades e empresas tem interesse? A comunidade do ciclismo tem que continuar pressionando e ganhando mais voluntários!

    Thumb up 0 Thumb down 1

  • Koiti Yoshimura

    Em julho irei completar 74 anos e venho pedalando desde os meus 10 anos e sempre por gostar; Ultimamente além de gostar , tornou-se uma opção forçada com tantos problemas que é sair de casa de carro. O texto ilustra muito bem essa questão e como uma bicicleta pode atenuar em muito todos o problemas; Com a participação de pedaladas em grupo chamado PAC,além de pedalar como opção de transito caótico, pedalar para mim é forma muito legal de entretimento e cuidar da saúde física e mental. Parabéns pelo texto.

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Daniel de Aaraújo Sena

    Ótima matéria, explicando de forma clara, direta e objetiva os benefícios de se usar bicicletas como meio de transporte, vou colocar em minha página do face, recomendando e elogiando o seu site , dê uma olha lá assim que puder. https://www.facebook.com/ciclovias.jah

    Thumb up 0 Thumb down 1

  • Bruno

    Comprei minha bike, chegou hoje, e vou começar a utiliza-la diariamente para ir trabalhar…

    Espero gostar tanto assim, tomara, estou empolgado…

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • P

    Adotei definitivamente a bicicleta há pouco mais de um ano. Antes disso, houve um período na adolescencia que usava bastante, mas depois acabei parando nem sei bem por quê. Comprei minha bike atual há uns anos, mas não tinha coragem de encarar o trânsito com ela. Um dia, tomei a decisão: vou adotar a bike. E desde então fui perdendo o medo e aprendendo um mooonte de coisas legais graças a sites como este e muita gente legal que fui encontrando pelo caminho nesse meio. Só alegria. De quebra, vendo minha satisfação, alguns amigos também estão aderindo. Quer coisa melhor? É um círculo virtuoso!

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Marcela Regina

    Vou para o Karate de bike, economizo o valor de quatro conduções, e já chego com o corpo aquecido e potencializa os efeitos do treino.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Marlene

    Amei a materia!!, adoro andar de bike!!

    Thumb up 2 Thumb down 1

  • valmir nunes de oliveira

    boa tarde olha eu atorei e gostei olha eu petalo ja faz muido tempo e er um esport que eu gosto mais de fazer muido mesmo eu petalo quase todos finais de semana com meus colegas e bom que voce faz novas amizades que isso que e bom praticar e eu lir as regras e sim todos andacem como manda a regra todos andavam muidos mais direidos no transido porque evidariam acidente ou mortes eu lir e comcordo tudo o que estar escrito no texto.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Gustavo

    Imagina bicleta como alternativa ao trânsito de Belo Horizonte ? Só se for pra por a bike nas costas, pq é muito morro (não ladeira, é morro mesmo!). A maioria dos bairros é puro morro, apenas o centrão mesmo é mais plano. Bicicleta é muito bom, mas em BH, não dá pra usar assim.

    Thumb up 0 Thumb down 0

    • Glauco Guirado

      Colega. Não andava de bicicleta desde os 16 anos. Hoje tenho 40. Há 5 meses atrás eu não imaginava nem mesmo indo ao final da rua de bike. Ganhei uma de um colega que tem várias. Moro em Mairiporã, na Serra da Cantareira. São 6 km so de subida brava. Se não der pra pedalar, vou empurrando mesmo. Trabalho Fazendo visitas técnicas de contrato de manutenção em Lans. Os meus pontos de atendimento estão em São Paulo Capital em torno de 25 km.

      Vou tranquilo. e Na volta não tem jeito.. Muita água e marcha leve na subida, que leva em média 25 a 30 minutos. Ao total são 50 a 60 km diários de pedal. Minha bike é uma Peugeot com 18 marchas. Quadro de ferro. Bem pesada. Ainda transporto um alforge improvisado com mochila de ferramentas que pesa uns 10kg .. As vezes tenho que trazer e levar cpu no bagageiro… Só não pode ter pressa de chegar no destino. Faço uma previsão de tempo e saio mais cedo.

      As vezes utilizo de caminhos mais longos para enfrentar menos subidas.

      Os beneficios são notados rapidamente. Disposição para acordar cedo, estrutura muscular bem rígida e avantajada, Admiração por parte dos colegas e clientes, Estresse Zero (eu vivia irritado), Melhora o fôlego, e outras coisa mais.

      Não desista não colega. Não veja fronteiras. A pior barreira somos nós que criamos. Vença a subida aos poucos. Uma pedalada de cada vez. Sem olhar para quanto ainda falta. Pise nos eixos dos pedais com a parte mais larga dos pés, tipo entre a lateral da base do dedão e o dedo mindinho. Procure pedalar com os pés ligeiramente voltados para dentro. Altura do banco é importante. Mais ou menos na altura do osso lateral da bacia. Se cansar. Pare. descanse 5 minutos beba bastante água e continue.

      Um Abraço
      Glauco Guirado
      http://www.youtube.com/user/gguirado

      Thumb up 2 Thumb down 0

    • Willian Cruz

      Gustavo, tem muita gente que já utiliza a bicicleta em Belo Horizonte. Parece que os morros não lhes incomodam a ponto de desistir.

      Thumb up 3 Thumb down 1

  • sergio ladeira

    V amos pessoal aderir o meio de transporte mais barato, saudavel , e mais rapido, deste traznsito infernal que temos em São Paulo, esperamos que oproximo prefeito tome uma decisão a respeito das ciclo vias, não so aos domingos.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Carlos Gomes

    Adorei as infoirmações do site e a iniciativa de ter grupos ensinando na Jaqueira as pessoas andarem de BIKE.

    Estou a disposição para ajudar o grupo.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Luiz Fernando Bittencourt

    Se alguém souber quem colocou a Bike Branca (ligado a galera do Ghost Bike), devido ao trágico acidente fatal com uma senhora que fora atropelada por um caminhão na última quinta-feira em Santos, na confluênbcia das avenidas Conselheiro Nébias e Afonso Pena, favor entrar em contato direto comigo pelo meu Face (Luiz Fernando Bittencourt) ou Orkut (LUFEBITTENCOURT). A senhora carregava consigo um gatinho que tinha acabado de pegar na rua e ia castrar r era famosa por ajudar animais homless. Meu e-mail é lufebittencourt@yahoo.com.br

    Abçs a tds e viva as bikes.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Anderson Ferreira

    Olá!Sou do DF e me desloco de bike para ir ao trabalho.
    Digo que tenho prazer em levantar às 5:30h da manhã, pegar
    a magrela e sair sem nenhuma preocupação com horário de ônibus (e cheios!)
    e desfrutar dos beneficios que pedalar nos traz!
    Parabéns pelo Blog e suas dicas!

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Glauco

    Bom, não troquei o carro definitivamente pela bicicleta, mas procuro usar bike o máximo possível. O único inconveniente é que moro na Serra da Cantareira e quase todos os lugares que vou estão em São Paulo entre 5 e 12 Km. E na hora de voltar é subida pacas. E o lance de chegar suado nos locais. Mas até ai… Tá dando pra contornar. Levo uma camiseta reserva na bolsa. As vezes perguntam. Onde você deixou seu carro? e eu digo vim de bike. As pessoas parecem não entender ou não acreditar.

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Alba

    Desde criança sempre gostei muito de andar de bike, vou pro trabalho e pra faculdade de carro, mas segundo uma analise bancaria gasto 25% do meu salário com transporte, e isso precisa mudar. Não aguento esperar ônibus, já tive moto, mas o trânsito está cada dia mais tenso. Vou comprar uma bike ainda nesta semana, já analisei meu trajeto, conversei com um amigo que é ciclista e sei que quando trocar o carro pela bike, espero ao começar não querer voltar atrás, mas confesso que tenho um pouco de medo de pedalar nas ruas e a noite.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • ANDERSON MANTOVANI

    Quero deixar registrado o meu exemplo:

    Tenho carro, mas me locomovia ao trabalho de ônibus e metrô, para não ficar mais estressado.
    Trajeto: do km 212 da rodovia pres dutra (trevo de bonsucesso em Guarulhos-SP)à altura do nº 1600 da av casa verde (jd.sao bento-SP), totalizando 29 km, ou seja, 58 km ida e volta.
    Após 6 meses, resolvi adquirir uma moto.
    Problema resolvido: um trajeto que antes era de 2 horas passou a ser de no máximo 45 minutos, faça chuva ou sol.
    Ledo engano.
    Após 7 meses pilotando uma moto em SP, fiquei muito preocupado e tenso no trânsito. São muitos os riscos e apuros.
    Então resolvi, ressurgir minha bike das cinzas….rsrsrsrs
    E hoje, após 1 mês pedalando, realizo este trajeto de bike 3 x por semana, no tempo de 01:20 hrs.
    Os beneficios são enormes……
    Qdo sai pela 1.a vez, pensei que não aguentaria chegar ao destino ainda no mesmo dia….rsrsrs…mas qdo cheguei próximo…me senti completamente realizado, com um pequeno pedaço do meu objetivo alcançado. Fiz o percurso em 01:55 hr., o mesmo tempo que levava de transporte público.
    É muito bom e prazeroso.
    Já me chamaram de louco…mas apenas dou gargalhadas…..rsrsrs

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Koiti Yoshimura

    Sou como muitos que fizeram os comentários acima; Adoro bike desde os meus 12 anos e hoje com 73 anos pedalo com o Grupo PAC sábados, domingos e noites de quartas, além de pedalar também em ruas e avenidas de Sampa; A questão Biker x Motorista é uma questão de educação e vai demandar um bom tempo para tornar se mais calma; Mas , pela minha experiência não vejo e nem sinto tanta agressividade como muitas vezes vejo em comentários ; Existem é claro , mas isso acontece também entre motoristas , contra os motociclistas e pedestres ; São pessoa arrogantes e prepotentes em qualquer lugar e situação e desses ,temos que tomar muito cuidado estando dentro de um carro , sobre uma moto , biker ou omo pedestre. Pedalar exige alguns cuidados específicos , porque estamos em equilíbrio sobre duas rodas e em movimento e qualquer “esbarrão” ou um buraco pode nos comprometer ; Como biker ,pedestre e motorista ativo , conforme condição que eu estiver, vou respeitando as sinalizações de transito ; As vezes até ando de bike na contra mão para evitar uma subida ou ter que dar volta como se fosse carro , mas nessa situação , sou como um pedestre ; sobre a calçada dou total preferência ao pedestre , empurrando se necessário e em relação aos carros e ônibus , procuro estar sempre visível do motorista e paro se necessário.Nas grandes avenidas é necessários maiores cuidados devido ao limite de velocidade permitido maior , e faixas exclusivo de ônibus em que o motorista tem “pontos cego” e ultrapassagens entre eles. E assim rodo cidade toda há muitos anos sem abusos e nunca me vi em situação de risco . Espero ter companhia cada vez maior de ciclistas.

    Comentário bem votado! Thumb up 7 Thumb down 0

  • rodrigo cajú

    Achei ótimo! Seria também importante escrever um artigo sobre como guardar a roupa molhada de suor no trabalho. Qual a melhor maneira de carregar um bolsa adequada para guardar a roupa depois da pedalada, visto que moramos em um país de clima quente. Vejo que existem pessoas que não aderem ao transporte por bicicleta porque se preocupam bastante com a roupa que irão usar no trabalho.

    Thumb up 0 Thumb down 0

    • Willian Cruz

      Rodrigo, com a roupa depois da pedalada eu não tenho muita frescura não: enfio num saco plástico e enrole ele bem, pra não ficar cheirando dentro da mochila. Em casa eu vejo. 🙂

      Thumb up 0 Thumb down 1

  • Germana

    Mas que ÓTIMA notícia essa de respirarmos menos poluição que quem tá de carro! Confesso que isso me deixava bastante braba quando eu me via numa avenida respirando aquele monte de descargas tóxicas enquanto quem as gera parece imune, por estar dentro do veículo. Mais um ponto pra bike!! o/

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Danilo Almeida

    Já morei na caótica Sampa por 5 anos, hoje voltei a minha região, sou da baixada santista, litoral de SP. Aqui as cidades são em sua grande parte planas e existem muitas ciclovias. Não estão sempre no melhor estado, mas comparando com cidades como São Paulo parece que estamos no paraíso. Só na Praia Grande existem mais de 70 km de malha cicloviária. Existem pontos de ligação entre as cidades, ainda longe do ideal, mas existem.

    Apesar de muitas pessoas aqui usarem bike, ainda não existe a mentalidade do ciclista urbano, talvez mais a do ciclista esportista. Muitos andam de bike sonhando com o carro parado ao lado, infelizmente.

    Eu tenho carro, moto e bike na garagem, porém ando de bike o máximo possível, fazendo distâncias de 30, 50km por dia, e isso ainda causa estranhamento em alguns amigos. Quando eu comento dos benefícios da bike e da nossa “sorte” por possuir tantas ciclovias eles “parecem” entender, mas ainda acham estranho. rsrs

    Vamos seguindo dando exemplo. Felizmente muita gente em Sampa está olhando com outros olhos para a magrela, espero que aqui na baixada essa mentalidade se popularize, pois a bike já é!

    Willian, parabéns pela atitude e pelo bonito trabalho!

    Forte abraço
    Danilo.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Eu vou de bike - Blog do voluntário onlineBlog do voluntário online

    […] Então veja os outros motivos e mude você também: http://vadebike.org/2006/06/por-que-ir-de-bicicleta/ […]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Carlos Eduardo Quintanilha

    Muito bom! quero trocar o carro por bicicleta… mas to na duvida de qual bicicleta comprar para esse fim!!
    Me ajudem!

    Obrigado!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Jackson

    Moro no Rio onde o trânsito só piora a cada dia e com isso investi em uma Bike ótima com bons equipamentos de segurança, mas ainda não tive coragem de ir para a rua, acho que vou ser atropelado na primeira esquina. Percebo que falta muita educação no trânsito para tornar a bicicleta segura. Mas pretendo dar o primeiro passo ou a primeira pedalada.

    Thumb up 0 Thumb down 0

    • Fabricio Semmler

      Jackson, existe um projeto muito interessante pensado para ajudar justamente pessoas como você. Chama-se Bike Anjo. Você entra no site e solicita um bike anjo, e um ciclista mais experiente é designado para te dar a assistência necessária para começar a pedalar no trânsito. Dá uma olhada: http://www.bikeanjo.com.br

      Thumb up 3 Thumb down 0

  • Maria xiquinha

    [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 0 Thumb down 5

    • Willian Cruz

      Maria, justamente por ter pouco tempo disponível decidi usar a bicicleta nos meus deslocamentos. Não tenho tempo para ficar parado no congestionamento, prefiro chegar mais cedo em casa e passar mais tempo com a minha família.

      Thumb up 4 Thumb down 1

  • Edgar

    Excelente texto, parabéns! Eu sou ciclista desde criança e estou achando ótima essa onda verde, trazendo as pessoas a utilizarem bicicleta, seja a lazer ou como meio de transporte. Mas precisamos com urgência, que seja feita uma campanha para conscientização de como a bike deve ser utilizada, não aguento mais ver pessoas quase sendo atropeladas por uns imbecis que se metem a andar pelas calçadas. Abraços!

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Augusto Cesar Borges

    No meu Estado PE, os governantes não investem no ciclismo utilitário, apesar de existir muita pressão por parte dos ciclistas, que não para de crescer. A região metropolitana do Recife é plana ótima para para a prática e torna-se perigosa por existir pouquissimas ciclovias, não seria difícil, bastaria um projeto de lei para construir em todas as ruas e avenidas, aproveitando os canteiros centrais das grandes avenidas ou diminuir a calçada 0,5m e 1m da rua, fazendo ciclovias de mão única. Aqui antes se usava a biscicleta por questão financeira, pessoas sem condição de pagar a passagem nos coletivos, hoje tenho notado que é por causa dos engarrafamentos. Do meu trabalho de carro gasto 1 hora e meia, de biscleta 45 minutos, o percurso é de aproximadamente 15Km. Os nossos governantes tem que ter sensibilidade das vantagens geradas pelo ciclismo utilitário, aqui nos arriscamos muito nossas vidas, talvez se fundarcemos uma associação com uma gande quantidade de gente com o mesmo propósito ficaria mais fácil resolver.
    Abraço a todos.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • everaldo

    O carro para muitos é visto como uma sensação de bens adquiridos, de poder e a bicicleta para muitos é vista como algo que se consegue pouco. No meu meu caso eu não posso dirigir e a bicicleta eu uso para tudo, para ir ao centro da cidade,para fazer o rancho da casa, para resolver negócios quando é possível não vou de ônibus. Então eu não saio simplesmente para passeio por que já vivo passeando mas apesar de as vezes eu sento falta de um carro mesmo assim eu gosto muito de andar de bicicleta pois tenho sensação de liberdade.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • lenka

    TOdo todo lo que decis MUY COMPLETO tu informe.
    Gracias!

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Jomar Souza

    William, excelente texto. Há dois meses passei a usar a bicicleta como transporte de casa para o trabalho. Uma sensação fantástica. Além do mais, na minha profissão, é importante dar o exemplo.
    Abraço,
    Jomar Souza – CRM 11.443/BA
    Médico
    Especialista em Medicina do Exercício e do Esporte
    Presidente da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Rony

    Olá,
    Já li e continuo lendo muita coisa sobre “como pedalar na cidade” antes de realmente adquirir uma. Ouve-se muitas pessoas contando vantagem da bicicleta no sentido que “você, não vai gastar gasolina”, valet, estacionamento, etc etc etc…ou seja tudo comparado com o carro – é fato que muitos ciclistas não passam de motoristas frustados…de alguma forma -, mas o lance é que eu não tenho carro e nem pretendo ter, então, partindo da premissa citada no inicio deste post, quais seriam as minhas maiores vantagens haja vista que, parece ser tão perigoso optar pela magrela como meio de transporte? Vontade pra isso eu tenho, mas…e aí?

    valeu pessoal, obrigado! Fico no aguardo de possiveis esclarecimentos dos reais entendidos no assunto.

    Rony carvalheiro

    Thumb up 0 Thumb down 0

    • Thiago Pereira

      Fala Rony.
      Bom, como você nunca teve carro e nem pretende ter, eu já vejo um benefício inicial para você que seria a questão de saúde e condicionamento físico. Já vai economizar uma $$ com remédios quando ficar mais experiente ;). Conhecerá locais e pessoas que estando em um carro, dificilmente conheceria (Existe um restaurante sensacional perto de minha residência, mas tem como entrada uma portinha. Só de bike ou como pedestre mesmo. 15 anos morando aqui e descobri o mês passado). Um benefício que você não perceberá de imediato, mas que fará sua parte é a questão de meio ambiente. E com certeza ajudará seus filhos, netos e etc. De inicio são esses os benefícios
      abs

      Thumb up 3 Thumb down 0

    • Willian Cruz

      Oi, Rony. O Thiago já deu uma boa resposta. Mas eu diria que você terá todos os benefícios descritos nessa página, só não sendo aplicáveis os referentes a poluição. O exercício físico fará bem para seu corpo e mente, sua saúde melhora, seu humor, você conhecerá lugares e pessoas que de outra forma não conheceria e viverá mais sua cidade, podendo ir a qualquer cantinho a qualquer hora, sem se preocupar com itinerários e demoras do transporte público, por exemplo. E pedalar nas ruas não é tão perigoso como você pensa não… 🙂

      Abraço!

      Thumb up 2 Thumb down 1

  • Vladimir

    Que legal que tem tanta gente usando a bike como meio de transporte! :). Sou de Maringá-PR, e por aqui a coisa ainda é complicada. Vários caipiras tirando camionetes novas e carros novos entupindo as ruas… Me sinto um E.T. por aqui, é difícil convencer o povo… piadas então (que sinceramente só me encorajam mais ainda) eu ouço aos montes. Mas a história prova que a maioria quase sempre faz as piores escolhas.. kkkkk. Parabéns galera! E lembrem-se (como fica evidente no texto da nossa amiga) que pra ver a mudança que queremos, é preciso que nós a façamos acontecer! Valeu!

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • MÁRCIA MOTA

    Rapazes! show de bola essa matéria..
    Eu vou quase todos os dias de bike para o meu trabalho..amo de paixão..chego no trabalho feliz..rs
    e qdo volto então nem se fale..a noite esta fresca e volto cantando…rs..
    um feliz 2012.
    abs!
    Maah.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • CESAR

    Sou ciclista utilitário há mais de 30 anos, sempre gostei de usar a bicicleta como meio de transporte,faço minha contribuição com o meio ambiente e preservação das vias públicas, em contrpartida ganhei uma ótima saúde física,mental e estética. Não entendo porque nossos governantes não investem nesse meio de transporte,poderia diminuir a carga tributária(o que foi feito c/carros e motos)e construção de ciclovias. Essas medidas iria diminuir bastante as superlotações nos ambulatórios médicos, as pessoas teria mais humor(liberação de endorfinas, seretoninas e dopaminas, hormônios do bem estar). Todos ganharia. Infelismente na minha cidade o Recife é muito pobre nesse aspecto,apesar de ter bastante ciclistas utilitários.
    Um abraço a todos!

    Thumb up 4 Thumb down 1

  • Karina

    Eu adoro andar de bicicleta, em Santos é bem fácil pois tem ciclovia em todo o lugar, mas eu gostaria de andar em São Paulo, só que tenho medo dos malucos que andam de madrugada e de ser assaltada… vou trabalhar das 22h as 4h e seria muito bom se eu pudesse ir e voltar de bike….

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Adote a bicicleta como transporte e ganhe tempo, dinheiro e saúde | ROYAL PALM Hotels & Resorts - Minha Próxima Viagem

    […] como capacete e colete refletivo para uso à noite. É possível encontrar dicas úteis no blog Vá de Bike. Boas pedaladas! […]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Augusto Cesar C. Borges

    Mais de 20 anos que sou ciclista utilitário, tento convencer as pessoas do meu Estado, a importância desse meio de transporte para todos os fins. Acho que deriamos nos unir no sentido de forçar os nossos governantes incentivar a população usar mais bicicleta, além de todas as vantagens para o meio ambiente, o próprio governo iria economizar milhões na saúde publica, diminuiria muito os atendimentos médicos.

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • lucas

    eu nao acho q ir de carro e \\\\\\\\\\\\\

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Marcio Benedetti

    A maior estupidez que existe no mundo moderno é um indivíduo de 70kg andar em um carro que pesa 1000kg.
    A bicicleta utilizada por 20% dos motoristas como primeiro veículo, traria benefícios imensos as grandes cidades.
    Cabe a nós ciclistas demonstrar isto e batalhar por uma logística de trânsito que crie espaços seguros para os ciclistas nas ruas dos grandes centros.

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • Reginaldo Nery

    Realmente você tem razão, eu não tenho carro, mais já usei muito ônibus, atualmente tenho minha 4a. bike, usu-a muito, ir na padaria, na feira, supermecardo, a tarde passear e visitar os amigos, portante conheço bem o que você esta expondo. Gostei muito do blog, de muita utilidade, parabéns, e espero que no futuro essa situação mude, pois o planeta e as pessoas, vão agradecer!

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Souza

    Muito legal, fantástico. Concordo e tento fazer a minha parte incentivando e promovendo passeios na minha região. Pratico ciclismo desde 1998 e participo de provas de competições no estado do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Silvia

    Willian, suas dicas são ótimas, mas eu ainda tenho muito medo dos carros e afins. Adoraria seguir as regras de trânsito à risca, mas meu medo dos maus motoristas é maior. Quando estou com minhas filhas, então, nem se fala. Ensino a andar de bicicleta para locomoção sempre que possível, mas não tenho coragem de ensinar na rua. Moro num bairro relativamente calmo, mas voltado para carros, apesar de ter ciclofaixa (bastante usada como estacionamento de carros) nos dois lados da avenida principal. Eu não consigo sentir firmeza para andar sem ver os carros (concordo com todos os teus argumentos, mas eu preciso ver os carros, caso contrário eu deixo a bicicleta em casa e vou de carro, não tem jeito), nem tenho coragem de deixar minhas filhas andarem na rua. Como há poucos pedestres (a maioria está enfiada nos carros), dá para elas andarem na calçada, mas repito o tempo todo que a calçada é dos pedestres, e que eles têm prioridade SEMPRE. Confesso que nem sempre é divertido sair com elas de bicicleta porque tenho que ficar orientando o tempo todo (olha o pedestre, cuidado com o carro saindo do comércio etc.), mas é necessário para criar o hábito.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • analucia merari

    eu não sei andar de bike…tenho 38 anos.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • analucia merari

    ME EMPOLGUEI ADORO ESSE ESTILO E VIDA COMPREI ATÉ UMA BICICLETA…
    MAS NUNCACONSEGUIR ANDAR…TREINAVA NA QUADRA DO CONDOMÍNIO,
    MAS FICAVA TANTAS PESSOAS OLHANDO QUE DESISTIR,HOJE
    QUERO FAZER TRILHA COM MEU MARIDO,PASSEIOS NOTURNOS E NÃO POSSO.
    alguém me dá uma dica;meu estado até onde pesquiso não tem
    nada de escola de bike,passeios noturnos,bicicletadas;que pena!!!

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Enio

    William, texto muito bom… concordo plenamente em tudo… vou pro trabalho de bike há um mês… uso o carro poucas vezes… creio que o maior problema sejam os vestiários que faltam nos prédios( só comecei a usar a bike quando vim para um prédio que havia um)…

    Parabéns…
    Abraço.

    Thumb up 1 Thumb down 1

  • Nova seção – Dicas para o novo ciclista « Quer começar a pedalar? Chame um bike anjo!

    […] 1. Ainda não está convencido de começar a pedalar? (Willian Cruz – vadebike.org) 2. Dicas Gerais (Willian Cruz – vadebike.org) 3. Antes de começar a pedalar 4. Durante as primeiras pedaladas 5. Por que ocupar a faixa (Willian Cruz – vadebike.org) 6. Por que não pedalar na contramão (Willian Cruz – vadebike.org) 7. Como ir de bike ao trabalho sem chuveiro (vídeo – Pedalinas) 8. Legislação para o ciclista (Willian Cruz – vadebike.org) 9. Seja um agente de mudança! (Dicas com telefones para denúncia, problemas com motoristas, etc) […]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • PATRICIA SADALLA COLLESE

    Pedalo com a minha FELISA ( a nova bicicleta eletrica da Porto ) há 7 meses e uso ela pra tudo, vou pro trabalho, visitar clientes no sacolão padaria etc. Me sinto muito bem e a bicicleta por incrivel que pareça tem muito menos risco que um carro em todos os sentidos. Ganhei muita saude, bom humor, economizo pelo menos R$ 200,00 por mês em combustivel, não pago estacionamento, não tomo multa e gasto cerca de R$ 5,00 por mês de luz pra recarregar as baterias da minha felisa ( bike eletrica ). So uso o motor pra me ajudar a dar arrancadas , nas subidas ou praganhar mais velocidade. Como corretora de seguros estou vendendo a nova bicicleta eletrica da Porto Seguro ( que é uma ideia minha )0 e que tem como homenagem o nome de meu pai.
    Patricia Sadalla Collese

    Thumb up 0 Thumb down 0

Enviar resposta para Nara Cancelar resposta

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>