12 motivos para ir de bicicleta

Ciclista compartilhando a via na Av. Paulista. Foto: Mathias

Ciclista compartilhando a via na Av. Paulista. Foto: Mathias


Dicas para o ciclista urbano
1Como se manter seguro

2Pedalando para o trabalho (vídeo)

3Não pedale na contramão

4Ocupe a faixa

5Cuidado com as portas

6O que diz o Código de Trânsito

710 dicas para os dias de chuva

8E se a empresa não tem chuveiro?

97 truques para as subidas mais difíceis

107 cuidados para pedalar de madrugada

11Medo de pedalar nas ruas?
Chame um Bike Anjo!

Mesmo com cada vez mais bicicletas nas ruas, muita gente ainda estranha quem deixa o carro de lado para usar a magrela. Entenda por que cada vez mais gente opta pela bicicleta como meio de transporte, ainda que eventualmente.

1Economia de tempo

Levo sempre 30 minutos no trajeto do trabalho até em casa, tendo trânsito ou não, com chuva ou com sol, em qualquer horário. De carro, esse tempo chegava a uma hora e meia, nos piores dias. Cheguei até a levar duas horas de carro nesse mesmo trajeto, em um dia de chuva! Os Desafios Intermodais realizados em várias cidades do país comprovam que a bicicleta é bem mais rápida que o carro nas grandes cidades nos horários de pico.

2Economia de dinheiro

Combustível, estacionamento, flanelinha, seguro, IPVA, troca de óleo, balanceamento, mecânico, funilaria, retoque na pintura… Tudo isso fica para trás. E as peças e eventuais reparos de uma bicicleta têm custo muito baixo, principalmente se comparados com os de um automóvel. O investimento para adquirir o veículo também é muitíssimo menor.

Foto: Dave King (cc)

Foto: Dave King (cc)

3Menos stress no trajeto

Um sinal que abre e fecha três vezes, vinte metros à sua frente, permitindo a passagem de menos de meia dúzia de carros, não há Cristo que aguente…

4Mudança no humor

Além da diminuição do stress relacionado ao trânsito, as endorfinas liberadas pelo exercício contribuem para um relaxamento muscular e mental que faz os praticantes de atividade física regular verem a vida com outros olhos. O humor melhora tanto no trabalho como em casa. E um relacionamento melhor com os colegas proporciona um ambiente de trabalho mais agradável para todos.

Foto: Aline Cavalcante

Foto: Aline Cavalcante

5Produtividade no trabalho

A produtividade no trabalho aumenta, em decorrência do melhor humor e da diminuição do stress. A cabeça tranquila permite um melhor julgamento em situações críticas.

6Menor preocupação com assaltos

Por incrível que possa parecer, ficamos muito mais tranquilos na bicicleta do que dentro de um carro em relação a assaltos. Se você vir uma pessoa com atitude suspeita perto de onde parou para esperar o sinal abrir, estando de carro só é possível rezar; na bicicleta, há uma visão muito abrangente do que está em volta, o que permite identificar rapidamente alguém com atitude suspeita, evitando o confronto. Além do mais, não dá para fazer sequestro-relâmpago com ciclista. :)

7Não coloca vidas em risco

Uma pessoa tem que ser muito criativa para conseguir matar outra com uma bicicleta. Já com os carros, basta tentar acender um cigarro, atender o celular, mudar a estação do rádio, pegar um batom no porta-luvas ou mesmo olhar para o lado errado na hora errada e pronto, já existe a chance de ceifar a vida de alguém que está na calçada esperando um ônibus. Os veículos automotores causam 43 mil mortes e 153 mil internações no SUS por ano no Brasil (2011). São números comparáveis aos das guerras. Para se ter uma idéia, no ataque às torres gêmeas de 11 de setembro de 2001 morreram cerca de 3 mil pessoas – ou seja, temos mais de um World Trade Center por mês no nosso quintal, sem ninguém se comover além das famílias das vítimas.

8Não polui o ar que nossas crianças respiram

Em São Paulo, a poluição mata indiretamente vinte pessoas por dia, agravando e acelerando problemas como infarto, acidente vascular cerebral, pneumonia, asma e câncer de pulmão. E 90% das emissões de poluentes em São Paulo é causada pelos veículos automotores. Cálculos rápidos: 90% de 20 mortes diárias significa que o uso de veículos motorizados causa 18 mortes por dia nessa cidade. E 85% da frota da capital paulista (setembro/2012) é composta de motos e carros, resultando em mais de 15 óbitos por dia decorrentes da escolha que as pessoas fazem na hora de se locomover. Não quero ser conivente com essas mortes.

9Respira-se um ar menos poluído

E não é só por não gerar poluição! Ao contrário do que se pensa, o ar dentro dos veículos é mais poluído do que o ar do lado de fora. E quem diz isso não sou eu, é a Cetesb! E não só eles: o Instituto do Coração comprovou e a “Associação da Qualidade do Ar em Interiores dos Estados Unidos” também afirma isso. Entenda aqui por que ciclistas respiram menos poluição do que quem está nos carros.

Robert Marchand: Aos 90 anos, completou os 600 km da Bordeaux-Paris, em 36h. Aos fazer 100 anos, bateu um recorde para sua idade, pedalando por uma hora em um velódromo, com uma bicicleta fixa. “Agora estou reduzindo o ritmo”.

10Saúde e vida mais longa

A atividade física regular previne doenças cardíacas e AVCs, hipertensão, ajuda a controlar o diabetes, aumenta a resistência aeróbica, reduz a obesidade, ativa a musculatura de todo o corpo, diminui a ocorrência de doenças crônicas, faz bem para a saúde do idoso e aumenta o tempo de vida. Adotar a bicicleta em seus deslocamentos é uma maneira simples (e barata) de encaixar essa atividade física no seu dia a dia.

11Os resultados físicos são visíveis

Há aumento de massa muscular, queima de calorias e melhoria da capacidade respiratória. É uma academia ao ar livre, mais prazerosa e sem a sensação que muitas pessoas têm em relação a atividades físicas, quando elas são realizadas apenas com o objetivo de perder peso ou melhorar a aparência. Nesses casos, o exercício passa a ser encarado como uma obrigação e não um prazer, o que causa uma taxa de desistência muito grande (não é à toa que as academias hoje em dia obrigam a pagar algumas mensalidades antecipadamente na inscrição).

A utilização da bicicleta como meio de transporte não é um compromisso a mais para encaixar na agenda: passa a fazer parte da sua rotina, ocupando um tempo que antes era improdutivo e estressante.

12Sensação de liberdade

Não há nada que pague passar tranquilamente de bicicleta por aquela fila de carros parados no congestionamento, não se sentir imobilizado no trânsito, ter 360º de visão, poder olhar o chão e o céu, notar casas, pessoas, cheiros, sons, árvores e pássaros, sentir o sol na pele, o vento no rosto… Precisa mais? :)

Quer entender melhor? Dê uma chance a si mesmo e tente!


156 comentários para 12 motivos para ir de bicicleta

  • Camila Oliveira

    Olá Willian! Eu já li muita coisa aqui do seu blog maravilhoso, principalmente quando comecei a pesquisar sobre andar de bicicleta. Aí hoje um amigo meu me mandou este seu post que eu ainda não conhecia por e-mail, achei lindo!!!! Concordo com tudo.. todos estes benefícios a gente sente na pele e muito rápido! Lembro dos dias de inverno, em que eu chegava na empresa toda sorridente e animada após a minha pedalada matinal e a galera que chegava de carro ía despertar mesmo só lá pras 10h.
    bjão!

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Sou uma prova VIVA de tudo q está escrito aí. Há cerca de 4 anos tive a coragem de trocar definitivamente o carro pela bike e só me dei bem. Melhorei minha saúde, baixei meu stress, aumentei meu bom humor. Conheci mais pessoas, aproveitei os 45 minutos que me separavam do trabalho ao invés de passar (com sorte) com 1 hora e 15 minutos enfurnado num carro, ouvindo rádio e acompanhando a vida do lado de dentro dos vidros fechados com medo de ser assaltado e sei lá mais o quê.

    Gente! Como é que tem poucas pessoas ainda com baixo nivel de conscientização para tomar uma decisão destas. Mas temos que insistir, temos que nos fazer ouvir, para autoridades, donos de empresa, associações civis, em qualquer lugar que possamos formar opinião.

    Parabéns a este blog e a todos os outros que incentivam o movimento pelo uso da bicicleta no cotidiano.

    Cicloabraços.

    Comentário bem votado! Thumb up 13 Thumb down 0

  • Flávio Anastacio

    Muito legal a materia, também adoro bike, e as vezes tbm vou com minha magrela, tenho carro e moto, mas sinceramente, estou pensando em ir com a magrela tds os dias, apesar de no meu serviço não ter uma ducha, mas vou levar uma toalha e um sabonete e um desodorante, para disfarçar rsrsr
    abraços a tds

    Comentário bem votado! Thumb up 4 Thumb down 0

  • [...] Ok, o carro não emite gases poluentes por ser elétrico, mas a eletricidade utilizada para carregá-lo também causa poluição ao ser produzida. Ainda mais na Europa, onde não há tantas hidroelétricas (e mesmo elas também poluem um pouco e têm seu impacto ambiental). Além disso, poluir não é o único problema do automóvel. Ele ainda perde feio de uma bicicleta em vários quesitos. [...]

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • edilson

    parabens concordo com vc em tudo, espero que as autoridades faça algo por nós ciclistas, que somos a parte fragil deste transito maluco.que os motoristas, principalmente os de onibus, nao nos veja como concorrentes nas avenidas, apenas queremos um cidade melhor para todos.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Willian, parabéns pelo texto. Com certeza muito incentivador. Vamos lutar pelas nossas ciclovias. Obrigado pela visita também.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Suely Nakandakari

    Meu carro quebrou e resolvi ir para o trabalho pedalando, não sabia q era tão gratificante, adorei!
    amanhã pegarei meu carro de volta, mas com certeza ele ficará na garagem, pois não pretendo mais usa-lo em em pequenos percursos….. afinal pedalar é td de bom!

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Luiza

    nossa, muito bom os argumentos! parabéns!
    quem pedala sabe que tudo que vc escreveu é a mais pura verdade.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • RICHARD MARTINELLI

    Irmão, show de texto….pedalo pouco, mas quando pedalo, chego a 100Km’s num dia…estou me mudando para uma cidade que fica a 30Km’s de distância do meu trabalho….e, depois de ler teu texto decidi que vou de bike.
    Forte abraço e paz no coração de todos nós.

    Richard

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Obrigado pela mensagem.
    Se permitires, vou reproduzir o teu texto. Uso a bike diariamente e sinto a necessidade de reproduzir tudo o que já sabemos sobre os benefícios do uso da bicicleta.
    Um abraço.
    Z

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • [...] amigo que começou a pedalar agora. Se ele ainda está na dúvida sobre usar a bicicleta, envie este outro texto. Enviado por:  Willian Cruz – Categoria: – Dicas para o ciclista urbano – Tags [...]

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • [...] e para você mesmo, deixe o carro em casa pelo menos uma vez por semana. Vá de ônibus, de Metrô, de bicicleta, de trem ou um pouco de cada. Eu, seus filhos e seu planeta agradeceremos. E seu corpo e mente [...]

    Thumb up 0 Thumb down 2

  • Rogério Vieira

    Concordo com tudo isto que dizes, pois sou ciclista a cinco anos percorrendo um percursso diario no total de 40 Km e muita gente acha que eu assim como você somos malucos e até alguns já me desestimularam de praticar o pedal mas como não dei ouvidos pedalo até hoje e sempre não importa a distancia o lugar o clima.PFPS (Pedal Forte Para Sempre). Continuemos na luta por mais ciclovias.

    Thumb up 3 Thumb down 1

  • Julio Costa

    Galera,
    estou trabalhando no meu TCC de logistica e o tema que escolhi por ser ciclista de carteirinha é sobre o Transporte de Bikes em Onibus Urbanos . Preciso saber se alguem tem informações sobre leis de transito que regulamenta o uso de transporte de bikes em transporte coletivo – onibus especificamente.
    Ja procurei e não encontrei nada.

    Ah! Eu e minha mulher abrimos mão de dois carros – usamos bike pra tudo a mais de 12 anos (inclusive meu filho de 12 anos) – e taxi em ocasiões especiais, ” uma delas quando tive que leva-la pra o nenê “.
    Abs

    OBS: Quando uma vez por ano quero levar minha familia de ferias à praia, ou vou de onibus ou alugo um carro por alguns dias. Carro na garagem, nunca mais.
    Dá uma economia que alguns não fazem ideia. IPVA, Combustivel, seguro, lavagem, manutenção, peças, acidente, etc,etc.
    Guardem essa economia, no final de dez anos tem dinheiro pra comprar um belo de um imovel. Conheço um monte de gente que passam a vida trocando de carro todo ano, por puro status e moram de aluguel.

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 1

  • Luciano

    Cara, parabéns pelo site e pelo conteúdo. É uma pena que não temos 1 ou 2 políticos sérios na cidade de Sampa com esse mesmo espírito. Mesmo apesar do perigo, aderi a bike para ir trabalhar.

    Grande abraço.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • Daniel

    Parabéns pelo site! Temos de lutar por um maior número de ciclovias nas grandes cidades!

    Thumb up 4 Thumb down 1

  • THAYS RICARTE

    Bom, saindo um pouquinho dos maçantes processos (trabalho no TJ/SE), fiquei feliz ao me deparar com o seu blog, mais precisamente, com o texto retro.

    Falo isso porque há 3 meses abandonei o carro… Isso mesmo troquei o veículo pela Bike… Agora a minha magrela (uma simples Calou Snake) faz parte da minha rotina.. Ela e a mochila… Somos inseparáveis… rsrsrs

    Faço o seguinte: Coloco o ternino, sapato e tudo que irei precisar na mochila, na noite anterior. Assim, não fica aquela loucura nas primeiras horas da manhã.
    Dedico as horas matinais para tomar um bom banho, coloco roupa de corrida (faço parte de um clube de corrida – Zona Alvo), tomo o meu desjejum e parto para o trabalho. Saio de casa por volta das 06 horas, horário que evito trânsito e sol forte…
    Deixo a bike no antigo estacionamento do carro. Lá o meu amigo MAX cuida dela com todo o zelo… Toco de roupa lá mesmo… Pronto!!! Antes das 07 já estou na frente do computador…

    Apesar de baiana, moro na capital sergipana há 11 anos.

    A cidade é plana, o que muito facilita, contudo, os desrespeitos em desfavor dos ciclistas são os mesmos dos grandes centos…. Uma pena…

    Pois é companheiro, sofro por andar de forma correta, mas tem que ser…

    Na verdade, tal decisão partiu de um ato que entendo seja de coerência. Sou vegetariana (vegan). Então, para SEGUIR uma linha ecológica é um pulo…

    Era isso.

    Só para partilhar da mesma paixão e consciência…

    Ainda não tive tempo para explorar os textos do blog, mas sei que serão de grande valia…

    Saudações de uma baiana que mora em Aracaju, mas é São Paulina doente!!! rsrsrs

    Thays Ricarte

    Thumb up 5 Thumb down 2

  • Sara Passos

    Eu também aderir o hábito de ir pro trabalho de bicicleta, foi a melhor coisa que fiz, já que meu horário não conciliava com a academia, hoje mantenho a forma e com um gasto a menos.

    Thumb up 2 Thumb down 1

  • Duan

    Sou de Floripa, e custei a achar um site assim, com a cara do ciclista! Pedalo desde sempre e estou muito feliz em saber que outras pessoas compartilham esta energia maravilhosa que nos move: a bike! Vou divulgar o blog entre toda galera do pedal daqui! Parabéns pelo blog, contem com o meu apoio! Boas pedalas à todos!!!!

    Thumb up 3 Thumb down 1

  • Vlamir Dias

    Pura verdade! A vida sedentária é tema de muitas conversas de consultório com aqueles que buscam orientação, o porblema é que a maioria não busca. A bicicleta é o meio mais barato que eu conheço de aliviar o stress e manter o condicionamewnto físico.
    Parabéns pelo artigo.
    Vlamir Dias – Rio de Janeiro

    Thumb up 4 Thumb down 1

  • Kiki

    William, gostei muitíssimo do site e gostaria de dizer que está sendo útil para mim, que ainda não sou ciclista, começar a fazer o mesmo que você. Ainda não consegui ler todos os artigos do blog, mas são muito esclarecedores e um incentivo a quem quer começar.
    Eu já andei muito de bicicleta há uns 15 anos atrás mas perdi o jeito.
    Por sorte, moro em uma cidade do interior de SP e os problemas (graves) de poluição e violência não chegaram totalmente aqui, então eu comecei a voltar dos estudos para a casa à pé desde o começo do ano e percebo que levo uma hora aproximadamente. Então me ocorreu a idéia de começar a ir e voltar de bicicleta, com certeza o tempo será muito menor que essa 1 hora.

    Estive lendo o comentário do rapaz do Japão e achei muito triste que ele não tenha entendido o objetivo de tudo, se ele tivesse entrado aqui desarmado e com a cabeça mais aberta, teria aprendido coisas legais, porém, parece que é um grande defensor dos carros e só consegue ver o lado dele, por isso tantas idéias contraditórias…

    Abraços

    Comentário bem votado! Thumb up 6 Thumb down 2

  • Oi Felipe. Duvido que você vá voltar aqui para ler minha resposta, porque entrou aqui, leu, não entendeu, e resolveu postar só para tumultuar. Mas em respeito aos outros leitores, vou comentar seus argumentos.
    1) Você diz que “não adianta mudar o meio de transporte e sim a cabeça de quem o utiliza”. Discordo. Mudar a cabeça de quem o utiliza é interessante, importante, mas é exatamente o que não resolve. Se o cara é um péssimo motorista e muda para a bicicleta, adiantou ou não? O cara pode ser um ciclista péssimo, mas não vai matar ninguém com a bicicleta, não vai poluir o ar, vai ocupar muito menos espaço que um carro, vai ter uma vida mais saudável. Mudar a cabeça de um motorista ajuda? Sim, ajuda, mas não faz nem metade do que deveria ser feito.
    2) Assaltos. Primeiro, um vidro não te protege de um revólver. A não ser que você queira gastar nele um dinheiro que daria pra comprar uma casa. E o problema maior hoje em dia, como você mesmo exemplificou, não é roubarem o carro, porque o carro tem seguro… É te levarem para “passear” num seqüestro-relâmpago e ainda te jogarem no meio do mato sem carro, sem dinheiro, sem roupa e, se tiver muita sorte, sem nenhum arranhão. Não tem seqüestro-relâmpago para quem está de bicicleta. Alguém pode roubá-la? Sim, pode. Minha experiência (afinal já andei muito de carro e muito de bicicleta, e você?) me mostra que é mais provável ser assaltado num carro do que numa bicicleta, a não ser que você entre com a bicicleta em determinados locais, em determinados horários. SE considerarmos que as probabilidades são as mesmas para ambos os veículos, quem teria o prejuízo maior ao ser roubado, para usar o mesmo argumento que você utilizou? Ok, o carro tem seguro, mas e a franquia? E o preço que você paga todo ano no seguro? Quantas bicicletas dá pra comprar com isso? Uma bike boa custa o preço do seguro do carro…
    3) Você sabe o que significa “trombadinha”? Procure no dicionário a definição de punguista. E você está falando para não usar o rolex no carro, mas para exibir ele andando de bicicleta? E vem me falar de raciocínio? E pra que exibir um rolex andando de bicicleta? Por que não guardar ela na mochila, no bolso ou sei lá onde, e deixar pra exibir todo seu estilo e superioridade sócio-econômica apenas quando chegar ao destino? Quem você precisa impressionar com seu rolex, quando está andando de bike?
    4) Quando minha esposa tiver um bebê eu vou levar ela de carro, de táxi, de ambulância, de viatura de polícia, o que for necessário. CLARO que eu não vou levar na bicicleta. Onde eu disse isso aqui? E você já teve uma mulher grávida em casa? No dia que tiver, vai perceber que os bebês não nascem só de madrugada. Existe uma grande chance dela entrar em trabalho de parto quando você estiver trabalhando. Ela não vai poder dirigir e você não estará lá. Adiantou ter carro? E outra, você está me dizendo para ter carro a vida toda porque um dia minha esposa vai ficar grávida e, se eu tiver a sorte de estar por perto quando ela entrar em trabalho de parto, eu posso levar ela com o meu carro? E mais uma informação, pesquise na internet sobre “contrações na hora do parto”. Normalmente, elas começam bem antes do bebê realmente sair de dentro da mãe, tempo suficiente pra chegar num hospital e esperar bastante. Isso se a mulher tiver contrações e não precisar de uma cesariana, que é programada com antecedência.
    5) Sinto muito por ter visto esse texto – e esse site – da maneira errada. Em nenhum lugar aqui eu digo que a bicicleta é solução para todo mundo, que devemos queimar todos os carros, ônibus e caminhões e usar só bicicleta. Isso seria um completo absurdo! Quem “não sabe a utilidade do mesmo” prejudica sim, principalmente quem não sabe que o carro deveria ser usado com inteligência (em termos de utilização, não de destreza no volante). Dirigir bem não resolve o problema do trânsito, não torna o ar menos poluído, nem mesmo acaba com os acidentes de trãnsito (você deve dirigir bem, mas tenho quase certeza que pelo menos já ralou o carro alguma vez). Não torna a cidade mais humana, nem desocupa o espaço público devolvendo-o às pessoas.
    Tem carros demais nas ruas! Não percebeu ainda? Vem aqui pra São Paulo. Não sei em que lugar do Japão você mora, mas não deve ser Tóquio, senão nem usaria carro.

    Comentário bem votado! Thumb up 18 Thumb down 4

    • FERNANDES

      MUITO BOM! BRILHANTE SEU RACIOCÍNIO CONTRA OS ARGUMENTOS PESSIMISTAS E NEGATIVOS DO FELIPE QUE MORA NO JAPÃO!
      DESDE OS SETE ANOS FUI ATLETA E QUANDO PAREI DE CORRER MARATONAS E CORRIDAS DE FUNDO, ATIRAR, FAZER PENTATLO, (EU ERA ATLETA DA MARINHA) OPTEI EM PEDALAR. FUI PRESIDENTE DE UMA ASSOCIAÇÃO CICLÍSTICA EM CABO FRIO E AGORA EM MINAS GERAIS, VAMOS CRIAR UMA ASSOCIAÇÃO AQUI. TENHO SESSENTA E CINCO ANOS E CONTINUO FAZENDO GINÁSTICA E PEDALANDO.
      FALAR DO BEM QUE CAUSA O PEDALAR, QUASE TODO MUNDO SABE. O QUE FALTA É VONTADE PESSOAL E VONTADE POLÍTICA DE QUERER MUDAR ESTA MENTALIDADE REINANTE. TEMOS POR DEVER E ATÉ POR RESPEITO AOS NOSSOS FILHOS, TENTAR, A TODO CUSTO, MELHORAR O MEIO AMBIENTE DO QUAL SOMOS TODOS INTERDEPENDENTES.
      A SOCIEDADE, DE UM JEITO OU DE OUTRO VAI TER QUE MUDAR A MANEIRA DE VER A BICICLETA COMO MEIO DE TRANSPORTE E DE LAZER. QUANDO AS DOENÇAS DE TODOS OS TIPOS AUMENTAREM EM LARGA ESCALA, COISA QUE JÁ OCORRE E A SOCIEDADE TOMAR CONSCIÊNCIA DISSO, AS MUDANÇAS COMEÇARÃO A OCORRER. ISTO SEM PRECISAR DE TIPOS PESSIMISTAS E NEGATIVISTA PARA CONTRAPOR OS FATOS. SAUDAÇÕES CICLÍSTICAS!

      Thumb up 2 Thumb down 0

  • Felipe Kenji Lacerda

    [Comentário oculto devido a baixa votação. Clique para ler.]

    Esse comentário não tem feito muito sucesso. Thumb up 4 Thumb down 13

  • Roberto, o único bicicletário que conheço nessa região fica dentro do SHOPPING Santa Cruz e é cobrado o valor de R$1 pelo período de 5 horas (não sei quanto cobram por hora adicional).

    O bicicletário funciona no horário do Shopping (na verdade fica até mais tarde, porque é no estacionamento e enquanto tem gente nos cinemas ainda dá pra tirar a bike de lá, o problema é que o Shopping fecha e você não consegue mais entrar nele pra ir pegar a bike). Tem que subir pelo elevador de serviço, para não correr risco na rampa de acesso (e que rampa, viu).

    Tem um vestiário de funcionários pertinho do bicicletário, que você pode usar pra se trocar e acho que dá até pra tomar um banho. Vi que tem chuveiros, mas não têm cara de ser com água quente não.

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

  • Roberto

    Gostei da iniciativa. Por enquanto ainda pertenço ao grupo de pessoas que vão trabalhar de carro, mas pretendo em breve ir trabalhar de bicicleta. O problema será achar um lugar para estacionar a bicicleta.

    Estou pensando em ir de bicicleta até algum metro, alguem sabe se tem estacionamento que aceitam bicicletas ou bicicletários perto de algum metro da zona sul? (Vila Mariana, Santa Cruz)

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Augusto Pinhata

    Parabéns pela iniciativa e persistência! Já troquei o carro pela bike há mais de dois anos e só me arrependo de não ter feito isso antes. É impressionante a inversão de valores do nosso povo, pois a despeito de todas as vantagens já citadas por vocês, nós, ciclistas é que somos vistos como “estranhos” nesse processo. Acho muito importante esse trabalho de conscientização e incentivo. Precisamos nos mobilizar para fazer com que os governos criem condições favoráveis a essa prática. Por exemplo, esta cidade deveria ter um projeto de ciclovias cortando-a em todas as direções e integradas ao metrô, cujo uso por ciclistas deveria se estender para todos os dias da semana.

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

  • talita

    rpz adorei
    todos os textos que li apesar que ainda falta uns .
    obrigada !

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • ROALD SANTOS

    O TEXTO É FORTE E DISPENSA MAIORES COMENTÁRIOS, BIKE EM CIDADE GRANDE COMO SÃO PAULO É A SOLUÇÃO !! Iniciei o uso de bike no transporte em 2002 para fazer o trajeto de Santana onde moro (Z. Norte) para a Vl. Olpimpia (Z. Sul) onde trabalhava ! Não larguei mais e hoje (2007) tenho uma pequena empresa de entregas com o uso de bicilcetas !!!!

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Marcelo Mig

    Este site é maravilhoso! Adotei a bicicleta como meio de transporte desde agosto / 2006. Gostei tanto que comecei a treinar ciclismo de velocidade também. Há exatamente um mês, comprei um ciclocomputador, que mostra 530km rodados só no mês de novembro.

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Eduardo - Ribeirão P

    Parabéns por sua iniciativa. Sempre fui apaixonado por Bike. Por volta de 1999 (após tirar a habilitação), deixei a bike um pouco de lado. Sentia muita falta, e tinha vontade de pedalar. Desde setembro voltei a praticar mountain bike, adquiri uma bike nova, todos os equipamentos, e não passo um final de semana sequer sem pedalar. O próximo passo é substituir a moto que me leva ao trabalho todos os dias, pela bike. Adorei seu blog. Viva a Bike!!!!

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • Marcelo, Vladimir e Rafael: estou para escrever um artigo falando sobre higiene e o que fazer quando não há chuveiro na empresa. Esse texto vai entrar nas dicas para o ciclista urbano, ali no índice. Fiquem de olho!

    Marcelo, quanto a respirar mais ar poluído, temos que levar em conta diversos fatores:

    - A bicicleta, em horários de pico, é mais rápida que o carro (veja os resultados do Desafio Intermodal que fizemos em São Paulo, link alí no índice). Portanto, você respira a poluição da rua por mais tempo dentro do carro, o que por si só equipara a quantidade de ar respirado com a de quem respira em maior quantidade, durante menos tempo.

    - O ar dentro do carro é mais poluído que o ar do lado de fora. Isso é comprovado pelas medições que volta e meia a CETESB ou o pessoal da Instituto de Poluição Atmosférica da USP fazem: sempre que medem o ar dentro e fora dos veículos, o ar de dentro tem uma qualidade pior que o do lado de fora, porque dentro do carro os poluentes não se dissipam.

    - O uso de ar condicionado no carro diminui a entrada de poluentes, quando o motorista fecha a entrada de ar externo. Mas o automóvel não é uma câmara selada e os poluentes acabam entrando mesmo assim. Apesar de entrarem em menor quantidade, eles não se dissipam porque não têm por onde sair e acabam sendo inalados pelos ocupantes. Você pode comprovar isso permanecendo alguns instantes atrás de algum veículo que esteja soltando bastante fumaça: o cheiro da fumaça será sentido dentro do carro e permanecerá lá por bastante tempo.

    - O ar condicionado pode trazer outros problemas que não a poluição, com a predisposição que os filtros têm para a proliferação de bactérias, que podem causar irritações e doenças respiratórias.

    - Boa parte dos poluentes, principalmente o material particulado, ficam concentrados principalmente na via ou sobem praticamente na vertical. Nos bordos da pista, onde circulam os ciclistas, a concentração é um pouco menor.

    - Apesar de respirar ar poluído ao pedalar dentro de uma cidade grande, o exercício físico regular traz diversos outros benefícios, já citados no texto: previne problemas cardíacos, aumenta a resistência aeróbica, reduz a obesidade, ativa a musculatura de todo o corpo, diminui a ocorrência de doenças crônicas e problemas cardíacos e aumenta o tempo de vida em dois anos e meio, em média. Mesmo que haja algum prejuízo devido à poluição, na média você sai ganhando. Ou você realmente acha que é mais saudável ir trabalhar sentado sedentariamente dentro de um carro, tendo como exercício físico diário apenas 100 metros de caminhada? :)

    Além do mais, tem uma falha nesse raciocínio: respirar faz parte da vida! Não temos que nos preocupar em respirar menos e sim em poluir menos! ;)

    Comentário bem votado! Thumb up 14 Thumb down 0

  • +crux+

    Fabio, tem gente que usa aquelas máscaras descartáveis de dentista, que são bem baratas. Elas não filtram gases, mas filtram pelo menos o material particulado (fuligem). Mas o material particulado costuma ficar mais concentrado na própria via (tanto é que quando chove, a água que vem do chão é suja e quase preta) e no entorno (túneis costumam ter suas paredes pretas de fuligem). Assim, ele pode ser evitado se você utilizar ruas com menor fluxo de veículos (sim, eu sei, nem sempre isso é possível). Os únicos estudos que eu tenho conhecimento sobre o assunto são sobre a qualidade dentro e fora do carro, que eu cito em outra resposta mais acima.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • +crux+

    Regina, seguindo algumas regras de segurança e optando por caminhos alternativos, você diminui bastante o risco de acidentes. Uso a bicicleta todos os dias e estou aqui para comprovar isso. :) Dê uma olhada nas dicas para o ciclista urbano, no índice ali do lado direito da página.

    Comentário bem votado! Thumb up 5 Thumb down 0

  • Marcelo

    Você não sua? Dá pra tomar uma ducha no seu trampo?
    Quando vc faz esforço físico vc tem que respirar mais ar e mais ar poluído, portanto… não sou eu quem diz isso são os médicos.

    Thumb up 1 Thumb down 4

  • Vladimir

    Como lidar com contra-tempos de ir para o trabalho e suar muito, tendo que tomar banho e trocar de roupa?

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Fabio Silveira

    Olha.. sou do RJ, tenho 23 anos, e a maioria dos lugares onde vou eu uso bike. Alguns problemas estao nos motoristas.. que dificilmente respeitam os ciclistas e a poluiçao dos outros automóveis. Eh justamente sobre isso q queria saber.. enfim.. eh valido usar mascara qndo se anda de bike? Afinal eh terrivel ter um caminhao passando e te deixando praticamente preto de tanto monoxido de carbono!! Ao se esforçar na bike.. essa fumaça vai toda pra dentro do pulmao.. entao ta ae.. tem alguma pesquisa sobre isto?? Abraços

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • MARCELO

    Provavelmente vc deve ter visto meu graffiti que venho fazendo à anos… vá de bike ! To achando que to fazendo propaganda de graça pra vcs heim… mas vale a pena.

    Thumb up 3 Thumb down 2

  • Alessandra

    Olá! Adorei a matéria! Tbm sou fã de bike e vou p/ o trabalho c/ ela! Economizo e ainda fico em forma…
    Abraço!

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Renata

    Parabéns!
    Ñ sei andar de bike, mas vou aprender, pois é um excelente meio de transporte.
    Vamos divulgar + o site!!!!
    Bjx

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Ana

    :-)
    realmente andar de bicicleta faz mais sentido que mudar a órbita terrestre.
    belo blog.
    me deu até um certo nojo da minha preguiça.

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • Rafael Kiss

    Olá!
    Parabéns pelo Blog!
    É de grande utilidade!
    Gostei de lê-lo e é convergente a um estilo de vida que nunca consegui por em prática, mas tenhgo muita vontade!
    Uma pergunta que lhe faço, que é uma das que ainda não consegui responder para começar a usar a bicicleta, é com relação a roupa. Tenho que trabalhar vestindo social e ainda não consegui descobrir como fazer para vir de bicicleta, suar e tudo mais e depois vertir social. Ou mesmo como trazer a roupa, Risos!

    Abraço!

    Thumb up 3 Thumb down 0

  • Marcelo

    Tudo a ver, quero voltar a trabalhar de bike, mas depois de um acidente onde fraturei o femur, minha familía anida está com medo. Abraços

    Thumb up 0 Thumb down 0

  • beth bahiense

    Legal! espero que sua idéia encontre milhões de adeptos. Eu também já havia pensado nisso antes.

    Thumb up 1 Thumb down 0

  • regina

    uso muito a bike como transporte, mas reconheço que é uma temeridade. Ninguém, mas ninguém mesmo respeita o ciclista, e meus filhos inclusive me pedem para parar de pedalar, mas eu amo uma bike e pretendo continuar enfrentando as agruras da falta de ciclovias neste país miserável mas de governantes delirantes que só pensam em obras faraônicas que podem ser superfaturadas, enquanto as ciclovias vão ficando no esquecimento. Grande abraço.

    Thumb up 3 Thumb down 1

  • Danilo

    Resolvi “voltar” a bike a uns 6 meses. Sempre gostei mas antes “me enganava” pensando nunca ter tempo para utilizá-la. Vendi meu carro e agora os percursos mais proximos so faço de carro e até me arrependi das inúmeras vezes que fui de carro para a facul e me vi preso no transito.

    Thumb up 2 Thumb down 0

  • guilherme dib

    parabens pelo blog.

    moro em ipatinga-mg, cidade linda, toda arborizada e lotada de ciclovias.
    vou ao trabalho, passeio, mercado sempre de bike.
    a cidade conta tambem com muitos estacionamentos para bicicletas e no shoping tem vigilancia.
    utilizamos bike diariamente independente da classe social.
    meu carro fica na garagem e só sai para eventos sociais.
    se voce quizer mandarei fotos.
    um grande abraço

    Comentário bem votado! Thumb up 9 Thumb down 0

  • Gerson Moraes

    Muito bom esse seu texto, convincente, mas eu já sabia disso tudo, agora precisamos mostrar isso para todo mundo, (quem não pedala), temos que fazer o pessoal perder o medo da vida, isso tinha q sair no jornal!

    Comentário bem votado! Thumb up 8 Thumb down 1

  • Raphael PC

    Rapaz, ficaram otimos seus argumentos! tambem tinha preparado um arquivo com 15 argumentos para ir de bicicleta, mas ainda nao divulguei! muito bom, e boas pedaladas!

    Thumb up 3 Thumb down 1

  • Felipe Aragonez

    Willian, ótimo texto, argumentos convincentes para aqueles que precisam de um empurrãozinho para abandonar o carro e viver a vida sobre a bike.

    Mais uma vez excelente post e maravilhoso blog.

    Abraços

    Comentário bem votado! Thumb up 8 Thumb down 0

  • Samuel Oliveira

    Parabéns pelo ÓTIMO texto. Eu sou um city biker. Vou pro trabalho todos os dias de bike também… Abraço

    Comentário bem votado! Thumb up 17 Thumb down 1

Enviar resposta

  

  

  

Você pode usar estas tags HTML

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>